Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Graça
Ana Graça
04 Out, 2018 - 13:00

Rottweiler: uma raça potencialmente perigosa ou nem por isso?

Ana Graça

Apesar dos cães da raça Rottweiler serem considerados potencialmente perigosos, parecem ser bastante meigos e obedientes quando bem-educados. Saiba mais!

Rottweiler: uma raça potencialmente perigosa ou nem por isso?

Originária da Alemanha, a raça de cães Rottweiler está frequentemente envolta em grande polémica e acesa discussão acerca do seu potencial para a agressividade. Vamos descobrir se esta é efetivamente uma raça perigosa e conhecer as suas características mais específicas.

Conhece a raça Rottweiler?

Vigorosos e com proporções harmoniosas, os cães da raça Rottweiler são excelentes cães de guarda mas também ótimos animais de companhia. Habitualmente extremamente afeiçoados e dedicados aos seus donos, os Rottweiler tendem inclusive a ser extremamente pacientes com as crianças com quem convivem.

De aspeto robusto e resistente, gostam de dominar e mostrar o seu forte temperamento. No entanto, para além de ser valente, imponente e potencialmente perigoso com estranhos em determinadas circunstâncias, quando firmemente educado, o cão da raça Rottweiler pode ser extremamente obediente e equilibrado, não evidenciando sinais de agressividade.

Com uma força acima da média, o peso dos cães da raça Rottweiler costuma variar entre os 41 e os 50kg e a altura oscila entre os 56 e os 60 centímetros. A esperança média de vida destes caninos é de cerca de 12 anos.

os cães da raça Rottweiler são excelentes cães de guarda

Principais características físicas dos cães da raça Rottweiler

a) Cabeça

  • Crânio largo e arredondado;
  • Maxilares poderosos;
  • Lábios cerrados e de cor preta;
  • Dentição forte e completa.

b) Olhos

  • Médios e arredondados;
  • De cor castanha escura.

c) Orelhas

  • Altas e triangulares;
  • Muito afastadas uma da outra;
  • Tendem a cair para a frente.

d) Corpo

  • É um cão encorpado, de pescoço forte;
  • Peitoral grande e desenvolvido;
  • Lombo curto;
  • Membros bastante musculados;
  • Unhas pretas.

e) Pelo

  • Comprimento médio;
  • Preto com marcas cor de fogo em algumas zonas.

f) Cauda

  • Cortada ou conservada.

Complicações de saúde associadas à raça Rottweiler

Algumas das complicações de saúde mais frequentemente encontradas nos cães desta raça são:

1. Displasia da anca

Patologia ortopédica comum em raças grandes e gigantes, tem como principais sinais de alerta: rigidez; intolerância ao exercício; dificuldade para se levantar, sentar ou para se deitar; dificuldade para subir escadas ou para entrar ou sair do carro; dor; galopar com os dois membros posteriores em simultâneo.

2. Cancro

Predisposição elevada para desenvolverem cancro ósseo, devido à larga estrutura dos ossos.

3. Anomalias do aparelho ocular

Algumas das anomalias oculares mais comuns são: cataratas; atrofia progressiva da retina (doença degenerativa que causa à cegueira noturna e pode até originar cegueira total); entrópio canino (quando a pálpebra gira para o interior do olho).

4. Parvovirose

O parvovírus infeta as células que se dividem rapidamente, o que resulta na sua destruição, causando um quadro clínico caracterizado por vómito, diarreia hemorrágica, desidratação e leucopenia (redução no número de leucócitos).

Complicações de saúde associadas à raça Rottweiler

Cuidados importantes a não esquecer!

a) Devido às suas características físicas, os cães da raça Rottweiler exigem um espaço amplo e requerem muito exercício físico;

b) Não devem estar fechados em casa, nem presos;

c) Devem ser escovados com regularidade, de forma a remover a sujidade;

d) Sofrem muito com o calor. Os donos devem garantir a disponibilidade de água fresca e limpa e de espaço abrigado;

e) A vacinação e a desparasitagem são cuidados que não devem ser negligenciados;

f) Para além dos cuidados acima descritos, as visitas ao veterinário devem ser efetuadas de forma rotineira.

Será esta uma raça potencialmente perigosa?

Apesar de a lei definir uma lista clara de raças com maior predisposição para a agressividade, para as quais estão definidas uma série de medidas a cumprir, parece ser mais correto falar em cães perigosos, ou seja, aqueles que apresentam história de comportamento agressivo, e não somente em raças perigosas.

Todavia, é sabido que algumas raças representam um risco aumentado para a agressividade, devido às suas características físicas e à sua herança genética. Assim, ao escolher um companheiro canino é importante ter em conta qual o objetivo pretendido, o tempo e o espaço de que cada família dispõe, e garantir a correta sociabilização e educação do companheiro de 4 patas desde cedo.

Por fim, maus donos parecem ser mais comuns do que maus cães e podem potenciar a agressividade nos animais. Maus donos são todos aqueles que não alimentam, não higienizam, nem atendem aos cuidados de saúde que o animal requer, e aqueles que punem sem critério, que recorrem à violência frequentemente e que incentivam à violência.

Em suma

O Rottweiler é um excelente cão de companhia, de guarda e de trabalho, tendo outrora sido protetor e condutor de grandes rebanhos. Os cães desta raça são ágeis, corajosos, autoconfiantes, resistentes e atentos a tudo o que se passa ao seu redor. Sendo fortes e robustos, o seu registo e licenciamento é obrigatório, por integrarem a lista das raças potencialmente perigosas. Todavia, quando bem-educados, tendem a ser amigáveis e obedientes.

Veja também