Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Valdemar Jorge
Valdemar Jorge
05 Ago, 2020 - 12:27

Hummer EV: o renascimento de um carro indestrutível

Valdemar Jorge

O indestrutível Humvee. Assim era conhecido o jipe que sucumbiu à crise automóvel mas que irá agora regressar numa versão elétrica com 1000cv de potência.

Hummer EV

O Hummer é um icónico veículo que entrou na esfera dos automóveis “civis” após sucesso conquistado como viatura militar utilizada pelas Forças Armadas norte-americanas no Iraque e no Afeganistão.

Ao todo existem 18 variantes do HMMWV (acrónimo da expressão High Mobility Multipurpose Wheeled Vehicle) ao serviço do exército norte-americano. Neste contexto militar, o veículo desenvolvido pela AM General, em 1979, serve como transporte de carga e de tropas; plataforma de artilharia e até mesmo de ambulância, entre outras funções.

Mas nos dias de hoje, o Hummer é muito mais do que um carro militar, sendo um estatuto e um dos carros mais desejados em todo o mundo.

Hummer: um ícone da guerra… e de hollywood

Humvee
Humvee semelhante ao utilizado pelas tropas portuguesas

O uso do Hummer destacou-se inicialmente como um veículo militar, o que obrigou a que fosse reforçado com blindagem extra quer no exterior, quer no interior, opção que o deixou mais habilitado no exercício de operações em ambientes hostis, em que explosões de granadas e disparos a curta distância são muito frequentes. Blindagens que quase o tornaram indestrutível.

A história do Hummer, enquanto viatura militar, passa também pelo exército português, que possui algumas unidades que foram usadas quer em Timor-Leste, quer no Afeganistão, quer na República Centro Africana.

Do teatro de operações para as estradas civis

Hummer H1

Na versão original com 3.1 toneladas o Hummer H1, equipado com motor V8 de 6.5 litros turbo diesel atingia 90 km/h às 2.000 rpm, em estrada. Mas, era no off-road que o “mastodonte” brilhava com os seus 40,6 cm de distância livres ao solo e as rodas colocadas bem nos extremos da grande carroçaria a permitirem que vencesse qualquer obstáculo com grande desenvoltura.

A capacidade de transporte de militares, em terrenos muito difíceis, acabou por inspirar a versão civil que surge em 1992, apaixonando potenciais clientes em todo o mundo.

Esta versão destacava-se sobretudo pela magnificência do seu design, que embora clássico e “mastodôntico” não o deixa passar despercebido em nenhuma estrada ou rua de uma qualquer cidade, sobretudo nas grandes cidades americanas, onde é um dos automóveis preferidos das estrelas de cinema.

Aliás o modelo é visto como sinal de status. O Hummer não é um veículo grande. É enorme. Chama atenção pelo seu “ar” altivo, capacidades off-road e mordomias no habitáculo, que nas versões civis se tornam um reflexo da capacidade económica de quem o conduz.

Capacidade económica que tinha de ser um dos “abonos” de quem adquiria um destes modelos. É que para além do preço de aquisição, o facto de estar equipado com possantes motores V8 de grande cilindrada conotava o Hummer como um veículo que “sugava” gasolina ou diesel em médias estratosféricas.

Também por isso não era muito amigo do ambiente. Handicap que levou a que a General Motors impusesse o fim do modelo em 2011, apesar do Hummer ter feito um grande sucesso principalmente no meio desportivo e cinematográfico, com vários atletas e atores a deixarem-se conquistar pela sumptuosidade e grandiosidade.

O renascimento: haverá um HUMMER Elétrico em 2021

Hummer EV
Esta foi a imagem revelada do novo Hummer EV

De 1992 a 2010 o HUMMER conhece sucesso em todo o mundo. Chega a ser comercializado em mais de 50 países, com a versão mais económica, o H3, a custar 38 mil dólares, no mercado norte-americano.

Com o encerramento da divisão de veículos Hummer em 2011, devido à crise económica que atingiu severamente o setor automóvel em todo o mundo, mas em particular os Estados Unidos, a General Motors procurou, ao longo dos anos, a venda da marca, mas sempre sem sucesso.

Entretanto, o dia 30 de janeiro de 2020 marcou o anúncio do renascimento da marca. Qual fénix a renascer das cinzas, o Hummer ressurgirá, com a sua imponência imaculada mas totalmente adaptado ao século XXI, pois será um veículos elétrico.

A revelação feita dois dias antes da final do Super Bowl foi cirúrgica na medida em que a apresentação de um anúncio naquele que é dos maiores eventos desportivos dos Estados Unidos da América e do mundo, direccionará todas as atenções para uma nova data: 20 de maio de 2020, apresentação especial do Hummer EV (leia-se elétrico).

A General Motors já divulgou imagens onde é visível a área frontal do novo automóvel, que manterá as características do original HUMMER, só que agora com um “coração” amigo do ambiente.

Hummer EV: um “monstro” com 1 000 cv de potência

Não se julgue que o anúncio do novo Hummer EV, que seguirá as pisadas da moda no que toca à concorrência SUV, venha a ser um modesto SUV. A GMC revelou num vídeo que a nova proposta terá 1 000 cv de potência.

O GMC Hummer EV que cumprirá o sprint dos 0-100 km/h em 3 segundos. Deste modo, a GMC deixa no ar muita expectativa em relação ao novo modelo que cumprirá com as exigências do novo paradigma da mobilidade elétrica.

Cronologia: história do HUMMER ano a ano

  • 1979 – Ano em que é desenvolvido para o exército norte-americano unidade móvel de múltiplo uso e alta mobilidade High Mobility Multipurpose Wheeled Vehicle (HMMWV);
  • 1980 – Primeiro teste do HUMMER protótipo M998 Series no deserto do Nevada;
  • 1981 – Exército norte-americano assina contrato com AM General para a entrega de viaturas;
  • 1990 – Cerca de 20 mil Humvee foram utilizados pelo exército norte-americano na Guerra do Golfo, o que deu projeção mundial ao veículo;
  • 1991 – Até este ano 150.000 unidades HUMMER foram vendidas ao exército norte-americano;
  • 1992 – Início da produção em série do modelo “civil” do HUMMER, com design mais urbano e luxuoso. Um dos primeiros clientes da marca foi o ator e Governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger;
  • 1994 Apresentação da versão HUMMER A2, com modificações em relação ao original. Motor de 6.5 litros, mais potente e novas cores;
  • 1996 – Apresentação da versão HUMMER equipada com motor diesel;
  • 1999 – General Motors adquire a marca HUMMER, trocando o nome do modelo para HUMMER H1;
  • 2002 – Surge a versão HUMMER H2 com oferta de mais mordomias aos utilizadores: acesso à Internet; leitor de DVD e CD; sistema de segurança OnStar, radar, visão noturna e navegação GPS;
  • 2003 – General Motors e Chrysler enfrentam-se na justiça. A primeira é acusada pela segunda por utilizar 7 barras na grade da frente do automóvel, o que o torna quase igual ao modelo JEEP;
  • 2004 – Nova versão radical: HUMMER HS SLUT pick-up com quatro portas. Neste ano surge ainda uma versão a hidrogénio, a pedido de Arnold Schwarzenegger, Governador da Califórnia;
  • 2005 – Para cativar mais clientes surge a versão HUMMER H3. Mais pequena e acessível, mantém as incríveis capacidades off-road, associadas ao ambiente confortável e requintado. Paralelamente o HUMMER H1 ALPHA vê a luz do dia. Uma evolução do original H1 mas que na prática é o veículo usado pelo exército norte-americano;
  • 2007 – General Motors aposta na personalização do veículo à saída de fábrica com a apresentação do HUMMER H3x;
  • 2008 – Crise económica afeta produção do HUMMER um “devorador” de gasolina, com vendas a caírem abruptamente;
  • 2009 – Neste ano apenas foram comercializadas 9.046 unidades. General Motors anuncia encerramento da divisão de veículos HUMMER;
  • 2011 – Encerramento definitivo da divisão de veículos HUMMER. No entanto são mantidos os centros de manutenção e serviços para os carros da marca;
  • 2020 – Anúncio do renascimento da marca HUMMER com versão elétrica a ser revelada a 20 de maio.
Veja também