Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
27 Ago, 2020 - 16:15

BTT no Douro: 275 quilómetros a pedalar numa rota monumental

Mónica Carvalho

O Douro vai ter uma nova e longa rota para conhecer a região de bicicleta. Saiba tudo sobre a Grande Travessia BTT no Douro Internacional e Vinhateiro.

Grande Travessia BTT do Douro Internacional e Vinhateiro

Não é um percurso para principiantes, mas seguramente valerá a pena todo o esforço: foi aprovada a candidatura feita pela Associação de Municípios do Douro Superior (AMDS) ao Turismo de Portugal para a criação da Grande Travessia BTT no Douro Internacional e Vinhateiro que passará pelos concelhos de Carrazeda de Ansiães, Figueira de Castelo Rodrigo, Freixo de Espada à Cinta, Miranda do Douro, Mogadouro, Torre de Moncorvo e Vila Nova de Foz Côa.

Este novo percurso vai cruzar três rios, Douro, Sabor e Tua e sete concelhos desde o Alto Douro Vinhateiro à área protegida do Douro Internacional, pelo que uma coisa é garantida: seja ou não um ciclista experiente, as paisagens singulares e soberbas do Douro vão entusiasmar qualquer um e vão ser o combustível que precisava para ganhar coragem para pedalar nesta aventura.

A Grande Travessia BTT terá uma extensão de 275 km. Será um equipamento para prática de BTT a nível nacional e internacional, que oferece aos praticantes um contacto privilegiado com um vasto território, nas melhores condições técnicas e logísticas para a prática do cicloturismo”, explica à Lusa, citado pelo Público, Nuno Trigo, secretário geral da AMDS.

A candidatura tem um valor total de 389.698,56€, sendo comparticipada em 70% pela Linha de Apoio à Valorização do Interior, do Turismo de Portugal, e 30% pela AMDS.

Em Torre de Moncorvo, o percurso conta com uma extensão de 45 km, dos quais 23 coincidem com o percurso da Grande Rota 36 – um dos trilhos mais bonitos do país e dando a conhecer lugares tão incríveis como Maçores, Foz do Sabor, Cabanas de Baixo, Cabeça Boa e Lousa.

BTT no douro: O que precisa de saber

bicicleta BTT

As Grandes Travessias são percursos de bicicleta longos que, como tal, podem durar vários dias e que têm como principal característica o facto de passarem sempre por territórios de elevado valor cultural e paisagístico.

Habitualmente são desafios para praticantes com experiência, mas poderá sempre adaptar as circunstâncias à sua disponibilidade e ritmo.

A AMDS e os municípios associados pretendem criar um equipamento de excelência, que possua qualidade reconhecida nacional e internacionalmente, e que ofereça aos praticantes um contacto privilegiado com a região, com as melhores condições técnicas e logísticas para a prática de BTT.

Como tal, o circuito de 275 quilómetros será repartido por seis etapas, cada uma com início e fim em cada um dos concelhos da AMDS. Em cada um, haverá centros de apoios aos praticantes que vão dispor de balneários, sanitários e estações de serviço para a lavagem de bicicletas. De igual modo, ao longo do percurso serão instalados 20 pontos intermédios tendo em vista o contacto com as populações e dinamização da economia local.

Para os responsáveis dos seis municípios do Douro Superior, esta ação tem também como objetivo “dar um contributo para que o Parque Natural do Douro Internacional e o Alto Douro Vinhateiro se afirmem cada vez mais como um destino turístico de excelência, no âmbito do Turismo de Natureza”.

Novo no BTT? Então, tome nota

A modalidade teve início em França, com um grupo denominado Velo Cross Club de Paris, em 1951, que fazia passeios e exibições públicas em bicicletas com rodas de 650mm de diâmetro, tendo-lhes adicionado outros acessórios, nomeadamente suspensões.

O BTT refere-se, assim, à bicicleta todo o terreno ou bicicleta de montanha, que permite praticar um desporto cheio de aventura, com o objetivo de transpor diferentes percursos com várias irregularidades e obstáculos.

Praticá-lo exige que esteja familiarizado com uma bicicleta e com terrenos irregulares e difíceis. Nesse sentido, precisa de alguns equipamentos, além da bicicleta BTT, nomeadamente capacete, luvas e proteções, óculos, retrovisores, buzinas e faróis, roupas adequadas e coletes refletores.

Comece já a treinar para poder percorrer esta grande e bonita aventura que será a Grande Travessia BTT no Douro Internacional e Vinhateiro.

Veja também