Marta Maia
Marta Maia
28 Ago, 2018 - 11:00
3 coisas a que deve estar atento no seu extrato bancário

3 coisas a que deve estar atento no seu extrato bancário

Marta Maia

Tirar o extrato bancário é quase um ato reflexo para a maioria de nós, mas presta mesmo atenção aos números que lá estão? Saiba porque deve fazê-lo.

O artigo continua após o anúncio

O gesto é tão automático que a maioria de nós nem dá por ele: vamos ao Multibanco, pedimos o extrato bancário e nem perdemos tempo a olhar para ele. Na verdade, algumas pessoas até o deitam no lixo sem ler o que lá vai escrito. Reconhece-se neste retrato?

Ler o extrato bancário é um hábito mais do que saudável e não devia ser feito com demasiada leveza. Para começar, porque é o primeiro contacto que tem com os movimentos da sua conta bancária. Depois, porque se algo estiver errado, é ali que vai notar o primeiro sinal de alerta.

Extrato bancário: 3 coisas que não deve deixar de confirmar

extrato bancario

1. O saldo cativo

Até pode ter um saldo total de seis dígitos e sorrir porque está milionário: se no saldo cativo também estiver um número de seis dígitos, nós aconselhámo-lo a repensar a sua situação financeira.

O saldo cativo vem sempre no extrato bancário e diz respeito ao dinheiro que ainda não foi debitado na conta, mas vai ser em breve porque já foi gasto. É muito comum, sobretudo aos fins de semana, quando os bancos têm menos capacidade de processar as transferências de dinheiro com rapidez.

2. Os débitos

Parece óbvia, não parece? Mas então pense lá se consegue lembrar-se dos últimos três levantamentos de dinheiro que fez e se saberia dizer-nos onde foram feitos.

Se não consegue, não se preocupe: infelizmente, é normal. O extrato bancário diz-nos sempre os últimos movimentos de dinheiro registados na nossa conta e não é por acaso: é que, se algum deles não partiu de nós, vamos dar conta. Ou devíamos.

Preste muita atenção aos débitos, mesmo os mais pequenos, e tente confirmar que partiram de si. Pense que se alguém andar a tirar-lhe dinheiro da conta vai querer ser discreto, não vai roubar quinhentos euros de uma vez.

3. Descoberto bancário

A clássica armadilha dos bancos: recebeu mil, mas o banco é um simpático e até o deixa gastar dois mil. O descoberto bancário é um adiantamento que o banco lhe faz do salário do mês seguinte – claro, em troca de uns juros pesadinhos e de um débito automático nesse salário, que vai obrigá-lo a recorrer novamente ao descoberto para acabar o mês e prendê-lo num ciclo de crédito vicioso.

O artigo continua após o anúncio

O descoberto aparece no extrato bancário e faz todo o sentido que lhe preste atenção, não só para saber quanto tem, mas também para garantir que não entrou já por esse valor adentro e nem se apercebeu.

Além dos termos que referimos, convém acrescentar que os extratos bancários contêm informação confidencial e que, por isso, não devem ser abandonados em qualquer lado.

Lembre-se que a pessoa atrás de si pode não ser honesta ou pode, pura e simplesmente, gostar de uma boa coscuvilhice. Sempre que pedir extrato bancário no Multibanco, tenha o cuidado de não deixar o talão na máquina e, já agora, tente deitá-lo fora num caixote do lixo longe do Multibanco, para evitar associações que não quer.

Veja também