Teresa Campos
Teresa Campos
16 Ago, 2019 - 10:33
5 problemas de pele mais comuns nos homens nos meses de verão

5 problemas de pele mais comuns nos homens nos meses de verão

Teresa Campos

Os problemas de pele mais comuns nos homens estão muito relacionados com a exposição solar intensa sem proteção. Fique a saber mais sobre estas doenças.

O artigo continua após o anúncio

Pergunta-se se as seguintes doenças dermatológicas são exclusivas dos homens?! Não, nada disso. Apenas são problemas de pele mais comuns nos homens por, geralmente, terem menos cuidados com a sua pele do que as mulheres.

Porém, o alerta que queremos deixar é que estes problemas devem merecer a atenção de homens e mulheres, especialmente nos meses quentes, em que a exposição solar é mais frequente e mais intensa. Portanto, fique a conhecer estes problemas, os seus sintomas e tratamentos.

5 problemas de pele mais comuns nos homens no verão

problemas de pele mais comuns nos homens

1. ESCALDÃO

Este é, naturalmente, um problema de pele transversal a todos os que se exponham ao sol, sem proteção. Contudo, ainda é um facto que os homens, por norma, são os que mais descuram nos cuidados com o sol.

Por essa razão, há que evitar os raios UV entre as 11h e as 16h; aplicar protetor solar adequado ao tipo de pele de 2 em 2 horas e após as idas ao banho e proteger a zona dos ombros e da cabeça, nomeadamente com um chapéu.

2. PITIRÍASE VERSICOLOR

Este é um dos problemas de pele mais comuns nos homens e apresenta-se como uma infeção dermatológica superficial provocada por um fungo chamado Malassezia furfur. Habitualmente, este problema é designado como “impingem” ou “impinge”.

Tratam-se de alterações na pigmentação da pele que pode, assim, apresentar várias cores.  Esta patologia é muito frequente em adolescentes e jovens adultos e não é contagiosa, nem deixa cicatriz.

As manchas podem ser mais claras ou escuras e aparecem, sobretudo, no tronco, pescoço, costas e braços. Em alguns casos, pode haver lugar a descamação e prurido leve. A temperatura elevada e a humidade potenciam o surgimento desta patologia, razão pela qual é muito comum no verão.

Este problema pode ser tratado com antifúngicos e prevenido evitando a exposição solar, sobretudo sem protetor solar; não usando produtos oleosos; e preferindo roupas mais largas e de algodão, para evitar a transpiração. Estes são cuidados que nem sempre os homens têm e, por isso, são muitas vezes as vítimas desta patologia de pele.

O artigo continua após o anúncio

3. MILIÁRIA RUBRA

A miliária rubra, também conhecida como brotoeja, é uma erupção cutânea pruriginosa, causada pelo suor retido na pele. Esta circunstância pode causar inflamação, irritação (ardor), coceira, além da erupção cutânea, com pequenas saliências ou bolhas.

Geralmente, este problema é mais propício a surgir em climas quentes e húmidos e em pessoas que transpiram mais. As zonas corporais mais afetadas são sob os seios, na parte interna das coxas e nas axilas.

Para acabar com este problema, o mais indicado a fazer é manter a pele fresca e seca. Além disso, é importante apostar na hidratação e beber muita água. Mais uma vez, como os homens têm mais tendência a suar e, inclusive, a praticar desportos de verão, estão normalmente mais sujeitos a esta patologia de pele.

4. FOTODERMATOSE

A fotodermatose/dermatose fotoalérgica/distúrbio fotoalérgico refere-se a uma sensibilidade anormal à luz. Normalmente, ela manifesta-se pelo aparecimento de manchas vermelhas que vão escurecendo. Esta reação torna-se mais intensa após o consumo de alimentos ou bebidas com lima, seguido de exposição solar. O tratamento é variável, mas requer uma consulta médica. Portanto, se tem estas manifestações, não descure nos seus cuidados e visite um especialista.

5. DERMATITE BERLOQUE

A dermatite de Berloque é uma variação do phytophotodermatitis e é, normalmente, causada por alguns componentes de certas águas perfumadas. A reação manifesta-se em manchas castanhas de contorno irregular na zona da cervical e da mandíbula. Portanto, a sugestão que deixamos é para que tenha em atenção os perfumes e colónias que utiliza e, sobretudo, que não os aplique, quando se for expor ao sol.

Estes são alguns problemas de pele mais comuns nos homens nos meses mais quentes, que podem ser controlados com hábitos simples como a utilização de protetor solar. Agora que já os conhece e sabe como os evitar, aproveite o bom tempo com cuidado e evite que estas doenças lhe causem transtorno nas tão esperadas férias.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp