Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Bárbara do Carmo
Bárbara do Carmo
27 Dez, 2019 - 16:40

Santiago de Compostela: guia completo para peregrinos

Bárbara do Carmo

Fazer o caminho que leva até Santiago de Compostela é o sonho de muita gente, pelo menos uma vez na vida. Conheça tudo e ponha pés ao caminho.

Peregrina em Santiago de Compostela

Santiago de Compostela é um destino de peregrinação milenar, com trilhos espalhados por toda Europa. Uma viagem de reflexão que junta aventura, convívio e introspecção, para além de trilhar estradas incríveis.

Neste guia vamos falar-lhe da cidade, da lenda, dos momentos, mas também dos caminhos portugueses e europeus, para além de dicas importantes caso um caminho de Santiago esteja nos seus planos. Prepare a mochila e embarque nesta viagem.

Antes de embarcarmos pelos ditos caminhos de Santiago, vamos explorar a cidade – a gastronomia, os monumentos e a vida que pulsa pelas ruas cravadas de história. Uma cidade que vale a pena, além da peregrinação.

Santiago de compostela, capital da galiza

Catedral de Santiago de Compostela

Santiago de Compostela cresceu em torno da religião e do catolicismo. A universidade e o turismo religioso são setores importantes na economia da capital da Galiza, fundada no século IX.

Altiva e tristonha do topo da sua arquitectura barroca, de pedra suja pelo tempo, a cidade, cujo centro é Património Imaterial da UNESCO desde 1985, tem muitos encantos para além das suas fachadas.

Com uma vida única que enche esplanadas nos dias e noites de Verão, Santiago de Compostela vive entre o misticismo e a realidade – terra de santos e de bruxas, que merece uma visita.

Conheça todos os Caminhos de Santiago em Portugal

Visitar Santiago é comer tapas, bem à moda espanhola. É saltar de café em restaurante e provar as melhores iguarias da região, que vão desde o marisco, aos queijos, passando pelos famosos vinhos de Rías Baixas.

Visite o Mercado Abastos, que se faz desde 1941, onde pode encontrar desde legumes aos tradicionais enchidos espanhóis, para além de artesãos que trabalham madeira, peles e outros materiais.

Mas visitar Santiago de Compostela, é também perder-se no centro histórico medieval cheio de pormenores únicos, que vão tornar qualquer passeio digno de relato histórico.

Viva a noite galega na rua, como qualquer espanhol: à noite, as ruas enchem-se de músicos e de espetáculos itinerantes (de marionetes, teatro ou dança) que dão uma outra vida e encanto à cidade.

A lenda por trás da história

Apesar da movida dos dias de hoje, Santiago de Compostela cresceu à sombra do discípulo São Tiago (Santiago), que veio da Palestina evangelizar a Península Ibérica.

Conta a história que São Tiago chegou a Espanha, num barco de transporte de ouro e estanho. Ao atracar, rapidamente o discípulo de Jesus Cristo começou a espalhar a boa nova, até ter sido condenado à decapitação por Herodes Agripa I, tornando-se o primeiro discípulo mártir.

A lenda vem depois da sua morte. Santiago foi levado por dois discípulos para ser enterrado nos confins da Galiza. No século IX, várias noites seguidas de chuvas de estrelas, testemunhadas por um eremita dos bosques Pelaio, foram a motivação para o bispo de Iria Flávia, Teodomir, mandar escavar a zona, até ser encontrada uma arca em mármore com os restos mortais, que se julgam do discípulo São Tiago.

Daqui para a frente foi o homem a construir a Lenda. Foram construídas 3 igrejas em sua memória, que começaram logo a ser destino de peregrinação, até ao reinado de Afonso III que mandou construir a majestosa catedral que hoje conhecemos.

Daí em diante, até aos nossos dias, o passa a palavra, a evangelização, fez o resto, e cada vez mais peregrinos foram chegando a Santiago de Compostela, transformando a cidade no 3º lugar santo imediatamente depois de Jerusalém e Roma.

Peregrinos na marca de Santiago

Os monumentos a não perder

É neste misticismo que a cidade vive desde a sua fundação. A Catedral de Santiago, entre o neoclássico, o barroco, o gótico e o romântico é majestosa.

Observe as fachadas exteriores e entre acompanhado de um audioguia e a visita fará mais sentido. Na zona da Catedral há várias praças como a do Obradoiro, a Quintana e a d’O Toural, com várias esplanadas e cafés.

Em pleno coração da cidade passeie pelos exuberantes Jardins da Alameda. O Parque San Domingos de Bonaval também merece visita, uma antiga quinta dominicana com cemitério e mesmo ao lado do Panteão de galegos ilustres.

Conheça todas as rotas do Caminho fora de Portugal

Na cidade velha, digno de registo fotográfico o antigo Hospital Barroco e a Igreja do Convento de San Agostiño. Lado a lado com a magnificência da história e da religião, Santiago de Compostela foi-se afirmando como um pólo central da cultura galega. Prova disso mesmo é Centro Galego de Arte Contemporânea, desenhado por Siza Vieira, e o Palacio de Congresos e Exposicións de Galicia.

Onde comer

Para além do marisco, a tarte de amêndoa é outra das iguarias que não pode perder numa visita a Santiago de Compostela. O restaurante Orrela com um ambiente informal é uma boa opção para comer os mariscos tão famosos da região.

Outra opção é o Bierzo Enxebre Sl. Mas acima de tudo explore a zona central da cidade, restaurantes para todos os bolsos e gostos não vão faltar.

Dicas para pedalar até Santiago de Compostela

Onde ficar

Pernoite na Quinta da Auga Hotel Spa Relais & Châteaux ou no Parador de Santiago – Hostal Reis Católicos e embarque no ambiente de cruzados, reis e rainhas. A preços mais modestos o Hotel Montenegro Compostela é uma boa opção.

Depois de perceber bem qual será o seu destino, é ganhar coragem e embarcar pelos caminhos de peregrinação – Caminhos de Santiago, que exploramos nos próximos ‘capítulos’ deste guia de bolso.

Veja também