Catarina Reis
Catarina Reis
31 Jul, 2018 - 10:40
Perguntas difíceis numa entrevista de emprego: como responder?

Perguntas difíceis numa entrevista de emprego: como responder?

Catarina Reis

Quem procura trabalho já se viu confrontadao com a mesma dúvida: perguntas difíceis numa entrevista de emprego, como responder?

O artigo continua após o anúncio

É comum que, no decorrer de uma entrevista de emprego, após disparar inúmeras perguntas “tradicionais”, o entrevistador coloque uma ou outra pergunta realmente difícil. Porque é importante que esteja preparado para este tipo de perguntas, saiba o que responder à questão: perguntas difíceis numa entrevista de emprego, como responder?

Perguntas difíceis numa entrevista de emprego: como deve responder?

Ir para uma entrevista de emprego sem um bom grau de preparação é imprudente. Uma entrevista de emprego é muito mais do que uma situação em que duas pessoas que se sentam a uma mesa para conversar. As perguntas que são colocadas, por muito simples que por vezes possam parecer, têm uma função específica no processo de avaliação do candidato.

Mais do que um “pro-forma” ou do que o simples seguimento de um guião, as questões de entrevista destinam-se a comprovar, o melhor possível, que o candidato possui as competências que diz possuir. Assim, acreditar que a espontaneidade irá funcionar a nosso favor pode funcionar em casos raros, mas certas perguntas difíceis poderão tornar a sua entrevista numa pesadelo se não estiver minimamente preparado para elas.

entrevista de emprego

Perguntas difíceis numa entrevista de emprego, como responder e qual a sua finalidade?

As perguntas difíceis numa entrevista de emprego têm normalmente como objetivo desafiar os candidatos, colocando-os numa posição delicada, fora da sua zona de conforto e que os obrigue a improvisar, recorrer à rede de contactos, à capacidade de aprendizagem rápida (learning by doing) ou ao seu saber-estar.

Teor pessoal de algumas perguntas em situação de entrevista

Os empregadores costumam querer compreender quem é o candidato como pessoa, quais as suas caraterísticas de personalidade e quais os seus hábitos. As perguntas comportamentais são frequentes nas entrevistas, na tentativa de fazer com que o candidato revele a sua verdadeira faceta profissional. As respostas a estas questões irão demonstrar a sua capacidade de se encaixar na cultura da empresa. A melhor estratégia para responder a estas perguntas difíceis é ser honesto e ponderado.

De acordo com a preparação que fez da entrevista e com as informações que recolheu da empresa, analise no momento se a resposta à pergunta deve posicioná-lo como um candidato mais autónomo, líder, seguidor, mais ativo no período da manhã ou da tarde, flexível, rigoroso, comunicativo, entre outras.  Muitos de nós possuímos diversas destas caraterísticas, e, de acordo com a situação, conseguimos ajustar o nosso comportamento. Adote essa postura e ajuste-se ao que a empresa valoriza.

De um modo geral como se deve responder às perguntas difíceis?

Como as perguntas difíceis normalmente servem para despoletar respostas longas por parte do candidato, a regra de ouro aqui é não dispersar. As respostas a estas perguntas devem ser sempre dadas de uma forma positiva, e sempre com o foco presente no contexto do trabalho a que se propõe. Divagações e ideias que surgem só para “encher” serão sempre uma má ideia. A título de exemplo, uma pergunta realmente difícil que poderá surgir é: “se voltasse atrás 10 anos na sua vida, o que mudaria?

O que o entrevistador realmente quer saber é se o candidato faria algo diferente se tivesse que fazer tudo de novo; em que valores se basearam as suas decisões de vida; quais as suas ambições para o futuro. A principal dificuldade desta pergunta é que é um convite a expor os seus pontos fracos, ainda por cima num tom “pessoal”. Alguém que não está minimamente preparado para responder a esta questão, poderá ficar facilmente aflito. Mas na verdade, existe a possibilidade de responder de forma pessoal ou não.

O artigo continua após o anúncio

Exemplo de uma resposta pessoal:não terminei um curso de formação de formadores que neste momento seria uma mais valia e um complemento para a minha vida profissional“.

Poderá, por outro lado, optar por uma resposta não pessoal, que poderá ser a mais adequada, caso pretenda passar incólume no que toca a expor algum ponto fraco. Dizer algo como “estou realmente muito satisfeito com a carreira que escolhi e como progrediu, e aprendi coisas importantes em todas as fases e com todas as pessoas com quem trabalhei” poderá transmitir uma imagem muito positiva, desde que seja uma confissão honesta da sua parte. Se não for, isso será detetado pelo entrevistador!

interview

Perguntas difíceis numa entrevista de emprego, como responder a questões sobre conflitos em situações laborais anteriores?

Algumas das questões mais difíceis de responder em entrevista relacionam-se com o término de uma situação profissional anterior e nas razões que o levaram a sair de uma empresa. Se saiu da empresa em litígio, o melhor é nem tocar nesse assunto. Refira apenas que, após algum tempo na empresa, sentiu que poderia aportar mais valor a outra entidade ou a outro setor de atividade.

Perguntas difíceis numa entrevista de emprego, como responder a questões sobre a vida pessoal e familiar?

Quando o tema é a sua vida pessoal, é uma opção sua responder. Se não quiser, não tem que dar informações pessoais ao entrevistador. Claro que corre o risco de ser excluído do processo de recrutamento e seleção, mas em todo o caso, a opção é sua. Perguntas sobre a sua saúde, orientação sexual, orientação religiosa, estado civil e intenção de constituir família não têm de ser respondidas.

Veja também: