Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Helena Peixoto
Helena Peixoto
14 Jan, 2020 - 10:55

Conheça as ideais temperaturas para lavar a roupa para que nunca mais tenha dúvidas

Helena Peixoto

Malhas, roupas claras e escuras ou tecidos mais sensíveis: saiba quais as melhores temperaturas para lavar roupa e torne-se um verdadeiro expert.

temperaturas para lavar a roupa

A forma como definimos escolhemos as temperaturas para lavar a roupa tem consequências diretas tanto na eficiência com que ficam limpas como nas propriedades das mesmas.

É muito importante conhecer as principais recomendações de temperatura para os principais tipos de peças e de tecidos, sob pena de vir a estragar a sua peça de roupa favorita. 

Vamos a isso? 

As temperaturas para lavar a roupa que precisa conhecer 

Quente, morna, fria… São muitas as dúvidas na hora de selecionar as temperaturas para lavar a roupa. Afinal, são tantos os tipos de materiais e as particularidades de cada peça que acabamos por ficar confusos no meio de tanta informação. 

Por isso mesmo, preparamos um pequeno guia que o pode ajudar na lide diária das suas peças. Não obstante das principais indicações, nunca se esqueça de ler as etiquetas de todas as peças. São elas as melhores formas de saber exatamente a que a peça em causa pode ou não ser sujeita. 

Numa primeira abordagem, a escolha entre água quente, morna ou fria varia consoante três importantes fatores: quantidade e intensidade das nódoas; tipo de tecido e, finalmente, a maior ou menor resistência da cor. 

Vamos então percorrer cada um destes tópicos e partilhar consigo as melhores dicas no que à temperatura da água para lavagem diz respeito. 

preparar roupa para lavar

Intensidade das manchas e higienização 

A regra é esta: quanto mais suja estiver a roupa, mais quentes devem ser as temperaturas para lavar a roupa. As roupas de cama e as toalhas, por exemplo, devem ser lavadas a altas temperaturas (60º), uma vez que só assim se garante que ficam devidamente higienizadas. 

O mesmo deve ser aplicado a peças que tenham manchas muitos intensas como relva, terra, sopa e outros resíduos mais teimosos. Claro que tudo isto deve ser equilibrado com o tipo de tecido em questão e cujo tema vamos abordar de seguida. 

Temperaturas para lavar a roupa consoante o tipo de tecido 

Fibras sintéticas 

Tudo o que seja fibra sintética, como poliéster, mistura de materiais e algodão sintético, é mais resistente e pode ser lavado com temperaturas mais elevadas.

As fibras sintéticas aguentam uma lavagem de águas mais quentes, até 60º. Além disso, ao escolher água quente, tem a vantagem de que as roupas não ficam tão enrugadas. 

Fibras naturais e tecidos mais sensíveis 

Falamos de peças de roupa tricotadas, de lã, crochet, seda ou outras mais delicadas. E estas devem seguir uma de duas abordagens: ou uma lavagem à mão e com temperatura fria (30 graus), ou então na máquina, num ciclo para roupas sensíveis, no máximo a 40ºC. Isto porque estas peças são muito suscetíveis de se danificar e de encolher as suas fibras. 

Pretos e brancos: a que temperatura regular a lavagem? 

Neste capítulo, a grande lição que deve memorizar é a de que não deve misturar pretos com bancos, até porque à medida que aumenta a temperatura de lavagem, o risco de tingir é maior. 

Independentemente da temperatura escolhida, as peças brancas devem sempre ser lavadas separadamente; já as pretas podem ser misturadas numa máquina de cores mais escuras.

Quanto às temperaturas para lavar a roupa, tudo vai depender do tipo de tecido em questão.

Os perigos de escolher as erradas temperaturas para lavar a roupa 

São vários os perigos associados a escolher as temperaturas para lavar a roupa desadequadas. E sim, existem perigos tanto para a água fria como para a quente, quando utilizadas erradamente. 

No caso das temperaturas quentes, existe o risco de encolher as peças de roupa e também uma maior probabilidade de tingir alguns têxteis.

Já no caso das temperaturas frias, o grande risco passa por não garantir uma real eficiência na eliminação das manchas mais teimosas e por não garantir uma correta eliminação de ácaros e possíveis micróbios.  

E nunca se esqueça: apesar de todas as orientações e indicações gerais que lhe possamos dar, existe um passo que nunca deve ser passado à frente: a verificação da etiqueta de cada peça. Ela é o bilhete de identidade dessa peça em questão e vai dizer-lhe especificamente as melhores temperaturas para lavar a roupa.

Veja também