Ana Graça
Ana Graça
20 Jul, 2018 - 12:30
10 dicas de cuidados a ter com o recém-nascido

10 dicas de cuidados a ter com o recém-nascido

Ana Graça

O recém-nascido é frágil e os papás, inexperientes, mas não há o que temer. Estas 10 dicas de cuidados a ter com o recém-nascido vão ajudar. Espreite!

O artigo continua após o anúncio

Está prestes a ser pai/mãe e sente-se nervoso/a com a perspetiva de cuidar de um bebé tão pequenino? É natural que assim seja. Não se preocupe em demasia. Confie no seu instinto e nas suas habilidades, e siga estas 10 dicas que vão ajudar a enfrentar os primeiros meses de prestação de cuidados ao recém-nascido.

10 dicas de cuidados a ter com o recém-nascido

Depois de 9 meses protegidos na barriga da mãe, um recém-nascido requer importantes cuidados para que a sua saúde e bem-estar estejam garantidos. O nascimento de um filho é sempre uma situação causadora de ansiedade e insegurança nos recém-papás. O medo de falhar e a vontade de que os cuidados prestados ao recém-nascido sejam perfeitos são constantes, mas há algumas dicas que podem ajudar:

1) Se o seu bebé ainda não nasceu, aproveite para descansar:

a) esta dica é importante, acredite! Vai precisar de todas as suas reservas de energia para o trabalho de parto e para os dias que se seguem. Descanse e alimente-se adequadamente.

2) Muda da fralda:

a) sempre que mudar a fralda ao seu bebé, lave-o com água e sabão neutro e seque-o muito bem, de seguida poderá colocar um creme hidratante;

b) só deve aplicar pasta protetora nos genitais se o bebé estiver com a pele vermelha;

c) utilize as toalhitas apenas quando sair de casa.

3) Banho do recém-nascido:

a) não é necessário dar banho diário ao recém-nascido;

b) a hora do banho depende da reação do bebé. Se após o banho o seu bebé ficar mais relaxado, opte por dar o banho ao final do dia ou início da noite;

O artigo continua após o anúncio

c) prepare a roupa pela ordem que vai vestir o bebé;

d) prepare o material que vai necessitar para dar banho;

e) ao colocar a água na banheira, coloque primeiro a fria e só depois a quente. Verifique a temperatura da água com o seu cotovelo ou termómetro;

f) a higiene do bebé deve ser feita da cabeça para os pés;

g) limpe os olhos do bebé com soro fisiológico e compressas esterilizadas nos primeiros dias de vida.

4) Coto Umbilical:

a) a demora da queda do coto umbilical não é igual em todos os bebés;

b) é normal ganhar um líquido pastoso amarelado à volta do coto umbilical. A higiene diária com água e sabão neutro é suficiente para o manter limpo;

c) observe, cuidadosamente, o coto para pesquisar sinais inflamatórios, como vermelhidão ou mau cheiro. Na presença destes sinais contacte o médico;

O artigo continua após o anúncio

d) após a queda, a cicatriz umbilical pode manter alguma serosidade ou sangrar. Não se preocupe em demasia, é normal. Basta proceder à limpeza normal e a uma boa secagem.

5) Massagem do Recém-Nascido:

a) o toque é uma forma de comunicação que o recém-nascido aprecia;

b) a massagem promove o relaxamento e o bom funcionamento do organismo, e aprofunda o vínculo dos pais com o recém-nascido;

c) durante as primeiras semanas, acaricie o recém-nascido com movimentos lentos, sem incidir demasiado num só ponto.

6) Aleitamento materno:

a) procure iniciar o aleitamento materno na primeira meia hora após o parto;

b) não dê ao recém-nascido nenhum outro alimento ou líquido além do leite materno, exceto se existir indicação médica em contrário;

c) amamentar durante a noite é importante para uma boa produção de leite: a hormona responsável pela produção do leite materno é libertada em maior quantidade durante a noite;

d) certifique-se de que o bebé faz uma boa pega e consegue sugar bem o leite. Os sinais de uma boa pega são: boca bem aberta, a cobrir grande parte da aréola; lábio inferior voltado para fora; queixo a tocar ou quase a tocar a mama;

O artigo continua após o anúncio

e) tenha confiança em si e desfrute desta etapa tão importante.

7) Crie rotinas e garanta que toda a família as respeita:

a) as rotinas são importantíssimas para os recém-nascidos, sobretudo as rotinas relacionadas com o sono;

b) nos primeiros meses, o bebé será alimentado a pedido, sem rigidez de horários;

c) defina horários para o banho, para as sestas diárias e para hora de dormir e cumpra-os, dentro do possível.

As rotinas de sono do recém-nascido são importantes

8) Situações inofensivas que geralmente alarmam os pais:

a) há algumas situações comuns que geralmente acontecem aos bebés pequeninos e que costumam preocupar os pais, apesar de serem perfeitamente normais:

  • pele a descamar: todos os bebés ficam com a pele a descamar a partir do 7º-10º dia; esta situação dura apenas entre 3 a 5 dias e não é preciso fazer nada para a corrigir;
  • respiração irregular: não se alarme, a respiração dos bebés não é constante como a dos adultos. Há alturas em que é muito rápida e outras em que é bastante mais lenta, e é natural que assim seja. Com o crescimento esta situação vai-se corrigindo;
  • soluços: são normais nas situações em que os bebés mamam muito rápido ou quando arrotam mal.

9) Imponha regras às visitas ao bebé:

a) deixe claro se está disponível, ou não, para receber visitas surpresa. Geralmente, os recém-papás preferem ser consultados acerca das visitas;

b) não se incomode nem se constranja. Seja claro com as visitas acerca daquilo que vocês pais desejam.

10) Peça ajuda:

a) pedir ajuda não é sinal de fraqueza! Peça ajuda para pequenas tarefas aos familiares e amigos que vos rodeiam;

b) o pai deve ser envolvido nos cuidados ao recém-nascido. Os pais devem estar alinhados no cumprimento das tarefas e devem partilhar os medos e as vitórias.

Veja também: