Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
29 Dez, 2022 - 11:15

Quer mudar de área de trabalho? Estas dicas vão ajudar!

Catarina Milheiro

A insatisfação com as tarefas que desempenha e o salário podem ser alguns dos motivos para querer mudar de área de trabalho. Saiba mais.

mudar de carreira

Mudar de área de trabalho e redirecionar a carreira é cada vez mais uma tendência, principalmente para os que já não se sentem conectados, realizados e felizes com as suas funções.

Estamos certos de que esta é uma decisão que, normalmente, demora algum tempo a ser tomada e que exige que se faça uma avaliação bastante rigorosa a todos os níveis.

E, independentemente da fase profissional em que se encontra e da idade que tem, a verdade é que mudar de área de trabalho é um autêntico desafio para muitos.

No entanto, na maioria dos casos, a explicação da motivação para as pessoas  quererem redirecionar a sua carreira reside no facto de terem maiores hipóteses de serem bem sucedidas.

Ou seja, atualmente já é possível arranjar outro emprego em diferentes áreas do conhecimento e outro aspeto positivo é o facto de os recrutadores não se restringirem apenas à sua localização geográfica.

Assim, o trabalho através da internet e além fronteiras passou a ser uma realidade para muitos profissionais e empresas nos mais variados setores. Algo que contribui ainda mais para que as pessoas comecem a repensar nas suas carreiras e trabalhos atuais.

O que leva as pessoas a quererem mudar de área de trabalho?

Para muitos profissionais, mudar de área de trabalho parece ser a escolha mais acertada a fazer quando se deparam com algumas questões. De facto, os motivos para o querer fazer podem ser vários.

Ou porque já não sente que se supera diariamente nas suas tarefas, deixou de se identificar com o trabalho que desempenha, ganhou interesse noutra área, o salário já não faz face às despesas mensais ou até porque sente que já não há espaço para crescer na sua área.

Além disso, uma mudança na área de trabalho também pode surgir devido às novas oportunidades que se geram no mercado.

Por exemplo: a pandemia veio incentivar a criação de postos de trabalho remotos um pouco por todas as áreas. Trabalhos estes que podem ser realizados a partir de qualquer parte do mundo, desde que tenha acesso a um computador e internet (na maioria dos casos).

Os cenários podem ser distintos e vários. No entanto, mudar de área de trabalho e redirecionar a carreira é uma solução para muitos profissionais que não se sentem felizes com as suas funções ou que ambicionam mais.

jovem a ser apresentado à equipa

Mas atenção: mudar de área de trabalho exige algum investimento

Se esta for a sua intenção e se já tiver ponderado bastante sobre a decisão que vai tomar, é necessário que tenha alguns cuidados e que esteja alerto para possíveis gastos também.

Primeiramente, mudar de área de trabalho exige uma pesquisa avançada sobre o mercado. É essencial que pesquise sobre os trabalhos mais pedidos na área para a qual pretende mudar, os salários, as empresas e o tipo de regime de trabalho.

Ademais, esta mudança exige ainda um investimento – quer de tempo, como de dinheiro. Ou seja, não basta querer mudar por sentir que já não se identifica com a sua área ou função.

Por sabermos que o mercado de trabalho está saturado em algumas áreas, a formação torna-se extremamente importante para se destacar da concorrência. Assim, há que considerar um potencial investimento para a aquisição de novos conhecimentos através de cursos online, workshops, pós-graduações, cursos presenciais ou formações.

Principalmente para quem está desempregado, é crucial compreender as competências e aptidões que necessita ter para mudar de área. Só assim conseguirá ter sucesso nesta grande mudança.

7 dicas para mudar de área de trabalho

1

Perceba aquilo que realmente não gosta

Não confunda não gostar da empresa onde está com não gostar do seu trabalho. Muitas vezes, o que o incomoda não são as tarefas associadas às suas funções, mas sim o seu patrão ou o ambiente de trabalho.

Se de facto constatar que o que não gosta é mesmo do seu trabalho, então faça uma análise daquilo que o move, o que mais gosta fazer, as suas paixões. Este é o primeiro passo para traçar um novo rumo na sua careira.

2

Analise o mercado e estude novas carreiras

Assim que perceber o que realmente gostaria de fazer, use algum tempo para pesquisar sobre várias carreiras, nomeadamente as funções associadas. O essencial é que perceba se nessas funções se iria sentir bem profissionalmente.

Além disto, pesquise sobre os benefícios, regimes de trabalho e salários associados às possíveis funções na nova área de trabalho.

3

Identifique os programas e entidades que o podem ajudar

Numa primeira fase, procure por entidades públicas que possam ajudar a acelerar e melhorar esta mudança. Existem várias como o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), o programa Qualifica, a medida Ativar.pt ou ainda a iniciativa INCoDe.2030.

4

Aposte mais ainda na sua formação

Com uma mudança de carreira, pode ter a necessidade de atualizar conhecimentos ou adquirir novos. E se não encontrar formações ou cursos gratuitos, será necessário contar com um investimento.

Não estamos a falar necessariamente de ter de tirar uma licenciatura ou um mestrado. Pode optar por cursos práticos e focalizados, tirando partido da oferta que há online ou presencial.

5

Invista na sua rede de networking

São as pessoas que trabalham no meio que melhor o podem aconselhar e até mesmo ajudar a encontrar emprego. Não se esqueça de tirar partido da rede profissional LinkedIn para mudar de área de trabalho.

E não tenha vergonha de conversar com outras pessoas, pedir conselhos ou dicas nesta fase da sua vida. Afinal, é precisamente aqui que se podem fazer excelentes contactos.

6

Faça um estágio na nova área e ganhe experiência

Como está a começar numa nova área de trabalho, é importante ganhar alguma experiência profissional. Tente encontrar algum part-time ao fim de semana ou um estágio, onde possa ganhar essa experiência.

7

Seja flexível

A mudança de carreira requer também flexibilidade e capacidade de adaptação.

Pode ser já um profissional experiente, mas a partir do momento que dá um novo rumo à sua carreira, vai voltar ao patamar inicial. Se antes era chefe, prepare-se, pois na nova área que optar pode mesmo vir a ser estagiário.

Tudo depende da sua determinação e autoconhecimento. Se já tomou a sua decisão, coloque as mãos à obra e vá sem medos. Por vezes é precisamente disso que precisamos: uma mudança.

Veja também