Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
22 Abr, 2019 - 13:12
Como lidar com o feedback negativo no trabalho (da forma certa)

Como lidar com o feedback negativo no trabalho (da forma certa)

Catarina Milheiro

No momento em que recebe um feedback negativo é importante que analise os fatores que estão na sua origem e aprenda a lidar com a crítica em questão.

O artigo continua após o anúncio

Nem sempre é fácil lidar com o feedback negativo no ambiente de trabalho. A verdade é que uns têm a capacidade de ultrapassá-lo sem se incomodarem muito, e outros acabam mesmo por se sentir dececionados e, por vezes, bastante ansiosos.

É importante que todos nós consigamos compreender que uma crítica ao nosso trabalho, pode ajudar-nos e muito a crescer e a desenvolvê-lo de uma forma melhor e mais completa. A chave para lidar com o feedback negativo está na maneira como o absorve.

Feedback negativo no trabalho: aprenda a lidar com as críticas

A maioria das pessoas não está preparada para lidar com o feedback negativo no trabalho e a verdade é que ninguém gosta de ouvir críticas.

Quando nos é dado um feedback positivo ou ouvimos algumas palavras de reconhecimento, a tendência é para nos sentirmos extremamente orgulhosos do trabalho que desenvolvemos e de sermos invadidos por uma sensação de satisfação. Contudo, é muito importante aprendermos a ouvir e lidar tanto com o feedback negativo como com o positivo.

Quando acontece o contrário, ou seja, quando, por algum motivo, é necessária a intervenção no sentido de chamar a atenção, criticar ou repreender, por parte de um colega ou de alguém com um cargo superior ao nosso no trabalho, a tendência é para haver uma resistência. Essa resistência não está só presente na pessoa que recebe o feedback negativo, como também no indivíduo que se sentiu obrigado a dar esse retorno. A verdade é que não é fácil receber um feedback negativo, mas também é difícil dá-lo.

Como tal, sempre que se recebe um feedback negativo no ambiente de trabalho é essencial que se faça uma reflexão antes de argumentar. Desta forma, irá conseguir pensar bem na crítica que lhe foi feita e conseguirá observar e identificar os aspetos menos positivos que terá de trabalhar melhor.

Quando este tipo de feedback é bem dado, isto é, quando a pessoa conversa abertamente consigo sobre o que está mal no seu trabalho ou na sua postura perante a empresa e quando há respeito, ativa-se uma ferramenta de comunicação extremamente valiosa. É natural que, no momento em que recebe a crítica, se sinta um pouco desmotivado ou até mesmo ofendido. Mas não deve nunca reagir de uma forma agressiva e grosseira.

Deve sempre olhar para o feedback negativo como uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e até como uma forma de desenvolver vínculos. A ideia do feedback é mesmo dar a entender um retorno ao profissional do impacto que as suas ações têm no ambiente de trabalho. De uma forma clara, a conversa em que lhe é dado o feedback negativo tem como objetivo ajudá-lo a crescer, e é nisso que deve sempre pensar quando receber uma crítica menos positiva.

O artigo continua após o anúncio

Como nunca deve reagir

feedback negativo

Depois de um feedback negativo é essencial que mantenha sempre a calma e que consiga absorver as críticas da melhor maneira possível de modo a permitir um crescimento pessoal.

Perante uma crítica, existem atitudes menos boas que devem evitadas ao máximo, nomeadamente:

  • Negar a crítica;
  • Desabar em lágrimas;
  • Exaltar-se;
  • Afirmar que não tem competências para aquele tipo de trabalho;
  • Acusar outra pessoa;
  • Distorcer a informação para pior;
  • Ser mal educado e rude.

Como pode ver, estas são algumas das reações que, independentemente do tipo de crítica que nos é feita, não devemos nunca ter. Manter a calma é crucial para que consiga processar tudo aquilo que lhe foi dito.

Algumas estratégias a desenvolver

O feedback negativo em contexto de trabalho, pode causar um turbilhão de sentimentos que acabam por afetar a sua produtividade e prejudicar ainda mais o seu desempenho. Este efeito, é totalmente o oposto do que o profissional que lhe deu o feedback, espera obter.

Trata-se de um equilíbrio um pouco difícil de alcançar, tanto para a pessoa que recebe a crítica como para o indivíduo que sentiu a necessidade de realçar alguns aspetos menos positivos.

Tasha Eurich, psicóloga organizacional que ajuda as empresas a melhorarem a efetividade das suas equipes líderes, escreveu a este propósito, num artigo para a Harvard Business Review, que existem 5 ações comprovadas que ajudam a receber feedback negativo de forma calma e aberta.

1. Não ter pressa para reagir

Segundo a psicóloga, a maioria das pessoas tem tendência para demonstrar as suas emoções de forma imediata. Contudo, as pessoas mais auto-conscientes podem levar dias, semanas ou até meses para reagir ao feedback negativo. Uma das técnicas que esse tipo de pessoas utiliza para lidar melhor com o feedback negativo é o facto de trabalhar de um modo bastante ativo pensando na crítica como algo útil e produtivo.

Outra técnica utilizada é a autoafirmação. Ou seja, o facto de nos lembrarmos dos aspetos positivos da nossa própria personalidade faz com que a nossa resposta física ao feedback negativo diminua e que nos tornemos assim mais abertos à crítica.

O artigo continua após o anúncio

2. Obter mais informação

Para conseguirmos reagir a um feedback, seja ele positivo ou negativo, é essencial compreendermos totalmente o motivo. Uma boa dica é perguntar a alguém de confiança no seu trabalho, sobre a crítica que lhe foi feita para que consiga obter mais uma opinião.

3. Mostre que mudou

É natural que depois de um feedback negativo comece a alterar um pouco o seu comportamento. Contudo, essa mudança positiva, nem sempre é percebida pelos seus colegas, o que pode provocar alguma sensação de desconforto e angústia. Precisa de uma solução para que todos consigam ver que algo mudou? É fácil, basta que assim que receber o feedback negativo, realize uma ação que seja altamente visível e reparada por todos, o que mostrará que quer realmente evoluir tendo em conta as críticas.

4. Depois do feedback negativo, não se isole

Muitas vezes quando recebemos um feedback negativo temos tendência para nos isolarmos. No entanto, este momento deve sempre ser visto como uma oportunidade para reajustarmos as nossas relações e provarmos que conseguimos aprender com as críticas.

5. A mudança é apenas mais uma opção

É importante que cada um de nós consiga admitir as suas fraquezas para si próprio e para os que nos rodeiam também. Compreender que existem coisas que não podemos mudar, liberta-nos energia para nos focarmos nos aspetos que somos realmente capazes de modificar e melhorar.

Veja também