Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marta Maia
Marta Maia
01 Set, 2020 - 08:00

Precisa de poupar no regresso das férias? Siga estas 9 dicas

Marta Maia

Quer recuperar a saúde do bolso? Saiba como poupar no regresso das férias para reequilibrar o orçamento e voltar à normalidade financeira.

homem desfaz mala e verifica que precisa de poupar no regresso das férias

Estamos, oficialmente, naquela época do ano: as férias já lá vão, o moreno já começa a desbotar na pele, os miúdos voltam à escola e as nossas finanças… As nossas finanças estão tristes.

É natural que, com o entusiasmo do verão e do tempo livre, gastemos mais durante as férias. No entanto, é importante que saibamos como recuperar depois, para que o nosso bolso não fique aflito durante muito tempo. Reunimos, por isso, algumas dicas para ajudá-lo a poupar no regresso das férias e recuperar a saúde do seu orçamento familiar.

9 dicas para poupar no regresso das férias

1

Faça uma pausa nas refeições fora de casa

Já aproveitou as férias para ir aos restaurantes que desejava e a jantares com amigos perto da praia. Agora que está de volta ao trabalho e à rotina, faça por evitar as refeições fora de casa. Além de poupar no regresso das férias, vai estar a olhar também pela sua linha. Hora de voltar à sopa quentinha e ao arroz acabadinho de fazer. O seu orçamento e saúde agradecem.

2

Resista às montras

Não é por acaso que as lojas fazem os saldos até ao fim de agosto e expõem as coleções novas depois das férias. É que nessa altura nós já estamos a voltar do espírito livre, estamos de volta à rotina, a pensar no inverno e no regresso ao trabalho. Uma roupa nova dá-nos ânimo, uns sapatos mais fechados parecem-nos necessários para substituir as sandálias. Fuja a estas tentações: tem em casa roupa da estação que aí vem, por isso não há motivo para correrias.

3

Faça uma pausa nas atividades

As idas ao cinema do verão souberam bem, mas está na altura de parar para começar a poupar no regresso das férias. Todas as saídas que envolvam pagar qualquer coisa têm de entrar em suspensão até nova ordem, que é como quem diz, evite ir ao café, à discoteca, ao cinema ou a qualquer lugar onde já sabe que vai gastar dinheiro. Já passou o verão todo a aproveitar, por isso, não custa!

4

Dê uma reviravolta ao armário

Fim de verão significa temperaturas mais baixas, que significam roupas diferentes. Vá ao armário e recupere as roupas de meia estação. Vai sentir como se estivesse a vesti-las pela primeira vez e até pode ter aquela sensação de que já tinha saudade de usar algumas peças. Poupar no regresso das férias é uma oportunidade para voltar a valorizar o que já tinha.

5

Valorize o que sobrou do ano anterior

Com certeza há coisas que tinha antes das férias (e até durante) e que não vai usar mais. Livros escolares do ano que passou, roupas que no próximo ano já não vão servir às crianças… Junte tudo e procure vender o máximo possível. Além de poupar no regresso das férias, é bom se conseguir algum rendimento para ajudar a equilibrar as contas.

6

Reveja as contas fixas

Agora que já assentou as ideias e já não passa o dia a pensar em gelados e bolas de Berlim, pode dedicar algum tempo a revisitar as suas contas fixas e confirmar se nenhuma delas pode descer mais um bocadinho. Volte a comparar preços de seguros, de telecomunicações ou de ginásios e avalie onde pode poupar no regresso das férias. Há até empresas que oferecem campanhas especiais nesta altura, que pode aproveitar.

7

Reveja as despesas previstas

Se está mesmo apertado de contas e ainda tem despesas planeadas para esta altura, tente encontrar formas de as pagar mais tarde. Pode, por exemplo, adiar uma reparação não urgente do carro ou a compra daquele instrumento musical para as crianças. A ideia não é adiar para sempre, mas fazer um ajuste.

8

Aposte em novas rotinas

Não há melhor momento para começar a andar de transportes públicos e a levar o almoço de casa para o trabalho do que este momento de reinício e de renovação. Já que precisa de poupar no regresso das férias, aproveite a motivação para rever e ajustar rotinas, substituindo os comportamentos atuais por outros mais em conta. Correndo bem, habitua-se e mantém estas rotinas pelo resto do ano, conseguindo poupanças muito significativas.

9

Sensibilize a família toda

É uma espécie de tudo em um: ensina às crianças a importância de poupar no regresso das férias, ensina o valor das próprias férias (“o que gastamos num dia temos de ganhar no outro”) e fornece algumas bases sobre a gestão das finanças pessoais e da família. Envolver as crianças na missão de recuperar o orçamento familiar pode ser encarado como um jogo didático em que elas aprendem e ainda o ajudam, mais que não seja evitando pedir presentes que, noutras circunstâncias, pediriam.

Veja também