Catarina Reis
Catarina Reis
25 Nov, 2021 - 12:10

Estuda muito mas não tem boas notas: 7 dicas para o sucesso

Catarina Reis

Se o seu filho é daqueles que estuda muito mas não tem boas notas, saiba como o pode ajudar a dar a volta ao problema.

Estuda muito mas não tem boas notas

Para quem estuda muito mas não tem boas notas a sensação pode ser de incapacidade e derrota, algo muito difícil de gerir e que pode conduzir a uma crescente desmotivação. Por sua vez, os pais ficam preocupados e procuram uma solução.

É importante perceber, antes de mais, há que perceber que quando o esforço não se reflete nos resultados algo está a falhar e isso pode passar por algo tão simples quanto aprender a estudar.
Porém, cada pessoa é única. Por isso, há que traçar uma estratégia de trabalho adequada aos objetivos e perfil do aluno.

Apresentamos-lhe algumas dicas simples que podem ajudar quem estuda muito mas não tem boas notas a alcançar o sucesso.

ESTUDA MUITO MAS NÃO TEM BOAS NOTAS: CAUSAS E SOLUÇÕES

Quando alguém estuda muito mas não tem boas notas, algo está a falhar. Há que perceber o quê e qual a solução.

A questão pode estar relacionada com diferentes fatores, nomeadamente com níveis elevados de stress e ansiedade.

aluno a estudar em casa

Um inimigo chamado stress

O stress e a ansiedade marcam uma forte presença nos momentos de estudo de muitos alunos. Uma realidade reforçada pelo contexto de pandemia, com o ensino à distância e a incapacidade de gerir um conjunto de fatores inerentes a uma situação de confinamento, tais como a falta de meios e/ou de condições, bem como de apoio e motivação.

A par do contexto vivido nos últimos tempos, o stress é um inimigo que permanece no seio da comunidade académica, independentemente do ciclo de estudos, mas com especial relevância no ensino secundário e superior onde as metas e a competitividade são mais evidentes.

Para quem estuda muito mas não tem boas notas, o grande problema pode estar, precisamente nos níveis de stress e ansiedade. É fundamental encontrar estratégias para combater ou contornar o problema, tais como, um espaço de estudo tranquilo, meios de suporte, tempo e organização.

Em época de exames

Aos momentos de avaliação – testes ou exames – pode associar-se um fator de stress extra. Para gerir melhor estas fases, recomenda-se ao aluno:

  • Chegar cedo ao local;
  • Evitar o contacto com colegas ansiosos;
  • Ler atentamente todo o enunciado do teste antes de começar a responder;
  • Ter noção do tempo que vai dedicar a cada questão;
  • Organizar as respostas de forma esquemática antes de as escrever para ver se estão de facto completas.
  • Evitar copiar. É um fator de stress acrescido e um ato desonesto.
  • Antes de entregar o teste deve reler as respostas e ver se se pode completar as mesmas.

Em casos mais graves, pode ser necessário procurar o aconselhamento de um especialista.

como ensinar o seu filho a estudar sozinho
Veja também Como ensinar o seu filho a estudar sozinho: 6 dicas essenciais

7 DICAS PARA O SUCESSO

Em grande parte dos casos, a diferença entre quem estuda muito mas não tem boas e quem consegue bons resultados estudando pouco passa por um método de estudo, bem como pela capacidade de gestão do tempo entre trabalho e lazer, mas não só.

Reunimos algumas dicas úteis.

1

Estudo diário

O estudo diário é fundamental para manter os conhecimentos presentes.

Após as aulas, o aluno deve fazer uma revisão das matérias dadas e perceber se há dúvidas a esclarecer atempadamente, antes dos exames.

2

Método de estudo

A disciplina é importante para quem quer alcançar bons resultados, em especial para quem estuda muitos mas não tem boas notas.

Assim, definir um método de estudo organizado, dinâmico, apelativo e adequado a cada aluno faz uma grande diferença. Neste sentido, é importante perceber o que faz o aluno sentir-se mais motivado e produtivo, e isso parte do autoconhecimento do próprio.

3

Tempo

Destinar um período de tempo diário, com hora marcada, permite organizar a rotina.

4

Atenção e apontamentos

Quem estuda muito mas não tem boas boas notas identifica, habitualmente, uma falha no que respeita à atenção nas aulas. Perceber o que o professor explica e, eventualmente, questionar, é meio caminho andado para “absorver” os conhecimentos, reduzindo o esforço em casa.

Os testes são, habitualmente, sobre os conteúdos apresentados nas sessões. Um aluno que esteja atento e faça apontamentos sobre o que é dito na escola mais facilmente consegue alcançar bons resultados.

5

Prepare o local de estudo

Ter um local reservado especialmente estudo, calmo, silencioso, livre de distrações, confortável e com boa iluminação, permite manter a concentração e o desempenho.

6

Desconecte-se

Realizar diversas tarefas ao mesmo tempo prejudica o desempenho. Por isso, enquanto estudar, o aluno deve desconectar-se do que não interessa e pode servir de distração, nomeadamente as redes sociais. Toda sua atenção deve ser direcionada apenas aos conteúdos a estudar.

7

Pausas

Descansar é essencial para a concentração e produtividade. Há estudos que demonstram que fazer pausas curtas regulares durante o estudo ajuda a conseguir bons resultados.

E desengane-se quem pensa que fazer uma direta pode ser a solução para passar no teste no dia seguinte. A falta de descanso compromete o foco e abre porta aos erros.

Sobretudo em períodos maiores de estudo, fazer pausas regulares é fundamental.

OUTROS ASPETOS IMPORTANTES A CONSIDERAR

Há, ainda, outros aspetos que podem resultar para quem estuda muito mas não tem boas notas. Uma rotina de afazeres diversificada, bem como o apoio especializado podem assumir um papel determinante.

Centro de estudos

A inscrição num centro de estudos pode ser importante para ganhar rotinas de estudo, ter apoio especializado em algumas matérias, ajudando a ultrapassar dificuldades, ganhar maior segurança e obter bons resultados.

Exercício e lazer

Manter uma rotina de exercício físico e atividades de lazer ajudam o estudante a manter a saúde física e mental, promovem a motivação e concentração. Ainda que possa parecer um contrassenso, quando os resultados académicos não são bons, dedicar todo o tempo ao estudo não é, de todo, a solução. è fundamental, evitar níveis altos de stress e promover o bem-estar e para isso, é importante organizar o dia entre tarefas distintas.

Rotina de sono

Dormir é essencial para que o cérebro funcione da melhor maneira e isso reflete-se nos resultados académicos. Estudar com tempo e disciplina e ter uma boa rotina de sono, dormindo cerca de 8 horas por noite, é meio caminho andado para o sucesso.

Tecnologia: um aliado de peso

A tecnologia, e em particular a Internet, é parte integrante da vida de qualquer estudante e assume uma grande importância para quem quer ter boas notas.

Existem diversas plataformas com conteúdos e exercícios que permitem perceber melhor as matérias, esclarecer dúvidas, praticar e testar conhecimentos.

A par disso, é ainda possível pesquisar mais sobre determinado assunto e encontrar ferramentas de apoio à realização de trabalhos.

Para todos, e em especial para quem sente que estuda muito mas não tem boas notas, a tecnologia pode revelar-se, de facto, um aliado de peso. Basta que saiba tirar o melhor proveito da mesma, direcionando o seu uso para o que realmente importa.

Veja também