Elsa Santos
Elsa Santos
13 Dez, 2022 - 11:55

8 dicas para mudar de carreira aos 40 anos

Elsa Santos

Mudar de carreira aos 40 anos não é tão difícil como parece. Há várias histórias de sucesso e a sua pode ser uma delas. Saiba como o pode fazer.

mentor

Sim, é possível mudar de carreira aos 40 anos e nós explicamos-lhe como.

O atual mercado de trabalho não permite estagnar, dando por suficientes os conhecimentos adquiridos durante o curso e usar os mesmos métodos os técnicas de trabalho durante anos a fio. Para quem pretende marcar a diferença e evoluir na profissão tem de estar em formação durante a vida inteira. Há mesmo quem decida escolher um novo rumo e mudar de carreira aos 40 anos.

Nunca é tarde para fazer o que gosta. Veja as dicas que reunimos para si.

Mudar de carreira aos 40: 8 coisas que deve saber

1

Atualize conhecimentos

Atualmente, manter-se atualizado sobre os desenvolvimentos da sua área de trabalho é uma exigência para profissionais de qualquer idade.

O mercado de trabalho tem vindo a mudar e essas mudanças continuam dia após dia. As exigências, as necessidades, as prioridades vão-se alterando e elas a capacidade de adaptação e a aquisição de novos conhecimentos.

Não há margem para estagnar, mas há cada vez mais vontade e espaço para mudar de carreira aos 40 anos ou até mais tarde.

Se já sabe a área em que deseja trabalhar, pesquise formações e workshops presenciais ou online. Procure tutoriais e aprenda a trabalhar com ferramentas especificas. Aprender um novo idioma ou outras competências relevantes para as funções que pretende abraçar também são trunfos importantes. Caso esteja a receber subsídio de desemprego, terá mais tempo para dedicar à sua preparação para se candidatar às ofertas de emprego para uma nova carreira.

5 boas razões para ter um mentor na sua carreira profissional
2

Invista em Marketing pessoal

Não basta ser, mas parecer. Trata-se de se saber “vender”. Nesse sentido, o Marketing pessoal assume um papel muito importante. Num processo de recrutamento há sempre aspetos que marcam pontos e ajudam a passar à fase seguinte. Portanto, cuide da sua imagem, nomeadamente no contexto digital.

Os gabinetes de Recursos Humanos estão cada vez mais atentos à presença dos candidatos online, nomeadamente nas redes sociais.

Por isso, preste muita atenção à sua “pegada” digital e aposte no meio para promover o seu curriculum, por exemplo, através do LinkedIn. Ter uma boa rede de contactos, recomendações e publicações nesta rede profissional, pode fazer toda a diferença na hora de o recrutador escolher a pessoa certa para a vaga disponível.

Caso faço sentido, poderá ainda criar um site pessoal, um blogue ou um vlogue no Youtube onde mostra os seus conhecimentos e competências. Um portefólio também é de grande relevância, principalmente se trabalha em áreas artísticas ou multimédia. O marketing pessoal assume especial importância num contexto onde a imagem e a influência conquistam cada vez mais espaço.

3

Atualize o seu currículo e torne-o mais atrativo

O que era usado há 10 ou 20 anos já não será o mesmo atualmente. Antes de mais, importa rever todo o seu curriculum vitae, acrescentar os dados mais recentes, sobretudo atividades relacionadas com a nova área profissional à qual deseja candidatar-se, bem como retirar a informação demasiado antiga. Para além disso, deve usar um formato mais atual e atrativo, adequado às funções que pretende desempenhar, eventualmente em Inglês ou outro idioma, caso necessário. Também poderá fazer sentido organizar um portefólio, por exemplo.

4

Estude a empresa antes de se candidatar a uma vaga

Esta é uma regra básica para qualquer candidato, mas assume especial importância para quem decide mudar de carreira aos 40 anos. Isto porque saber há quanto tempo é que a empresa atua no mercado, os princípios e objetivos ou a equipa pode fazer toda a diferença na hora de apresentar a candidatura a uma vaga, bem como no momento da entrevista. Procure referências sobre a empresa junto de conhecidos, em grupos de discussão ou outros. Há entidades que, à partida, assumem uma posição onde vai perceber que não encaixa, nomeadamente porque só aceitam pessoas até determinada idade e/ou com muita experiência. Sim, existem. Pelo contrário, há outras que são mostram um posicionamento que vai exatamente ao encontro daquilo que procura.

5

Prepare-se com antecedência para as entrevistas

Reúna toda a informação sobre a empresa, as funções a desempenhar e as suas competências e pense em algumas respostas-tipo que são, habitualmente, colocadas numa entrevista de emprego, como porque é que deve ser a pessoa escolhida para o lugar ou o que o distingue dos demais candidatos.

Caso se trate de uma entrevista online, faça um teste primeiro – numa chamada com um amigo, por exemplo – para ter a certeza de que na hora tudo funciona bem.

6

Prepare-se para lidar com preconceitos em relação à sua idade e experiência

Se decidir mudar de carreira aos 40 anos, é possível que seja confrontado com comentários menos agradáveis relacionados com a sua idade e/ou com a sua experiência.

Apesar das muitas mudanças a que assistimos, o mercado de trabalho ainda continua muito formatado para profissionais que escolhem uma área para a vida, ainda que mudem de empresa. Portanto, alguém que supostamente já é sénior na função, já assumiu funções de direção ou outras, e que agora decidiu recomeçar numa área diferente, pode ainda levantar alguma critica ou desconfiança. Não atribua demasiado valor a isso. Você é a única pessoa que conhece verdadeiramente as suas competências, capacidades, determinação e confiança numa nova etapa. O que os outros pensam não é um problema seu, nem deve ser um entrave.

Lembre-se que mesmo que tenha trabalhado muito tempo numa outra área, com certeza que isso lhe permitiu desenvolver importantes competências. Já a idade é sinónimo de maturidade e de uma capacidade diferente daquela que tinha aos 20 para lidar com algumas questões.

7

Ative as notificações em vários sites de emprego

Inscrever-se em várias plataformas de emprego é importante para aumentar as probabilidades de encontrar uma vaga que se ajuste ao seu perfil. Depois disso, ative as notificações para que possa responder com a maior rapidez possível e não perder oportunidades.

8

Mantenha-se otimista e não recue perante a adversidade

Para quem procura emprego, logo que termina o curso, quando decide mudar de empresa ou mudar de carreira aos 40 anos, o estado de espirito é sempre um fator determinante para o sucesso. Pode não conseguir entrar naquela vaga que tanto desejava, pode até nem passar da entrevista em mais duas ou três empresas, mas isso não quer dizer que é a pior pessoa do mundo e que deve desistir. Não. Mantenha-se otimista e encare as possíveis adversidades como oportunidades para corrigir o que possa ter feito menos bem, para fazer melhor na próxima oportunidade. Por outro lado, o otimismo também pode marcar a diferença e ajudar a abrir portas.

Outras dicas essenciais

A par da formação e preparação de todos os aspetos que lhe vão permitir ser o candidato ideal a uma oferta de emprego e conseguir mudar de carreira aos 40 anos, há outras dicas que deve considerar nesta nova fase da sua vida profissional, tais como:

  • Seja confiante e persistente
  • Acredite nas suas capacidades
  • Valorize a experiência e desvalorize a idade
  • Faça voluntariado
  • Inscreva-se em grupos de interesse na nova área profissional

Quando se vive e se trabalha cada vez mais tempo, mudar de carreira aos 40 anos será cada vez mais comum e recomenda-se.

Veja também