Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Pedro Andersson
Pedro Andersson
13 Dez, 2019 - 11:07

Quanto está a render o seu PPR?

Pedro Andersson

Faça com os PPR o mesmo que faz com o seu crédito à habitação. Se descobrir que há PPR que lhe podiam estar a render mais dinheiro, mude.

Pedro Andresson

Milhares de portugueses estão a perder dinheiro com os Planos Poupança Reforma ou, pelo menos, estão a ganhar muito menos do que poderiam.

Por outro lado, estamos em Dezembro, portanto tem poucos dias para fazer ou reforçar o seu PPR para ter direito a benefícios fiscais no IRS do próximo ano (referente a 2019). Investir entre 1500 e 2000 euros pode significar receber mais 300 a 400 euros de reembolso ou a pagar menos esse valor de imposto.

A DECO tem um simulador que lhe diz em segundos se o seu PPR é bom ou não. Se descobrir que há PPR que lhe podiam estar a render mais dinheiro faça as contas para perceber se vale a pena mudar para outro da concorrência.

Mas se não quiser usar o simulador da DECO que aponta para os que eles acham melhores e com os quais têm parcerias, pode e deve ver a lista de PPR na ASF (Autoridade de Seguros e Fundos de Pensões) e também na lista da APFIPP (Associação Portuguesa de Fundos de Investimento).

Vale a pena mudar

Faça com os PPR o mesmo que faz com o seu crédito à hábitação. Se encontrar um banco que lhe faz um spread mais barato e compensa mudar, MUDE.

Se tem o seu PPR na seguradora ou banco X e está a render só 1% e tem 20 PPR noutras seguradoras (W, Y ou Z) que estão a render, no mesmo período de tempo analisado, 3 ou 4% e tem as mesmas condições ou melhores (rendimento garantido, por exemplo), está à espera de quê?

Faça contas. Se o seu dinheiro pode crescer mais porque é que o deixa crescer menos? O seu esforço de poupança é o mesmo.

Saiba como transferir um PPR para outro banco
Veja também Saiba como transferir um PPR para outro banco

Muitas pessoas têm um PPR porque foram “obrigadas” pelo banco para reduzir o spread no crédito à habitação, para terem benefícios fiscais ou simplesmente porque o gestor de conta do banco as convenceu a fazer um.

No caso do crédito à habitação tem de avaliar sempre se ao mudar o PPR para a concorrência isso vai afetar o seu spread. Mas mesmo dentro da própria seguradora/banco pode haver PPR que rendem mais. Avalie.

Mas eu não tenho PPR

Se nunca teve um PPR pense nisto. Ter todo o dinheiro numa conta a prazo é neste momento um desperdício. Os portugueses são por natureza avessos ao risco, mas há PPR com e sem garantia de capital. Pesquise.

Em algumas situações, os PPR até podem ser um bom produto de investimento a 8 ou 10 anos, mas o ideal é pensar o mais cedo possível na sua reforma.

De uma forma muito simples, e só para perceber a diferença com um depósito a prazo, se colocar 100 euros por mês num depósito a prazo e começar aos 40 anos, vai chegar à idade da reforma com cerca de 32 mil euros. Se colocar o mesmo valor num dos melhores PPR do mercado, com os dados atuais, chegará à mesma data com cerca de 92 mil euros. Dá que pensar.

Obviamente, ninguém pode garantir que o rendimento seja sempre alto, mas é o que tem acontecido ao longo das últimas décadas. Historicamente tem compensado investir nos melhores PPR.

Se decidir agora fazer um PPR tem de perceber que há dois tipos de PPR. Os Fundos de Investimento e os que são Seguros. Para cada idade há um PPR ideal. Os Fundos PPR são para todos (o mais cedo possível e até aos 57 anos). Os Seguros PPR são para quem tem mais de 57 anos, para garantir que não perde o que ganhou até ao momento.

fundos e seguros ppr
Veja também Fundos ou seguros PPR: qual a melhor opção para poupar?

Arriscar ou não em PPR sem capital garantido é sempre uma decisão sua. Depende do perfil do investidor. Mas pense pela sua cabeça e não aceite um PPR só porque alguém o escolheu por si.

Muitas bancos e seguradoras têm simuladores para que possa saber quanto pode ganhar daqui a uns anos se tiver o PPR deles. No caso do simulador da DECO, que se chama “Ganhe mais no PPR”, a vantagem é que comparam com aqueles que consideram os melhores PPR do mercado e não apenas com os PPR que um banco ou seguradora têm.

Se ao usar o simulador da DECO, perceber que está a perder dinheiro ou que podia ganhar muito mais só tem de arregaçar as mangas e mexer-se. Pegue nos dados do seu PPR e procure noutros bancos e seguradoras produtos melhores. Não tem de ser especificamente aquele.

O banco que tem o Fundo PPR proposto pela DECO exige 5 mil euros para abertura de conta. Se for sócio da DECO bastam 1.000 euros. Informe-se de quais são as condições de cada PPR em cada banco ou seguradora.

Há muitos mais PPR bons. Deve consultar as listas de PPR da ASF e da APFIPP e ver um a um. Vai ter de queimar algumas pestanas mas pode ganhar muitas dezenas de milhares de euros a mais a longo prazo se fizer isso.

Também tem os Certificados de Reforma da Segurança Social. São uma opção diferente e menos complexa.

Posso levantar o PPR antes da reforma?

Há excepções na lei para levantar o dinheiro que tem num PPR sem qualquer penalização. São elas o desemprego de longa duração, problemas de saúde e pagar a prestação da casa.

Tem vantagens fiscais. Pode descontar no IRS até ao máximo de 400 euros, mas quanto mais velho for menos pode deduzir. A taxa de imposto quando resgata o PPR é de 8%, enquanto os outros produtos financeiros têm uma taxa liberatória de 28%. Só aqui já fica a ganhar. A comissão de transferência nos seguros PPR é de no máximo 0,5%, e zero nos fundos PPR.

Em resumo, ter um PPR é um decisão financeira inteligente, mas tem de o ir acompanhando e já sabe que não tem de aceitar tudo o que os bancos ou seguradoras lhe dizem.

Um PPR que já foi bom, agora pode já não ser. E tem centenas no mercado. Em muitos casos não paga nada por mudar ou paga muito pouco. Faça contas e ponha o seu dinheiro a render mais.

Veja também