Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Graça
Ana Graça
28 Jun, 2018 - 16:38

6 produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar

Ana Graça

As grávidas devem ter cuidados redobrados com a pele e com as dermatoses da gravidez. Conheça os produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar.

6 produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar

Durante a gravidez, surgem na mulher alterações cutâneas que resultam essencialmente das alterações hormonais que ocorrem nesta fase. A que produtos pode recorrer a grávida para fazer face a estas alterações? E quais os produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar? Vamos descobrir!

3 alterações cutâneas na gravidez

Podemos dividir as alterações cutâneas na gravidez em 3 categorias: alterações fisiológicas; melhoria ou agravamento de dermatoses pré-existentes; dermatoses da gravidez.

1. Alterações fisiológicas

Manifestam-se de modo regular em praticamente todas as grávidas. São exemplos as seguintes alterações:

a) Alterações de pigmentação (aparecimento de manchas hiperpigmentadas na zona centro-facial);

b) Estrias;

c) Alterações vasculares (vermelhidão das palmas das mãos; hemorróidas; edema facial);

d) Alterações dos cabelos e unhas (aumento da pilosidade do corpo; queda de cabelo).

2. Melhoria ou agravamento de dermatoses pré-existentes

A gravidez pode influenciar algumas dermatoses, melhorando algumas delas (psoríase) e piorando outras (eczema).

3. Dermatoses da gravidez

Surgem apenas em algumas grávidas, podem ser graves, e devem ser acompanhadas pelo dermatologista assim que surgem.

As estrias são muito comuns na gravidez

Quais os produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar?

Existe alguma dificuldade em definir quais os produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar, já que, por precaução, a maior parte dos ativos cosméticos não são testados em grávidas ou em mulheres que se encontram a amamentar.

No entanto, estão já identificados determinados ingredientes e tratamentos que devem ser evitados durante a gestação, de forma que não haja qualquer prejuízo para a grávida nem para o bebé.

As grávidas devem sempre ter o cuidado de se aconselharem com a equipa clínica que as acompanha bem como ler os rótulos de todos os produtos cosméticos que pretendem adquirir. Devem certificar-se que os produtos que pretendem usar não incluem os ingredientes que estão contraindicados.

Alguns dos produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar, pelo menos sem antes recorrer ao aconselhamento médico especializado, são os seguintes:

a) Produtos ou ingredientes aos quais a grávida seja alérgica;

b) Adelgaçantes com cafeína: a grande maioria destes produtos anti-celulite que contêm cafeína não é testada em grávidas, não havendo portanto qualquer garantia de segurança;

c) Despigmentantes com corticoides ou hidroquinona: a hidroquinona foi associada, em vários estudos, a um maior risco de desenvolver determinadas patologias graves;

d) Produtos que contenham ativos como: ureia (hidratante), alfa-hidroxiácidos (esfoliantes) em concentração relevante (acima de 1%), retinol (vitamina A), pró-retinol e ácido hialurónico (anti-rugas) ou ácido salicílico (para a acne) não são recomendados;

e) Procedimentos estéticos com laser (depilação; radiofrequência; injeções de botox ou outro tipo de preenchimento): por precaução é aconselhada a utilização de métodos de depilação alternativos;

e) Descolorações, alisamentos e permanentes do cabelo.

gravida

Quais os produtos que podem ser usados durante a gravidez?

As grávidas não devem desesperar! Há produtos podem ser usados durante a gravidez, existindo inclusive linhas especiais para grávidas:

a) Produtos anti-estrias (ajudam a prevenir as lesões cicatriciais a que chamamos estrias);

b) Protetores solares (ajudam a prevenir o chamado pano);

c) Produtos que favoreçam a circulação sanguínea e linfática (ajudam a evitar a sensação de peso nas pernas).

Cuidados a ter durante a gravidez

Grande parte das alterações cutâneas que ocorrem durante a gestação desaparecem espontaneamente, mas há determinados cuidados com a pele que podem ser muito úteis:

1) Proteger-se da exposição solar;

2) Controlar o aumento de peso;

3) Adotar um estilo de vida saudável (alimentação equilibrada e exercício físico);

4) Reforçar a hidratação oral;

5) Reforçar a hidratação da pele;

6) Preferir cremes em vez de loções;

7) Verificar sempre os rótulos dos cremes e informar-se sobre a sua segurança na gravidez, de forma a evitar os produtos de beleza que as grávidas não podem utilizar;

8) Preferir sempre as linhas indicadas para grávidas;

9) Abster-se de realizar tratamentos dermatológicos durante a gravidez sem indicação médica.

Veja também: