Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
15 Mai, 2020 - 10:04

14 dicas para melhorar a qualidade do ar em casa

Mónica Carvalho

Se ainda não abriu as janelas hoje, está mesmo na altura de o fazer. Explicamos porquê e ainda mostramos algumas dicas para que possa melhorar a qualidade do ar em casa.

qualidade do ar em casa

Ainda que Portugal se encontre em processo de desconfinamento, a recomendação para permanecer em casa mantém-se, principalmente junto dos grupos de risco. Assim, o que se poderá fazer para melhorar a qualidade do ar em casa, visto ser nesse local que passamos a maior parte do tempo?

De acordo com um estudo da EPIUnit, Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto sob o tema “COVID-19 e a necessidade de assegurar a qualidade do ar interior”, a má qualidade do ar interior pode levar ao aparecimento ou agravamento de problemas respiratórios.

Tal acontece

“por ventilação inadequada (48,3% dos casos), seguida de fontes interiores de poluentes (17,7%), fontes exteriores (10%), humidade na habitação (4,4%), agentes microbiológicos (3,5%), materiais de construção (3%), entre outros fatores (13,1%).”

Desta forma, torna-se primordial renovar o ar interior, nomeadamente através de ventilação natural, que é como quem diz abrindo as janelas e, assim, conseguindo uma melhoria na qualidade do ar em casa.

Assim, a abertura diária de janelas é algo fundamental e que não pode ser entendido de forma leviana. O período durante o qual devem permanecer abertas depende do número de pessoas que habitam na casa, da taxa de ventilação, bem como do tamanho e tipo de espaço a ventilar.  

Além disso, se dentro de casa foram praticadas atividades com maior gasto metabólico, como exercício físico dentro de casa, tal provocará uma saturação do ar, logo “maior suscetibilidade a eventuais poluentes da qualidade do ar interior.”

Melhorar a qualidade do ar em casa em 14 passos

O estudo da EPIUnit foi mais longe nesta área e preparou um guia a ter em conta. Conheça todos os conselhos.

abrir janelas em casa
  1. Renovar frequentemente o ar interior, através da abertura de janelas durante o dia, todos os dias, sem receio de que entrem gotículas transportadoras do vírus, visto que tal é “extremamente improvável”;
  2. Não permanecer durante longas horas na mesma habitação. Opte, antes, por alternar a permanência entre as diferentes divisões da casa, de forma a reduzir a exposição prolongada a um determinado espaço;
  3. Se existir alguém em casa infetado ou a realizar quarentena obrigatória, então, essas pessoas deverão ficar circunscritas a uma divisão da casa, que deve ser ventilada com mais frequência, de forma a diluir ou dispersar potenciais gotículas transportadores do vírus;
  4. Se realizar exercício físico dentro da habitação, mantenha as janelas da divisão abertas, principalmente quando terminar;
  5. Evitar fumar dentro de casa ou acender velas;
  6. Sempre que estiver a cozinhar, ligue o extrator ou exaustor existente na divisão;
  7. Quando varrer ou aspirar uma divisão, abra sempre as janelas;
  8. Evitar o uso desnecessário de determinados produtos de limpeza e manutenção mais intensos, como vernizes, tintas, óleos, gorduras, lubrificantes, colas, entre outros;
  9. Se manusear os produtos referidos no ponto anterior, nunca o deve fazer perto de fontes de aquecimento, como aquecedores, lareiras, ferros de engomar, etc.;
  10. Evitar usar ambientadores ou purificadores de ar;
  11. Quando utilizar produtos de limpeza e desinfetantes, deve fazê-lo com as janelas abertas e evitar ficar nessa divisão após a limpeza;
  12. Se tiver esquentador com chama piloto em casa, certifique-se de que essa divisão é ventilada com frequência;
  13. Aproveitar este período em que passa mais tempo em casa, para reparar eventuais infiltrações na habitação, reduzindo, assim, a possibilidade de aparecimento de humidade, fungos e bolor;
  14. Quando estiver a realizar atividades que levem à produção de vapor, como passar a ferro, tomar banho ou cozinhar, deve ventilar o espaço durante ou imediatamente após a execução.

Tem ar condicionado? Estes são os cuidados a ter

Nesta temática, a Direção-Geral da Saúde emitiu também algumas indicações para melhorar a qualidade do ar em casa e que dizem respeito ao uso correto e eficaz dos sistemas de ventilação e de ar condicionado.

Assim, deve assegurar o funcionamento eficaz do sistema de ventilação, assim como a sua limpeza e manutenção:

  • Manter os locais ventilados “pelo menos, 6 renovações de ar por hora”, abrindo janelas ou portas antes de ligar os sistemas de ar condicionado;
  • Sempre que necessitar de usar um sistema de ventilação de ar, assegure-se que o ar é retirado diretamente do exterior e não ative a função de recirculação do ar;
  • Proceda à limpeza e desinfeção periódicas dos sistemas de ventilação e ar condicionado;
  • Opte por desligar a função de desumidificação, seja qual for o sistema de ventilação que possuir em sua casa;
  • Reforce a desinfeção do reservatório de água condensada e da água de arrefecimento das turbinas do ventilador com frequência.

As janelas abertas são, assim, uma boa opção para manter o ar da sua casa limpo e, por conseguinte, de se proteger mais e melhor.

Fontes

EPIUnit, Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto: “COVID-19 e a necessidade de assegurar a qualidade do ar interior

Direção-Geral da Saúde: Medidas Gerais de Prevenção e Controlo da COVID-19

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins.