Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Graça
Ana Graça
07 Out, 2018 - 12:12

Sabe porque os cães ladram? Conheça bons 12 motivos!

Ana Graça

O cão comunica de várias formas e o latido é apenas uma delas, mas é aquele que quando exagerado é muito incómodo. Vamos descobrir porque os cães ladram!

Sabe porque os cães ladram? Conheça bons 12 motivos!

A convivência com animais de estimação, nomeadamente cães, tem efeitos positivos no ser humano, já que a presença de uma animal induz sentimentos de satisfação e bem-estar. Acredita-se que os cães terão sido os primeiros animais a ser domesticados, há milhares de anos atrás, mas será que os conhecemos realmente? Será que compreendemos os seus comportamentos e a sua forma de comunicação? Será que sabemos porque os cães ladram?

Ladrar é uma forma de comunicação à qual os cães recorrem com bastante frequência, no entanto, o tom, a intensidade e o contexto em que os cães ladram podem ser muito diversos. O ladrar pode ser ruidoso, empolgado, exagerado, assustado, daí que seja importante compreender porque os cães ladram, de forma a identificar cada situação em particular.

Ladrar não serve apenas para chamar a atenção, até porque os latidos em situações de contentamento ou solidão são bastante distintos entre si. Os latidos graves, longos e pouco espaçados entre si surgem, por exemplo, em resposta a um estímulo específico, como quando alguém toca à campainha. Por outro lado, latidos agudos e mais espaçados surgem nas situações de brincadeira.

Cães e humanos são ambos capazes de distinguir os diferentes tipos de latidos e assim compreender porque os cães ladram. Para ajudar, vamos clarificar alguns contextos e motivos pelos quais os cães ladram.

12 razões porque os cães ladram

Os cães ladram para comunicar

Os cães ladram para comunicar com outros cães e com outras pessoas e é através do ladrar que o cão dá informações acerca do seu estado emocional. Os cães podem ladrar em inúmeras situações, nomeadamente:

1. ladrar como forma de expressar sentimentos. O primeiro latido dos cães ocorre, habitualmente, por volta da 3ª semana de vida e primariamente os cães ladram como forma de comunicar vários sentimentos ou chamar a atenção durante uma brincadeira;

2. ladrar de contentamento. Quando o ladrar é alto e estridente geralmente indica empolgação e felicidade;

3. ladrar pode ser utilizado para avisar da presença de intrusos. Os cães protegem o seu território e podem ladrar para alertar para a presença de estranhos nesse mesmo território;

4. como forma de cumprimento;

5. como resposta aos latidos de outros cães;

6. solidão e isolamento. Se um cão está isolado e não consegue manter contacto com o exterior, com outros animais ou com pessoas é natural que ladre como forma de chamar a atenção e comunicar;

7. quando sentem dor;

8. em situações de conflito;

9. como reação a novas situações e novos contextos. Os cães tendem a ladrar quando o contexto altera, nomeadamente nas situações de mudança de casa ou quando chegam a um local desconhecido;

10. os cães tendem a ladrar perante a exposição a sons assustadores, como campainhas, sirenes, fogo-de-artifício, determinadas músicas, objetos a partir, entre outros;

11. quando se sentem ansiosos e excitados;

12. quando as suas necessidades básicas não estão satisfeitas, por exemplo, quando sentem muita fome.

E quando ladrar é um problema?

Há situações em que ladrar é um problema

Há situações em que ladrar é um problema, nomeadamente nas situações em que é excessivo, insistente e incomodativo, chegando algumas vezes a causar problemas na vizinhança. Nestas situações importa avaliar se o ladrar persistente indica a presença de um transtorno do comportamento ou apenas um comportamento que pode ser corregido.

A ansiedade, nomeadamente a ansiedade de separação dos donos, o medo, o latido compulsivo ou as situações de disfunção cognitiva são os transtornos que mais comummente dão origem aos latidos problemáticos. Para além destes transtornos, há comportamentos que através do treino podem ser mais facilmente corrigidos, como é o caso do ladrar insistentemente como forma de chamar a atenção ou de excitação.

Todos os cães são diferentes e não existe uma receita mágica que funcione da mesma forma com todos, daí que seja fundamental falar com um especialista. Assim, se o seu cão ladra de forma insistente, nomeadamente durante a noite, aconselhe-se junto do veterinário que o acompanha.

Veja também