João Abreu
João Abreu
21 Mar, 2019 - 08:48
Saiba os motivos que levam ao aceleramento do motor em ponto morto

Saiba os motivos que levam ao aceleramento do motor em ponto morto

João Abreu

Se sente o motor acelerado em ponto morto, algo de anómalo pode estar a acontecer com o seu carro. Saiba o que fazer e conheça as consequências.

O artigo continua após o anúncio

Caso sinta o motor acelerado em ponto morto, deve verdadeiramente alertar-se sobre este feito, uma vez que este pode ser sinal de graves problemas com o seu veículo, quer a gasóleo quer a gasolina.

Mesmo que a situação aconteça ocasionalmente, quer quando o carro está em movimento, ou quando está parado nos semáforos, estas ocorrências não são apenas uma banalidade. Considere descartar esta situação como um mero acaso da mecânica porque este pode ser um sinal claro de que deve verificar rapidamente as motivações por detrás desta aceleração quando, de facto, o seu pé não se encontra pousado no acelerador.

Primeiramente, deve procurar tentar justificar esta causa de acordo com alguns dos seus hábitos de condução. Nem sempre estes estão subjacentes a esta problemática, e por isso, a opção de contactar ou dirigir-se a alguém entendido sobre esta matéria torna-se relevante numa primeira fase de diagnóstico.

Perceba as causas por detrás de um motor acelerado em ponto morto e saiba como intervir a tempo de travar graves consequências futuras para o motor do seu carro.

Tudo o que precisa saber sobre o motor acelerado em ponto morto

motor-acelerado-em-ponto-morto

É sabido que se deve ter especial atenção ao arranque do carro, nomeadamente nos dias mais frios. Neste sentido, acaba por ser um hábito que deve tomar por rotina, de forma a prolongar a vida útil do motor, nos dias em que este fica bastante tempo parado e exposto a temperaturas mais reduzidas.

Assim sendo, serve de nota e recomendação que deva aguardar um pouco antes de iniciar a marcha. Desta forma, as rotações tendem a estar ligeiramente mais altas para auxiliar o aquecimento e preparação de fluídos dentro do motor. Após breves segundos, as rotações começam, gradualmente, a reduzirem e assim poder garantir que a condução se inicie e que não prejudique o seu motor,

De igual forma, um carro equipado com turbo, requer igual atenção. Neste caso, para cuidar do turbo do carro, deve deixar o motor aquecer por um tempo extra para que a pressão do turbo ganhe “vida” e esteja disponível para todas as ações de aceleração. Até chegar a esse ponto, evite rápidas rotações, especialmente a partir do momento em que o turbo é acionado.

Outro hábito que deve incutir na rotina diária no seu carro é evitar acelerar e engrenar mudanças em altas velocidades. A caixa requer algum tempo de aquecimento para que esta possa transmitir todo o movimento correto e firme ao motor.

O artigo continua após o anúncio

Se todas estas dicas forem seguidas de forma simples e natural, irão promover um estilo de condução equilibrado ao mesmo tempo prolongando o ciclo de vida do seu motor.

Porém, caso sinta o motor acelerado em ponto morto, estas e outras causas poderão estar associadas a essa anomalia. Além de consumir mais combustível do que o devido, outras variáveis poderão estar a comprometer o funcionamento correto do motor. Por exemplo:

  • Falha dos componentes elétricos
  • Filtro do combustível está entupido
  • Fuga no sistema de vácuo
  • Injetores de combustível estão sujos
  • Problemas na bomba de combustível
  • Sensor de fluxo de ar com defeito
  • Velas de ignição danificadas

Motor acelerado em ponto morto: o que fazer?

Mediante a interpretação de que o motor acelerado em ponto morto é um problema, o recomendado é consultar um especialista mecânico. O diagnóstico não detetará especificamente quais as causas do problemas, por elas poderem ser variadas e de nível de gravidade maior ou menor.

De todas as formas, deve procurar saber qual a raiz do problema, a fim de poder intervir e salvaguardar o carro de possíveis sequelas. Fique a conhecer quais as consequências que o carro pode sofrer, se não agir a tempo de corrigir a situação.

Motor acelerado em ponto morto: conheça as consequências

Portrait of a mechanic at work in his garage
  • Falha dos componentes elétricos

Uma das principais causas de um motor acelerado em ponto morto é a consequente falha dos componentes elétricos.

Isto é, como atualmente o controlo da embraiagem, acelerador e travão é feita eletronicamente, uma falha neste sistema poderá efetivamente conduzir ao mau funcionamento do motor do carro.

  • Filtro do combustível está entupido

Outra causa comum de um carro com motor acelerado em ponto morto é o entupimento do filtro de combustível.

Como a função deste filtro é escoar as impurezas do combustível que o carro consome, o seu entupimento fará com que o motor precise de aplicar um esforço extra para puxar o combustível e continuar a trabalhar.

O artigo continua após o anúncio

Nos carros a diesel, em que as impurezas são mais, por se tratar de um combustível menos limpo, se o filtro de combustível entupir, será posteriormente necessária a manutenção e a sua substituição.

  • Fuga no sistema de vácuo

Ter uma fuga no sistema de vácuo pode resultar em dois problemas: por um lado, o motor acelerado em ponto morto, e por outro, um motor com rotações tão baixas que parece que vai “morrer” ao ponto de desligar-se.

Se isto acontecer, o computador do carro perderá a capacidade de regular o ar e o combustível que é injetado dentro dos cilindros de combustão, resultando numa das consequências descritas acima. Caso este seja o problema, procure arranjar uma solução imediata.

  • Injetores de combustível estão sujos

sistema de injeção de combustível é responsável, em parte, pela potência do carro. Este injeta combustível nos cilindros para que seja processado ao ponto do motor ganhar vigor.

Para pulverizar o combustível nos cilindros e assim maximizar a combustão, os injetores de combustível são compostos por pequenos orifícios. Ora, se estes estiverem sujos, será menor o combustível a chegar ao motor do carro.

Ao serem criadas rotações irregulares – que podem ser demasiado aceleradas ou mais lentas do que seria considerado normal – o carro pode perder potência e o aviso principal dá-se pela forma de um motor acelerado em ponto morto, por exemplo.

  • Problemas na bomba de combustível

O motor acelerado em ponto morto pode ainda esconder problemas na bomba de combustível. Caso utilize um combustível considerado de “menor qualidade”, ou cometa o erro de circular com o combustível na reserva, pode acontecer de a bomba de combustível ficar entupida ou com problemas.

Os problemas na bomba de combustível condicionam o fornecimento de combustível do tanque para os injetores. Desta forma, o combustível entregue aos injetores poderá ser insuficiente para criar combustão no cilindro e as rotações tornar-se-ão  demasiado aceleradas ou muito lentas.

O artigo continua após o anúncio

Para que possa evitar este problema e as suas consequências, saiba como agir se a luz da reserva acender.

  • Sensor de fluxo de ar com defeito

Cabe ao sensor de fluxo de ar controlar a quantidade de ar a entrar para o motor, para posterior mistura com o combustível. Esta ação pode tornar as rotações um tanto aceleradas, mesmo quando o carro está em ponto morto.

Se o sensor avariar ou estiver sujo, a sua função fica condicionada e um dos primeiros sintomas será ter o motor acelerado em ponto morto.

  • Velas de ignição danificadas

Com o papel crucial de criar a faísca para levar à explosão entre o ar e o combustível, no interior dos cilindros, as velas de ignição – quando danificadas – tornam o motor acelerado em ponto morto.

Além destas falhas, quando as velas de ignição têm algum defeito, estas podem ainda fazer com que o motor vibre mais do que o normal, ou acelere esporadicamente, podendo dar origem a futuras falhas nos componentes do motor.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp