Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Nuno Margarido
Nuno Margarido
04 Mai, 2018 - 10:31

Festival Entre Mares: toda a cultura mediterrânica em Portimão

Nuno Margarido

Integrado no programa “365 Algarve”, o Festival Entre Mares pretende aglomerar as culturas mediterrânicas num local só: Portimão.

Festival Entre Mares: toda a cultura mediterrânica em Portimão

Entre os dias 3 de maio e 7 de junho, Portimão vai receber o Festival Entre Mares. A iniciativa integra o programa “365 Algarve” e pretende explorar as culturas que residem à volta do mar Mediterrâneo, de Marrocos à Turquia.

Tudo o que precisa de saber sobre o Festival Entre Mares

“O que se pretende com este evento de artes performativas, no fundo, é imaginarmos um Teixeira Gomes da atualidade, deambulando pelo Mediterrâneo, onde poderia assistir a estes espetáculos, de Marrocos à Turquia. É como se fossemos acompanhando o olhar do diplomata, boémio, melómano, viajante e escritor portimonense em Tanger e em Istambul. E desta forma, proporcionamos ao público da cidade e ao que nos visita, uma visão daquilo que é hoje a criação artística contemporânea na margem sul do Mediterrâneo”, explicou João Ventura, diretor do Teatro Municipal de Portimão (TEMPO).

O Grupo Acrobático de Tanger é o primeiro a atuar no “Entre Mares” com o espetáculo “Halka” – serão dois espetáculos, um no dia 4 e outro no dia 5 de maio. Uma semana depois, no dia 12, será a vez do bailarino turco Ziya Azazi subir ao palco com “Kismet”. Outro dos destaques será a atuação da marroquina Oum que irá apresentar o recente álbum “Zarabi”.

Os espetáculos do Festival “Entre Mares” começam às 21h30. Decorrem todos no grande auditório do TEMPO, com exceção do espetáculo de dia 23 de maio que acontece na Black Box e da mostra de cinema que será apresentada no Auditório do Museu de Portimão.

Os bilhetes para “Halka”, “Kismet”, “Zarabi” custam 10€.

Veja também: