Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
João Abreu
João Abreu
10 Dez, 2018 - 17:56

Pneus carecas têm mais aderência em piso seco?

João Abreu

Há quem diga que os pneus carecas têm mais aderência em piso seco. Será isto verdade ou mito?… Nós respondemos. Fique esclarecido, sem correr riscos!

Pneus carecas têm mais aderência em piso seco?

Tendo por base o facto de que os carros de competição utilizam pneus lisos (slick) para maximizar a aderência ao solo, muitos condutores pensam que os pneus carecas têm maior aderência ao piso seco. Contudo, será isto verdade ou mito?

Antes de lhe esclarecermos esta dúvida, é importante referir que os pneus carecas num piso molhado colocam em perigo a segurança dos condutores o que, por si só, já é motivo mais do que suficiente para não arriscar a sua sorte. Sabendo que o chão molhado não é amigo dos pneus carecas, fique então a saber qual a reação dos mesmos, num piso seco.

Pneus carecas têm mais aderência em piso seco: verdade ou mito?

De forma a perceber se os pneus carecas têm ou não mais aderência em piso seco, é necessário perceber o porquê do seu design. Quais serão as razões por detrás da sua configuração, do seu desenho preenchido com ranhuras?

Por que são os pneus concebidos com ranhuras?

ranhuras de pneus

De uma forma lógica, os pneus foram desenhados com ranhuras/nervuras para que, em contacto com um piso molhado, fosse (e seja) possível escoar a água, evitando situações de aquaplanagem quando em superfícies molhadas – não sendo tão fácil o controlo quando em grandes poças de água. Porém, este objetivo foi e é bem conseguido. Ora, quando um pneu está careca e passa em superfícies molhadas, mesmo que sejam pequenas, é retirada, notoriamente, a estabilidade do carro.

Pneus dos carros de corrida

Comparar os pneus convencionais com os pneus de um carro de corrida não faz muito sentido. Em condições normais, um carro de corrida utiliza pneus lisos (ou slicks) e estes pneus lisos proporcionam uma maior aderência em contacto com o asfalto do circuito, bem como acrescentam velocidade ao carro. Contudo, mesmo um carro de corrida, quando se verifica que a pista está molhada e com menos condições favoráveis aos seus pneus lisos, requer que seja feita uma substituição por pneus com ranhuras que, conforme referido anteriormente, escoam a água e evitam momentos de aquaplanagem.

Muita gente acredita que os pneus de carros “normais” podem ser comparados com os de carros de corrida. Porém, esta questão não é, de todo, linear. Pneus lisos em carros de corrida têm inúmeras vantagens, mas apenas e meramente em carros de corrida pois, conforme afirma Roberto Falkenstein, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Pirelli, eles foram projetados e desenvolvidos particularmente para funcionarem em superfícies lisas e para serem utilizados em competições garantindo, nestas condições, o máximo de aderência. Os pneus carecas convencionais (não de carros de competição) nunca terão os mesmos efeitos, afastando qualquer comparação possível.

Há ainda que ter em conta as diferenças nas dimensões dos pneus de carros de corrida, cujos constituintes são muito diferentes dos dos pneus de um carro “normal”. Eles são bastante mais macios, moldam-se facilmente ao asfalto e gerem uma maior aderência. Em contrapartida, não foram projetados para durarem muito tempo no seu ciclo de uso, durando cerca de 200 km em condições de corrida. Já os pneus convencionais aguentam milhares de quilómetros, tendo sido fabricados numa borracha menos aderente, mas mais dura.

Nunca acredite que o desgaste deste tipo de pneu é algo positivo, pois não foi pensado para assim o ser. Pneus carecas têm borrachas mais envelhecidas, com as suas propriedades iniciais alteradas e agarram-se menos ao asfalto, tornando-se perigoso que conduza com eles nestas condições.

Conclusão

Após terem sido explicadas as diferenças entre os pneus dos carros “convencionais” e os pneus de carros de corrida, é agora possível responder à questão inicial da maior ou menor aderência dos pneus carecas ao piso seco.

A resposta é simples: Não, os pneus carecas não têm maior aderência ao piso seco e, se acreditava até agora que sim, descarte de todo essa ideia. Pneus convencionais são bem diferentes dos pneus dos carros de corrida e, por isso mesmo, não podem nem devem ser comparados.

Os pneus convencionais foram desenhados para percorrerem muitos quilómetros e as suas nervuras forma pensadas para garantir uma maior aderência ao piso. Pneus carecas nada mais são do que pneus gastos e perigosos, pelo que deve proceder à sua substituição sem mais demoras.

Quando trocar os pneus do carro? Nós temos a resposta >>

Saiba, ainda, o que diz a lei

A lei é bem rigorosa no que toca aos pneus convencionais. Sabia que é ilegal circular na estrada com pneus completamente carecas? Sabia que fazê-lo pode ser perigoso para si, enquanto condutor, e também para todos os que se cruzem consigo?

Circular com pneus carecas não é uma condição legal nas estradas portuguesas, não obrigasse a legislação a uma substituição dos pneus quando atingem uma profundidade mínima do piso de 1,6 mm. O Código da Estrada acrescenta ainda que, por questões de segurança, se recomenda que a profundidade mínima do piso seja de 3 mm.

O seu veículo segue estas recomendações? Se não, esteja atento e seja responsável.

Veja também: