ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Marta Maia
Marta Maia
30 Jun, 2022 - 10:29

Sabe quanto custa um funeral em Portugal?

Marta Maia

Saiba quanto custa um funeral e que ajudas estão disponíveis para suportar a despesa.

Quanto custa um funeral

Dinheiro não é, certamente, o tópico de conversa mais atraente na hora em que perdemos alguém. No entanto, até para morrer é preciso fazer contas.

Saber quanto custa um funeral ajuda-o a evitar ser confrontado com uma fatura que não pode pagar – sobretudo se, ao não poder pagá-la, ficar impedido de dar um fim digno ao corpo de um ente querido.

Saber antecipadamente este valor ajuda-o a planear as despesas. Claro que ninguém sabe quando vai morrer, mas há quem prefira deixar o próprio funeral assegurado desde muito cedo. Também há casos em que uma doença deixa prever um fim mais ou menos próximo, permitindo alguma antecipação.

Quanto custa um funeral? Fazer as contas na hora da dor

Os custos de um funeral são variáveis e oscilam em função dos serviços contratados. Mas vamos por partes.

O serviços da agência funerária

Para fazer um funeral vai precisar de contratar uma agência. Os serviços da agência são muitos e há casos em que pode adquiri-los em pacotes. Entre as alíneas mais comuns estão o transporte do caixão, o fornecimento de flores ou a tanatopraxia (higienização e preparação do corpo para o velório).

Os serviços mais básicos de uma agência funerária custam em torno dos 1.700€, mas podem ascender a dezenas de milhares se optar por algumas extravagâncias (uma viagem de barco para largar as cinzas no mar, um fornecimento de flores especiais, um conjunto de cartões de agradecimento…).

Os “consumíveis”

Também os caixões estão longe de ser todos iguais. Encontra os modelos mais simples por cerca de 500€, mas há caixões a custar dezenas de milhares de euros. O valor do caixão, claro, vai ditar quanto custa um funeral, porque acresce aos valores base.

Além do caixão, pode gastar mais dinheiro em opções especiais de lençóis e lenços de caixão, flores, serviços especiais de transporte e outros pequenos “luxos”.

O tipo de cerimónia

Uma cremação não custa o mesmo que um enterro. Cada tipo de cerimónia tem os seus requisitos e detalhes, que, no final, dão um total a pagar diferente. Por norma, uma cremação custa mais do que um funeral simples, mas menos do que um funeral com serviços extra.

Considere também o custo da cerimónia religiosa, que varia consoante a religião praticada e a instituição a que recorre.

A sepultura

Basta ter entrado uma vez num cemitério para notar que as sepulturas também não são todas exatamente iguais. A forma como fica assinalado o local do enterro também influencia os custos do funeral – os materiais, o detalhe da lápide, os adornos… tudo entra para a conta.

Os serviços adicionais

Sabia que pode contratar um catering para um funeral? Serviços de catering, fotografia, vídeo e outros extras também determinam quanto custa um funeral. Quanto mais contratar, mais caro vai pagar.

As taxas

Para enterrar um familiar no cemitério terá de pagar direitos à autarquia onde esse enterro vai acontecer. Este valor muda entre regiões do país, por isso a única forma de saber quanto pagará é confirmando diretamente com os serviços municipais.

Contas feitas…

De uma forma geral, há três modalidades que pode usar como referência para perceber quanto custa um funeral: a de serviços básicos, a de serviços avançados e a de cremação. Os valores podem mudar consoante a agência e a zona do país, pelo que vale a pena pedir orçamentos às agências que operam na região onde o funeral vai acontecer. Apresentamos valores médios:

ServiçoEnterro (básico)Enterro (avançado)Cremação
Custo de pessoal350€350€350€
Tratamento de burocracia140€140€140€
Caixão650€3.000€850€
Pote ou Cendrário60€
Sepultura95€95€
Direito de cemitério85€85€148,60€
Serviços paroquiais (cerimónia)150€150€150€
Viaturas e transporte fúnebres350€350€350€
Transporte de materiais (velório)20€20€20€
Armações (pano fúnebre, carpete, tocheiro, entre outros)15€15€15€
Arranjos florais120€265€160€
Lençol e lenço para urna30€
Cartões de agradecimento90€ (50 cartões)
Tanatopraxia500€
Total1.975€5.090€2.243,60€

Apoios para pagar o funeral

Por ser uma cerimónia cara mas, ainda assim, indispensável, o funeral é coberto por uma ajuda do Estado.

Por lei, todos os cidadãos residentes em Portugal têm direito ao subsídio por morte.

Se o falecido estava abrangido pelo regime geral da Segurança Social ou tinha, pelo menos, três anos de descontos para o regime do Seguro Social Voluntário, o valor do apoio do subsídio por morte é de 1.329,60€ (três vezes o Indexante dos Apoios Sociais em 2022). Pode requerer reste apoio preenchendo o Mod. RP5075-DGSS, que está disponível no site da Segurança Social.

Se o falecido nunca tiver descontado para a Segurança Social ou para outro regime obrigatório de proteção social, então, na qualidade de familiar, pode solicitar o subsídio de funeral. Esta é uma prestação atribuída de uma só vez e o montante corresponde ao valor fixo de 219,96 euros.

Para receber o subsídio de funeral tem de submeter o pedido à Segurança Social (Mod. RP5033-DGSS) até seis meses depois da cerimónia fúnebre, apresentando comprovativo das despesas suportadas.

Consulte ainda outras prestações por morte no nosso artigo sobre o assunto:

prestações por morte
Veja também Prestações por morte: quais são e como funcionam
Veja também