Márcio Matos
Márcio Matos
19 Ago, 2019 - 11:00
Torre de Moncorvo: subir ao Douro com repasto no Lagar

Torre de Moncorvo: subir ao Douro com repasto no Lagar

Márcio Matos

O Lagar, em Torre de Moncorvo, é o melhor lugar para usufruir de uma saborosa refeição transmontana. Vá até lá e fique deliciado com os pratos tradicionais.

O artigo continua após o anúncio

O Lagar é um belo restaurante localizado em Torre de Moncorvo. Portugal possui muitos espaços que servem boa comida tradicional, mas haverá poucos que consigam apresentar a excelência da cozinha transmontana, como O Lagar faz.

Trata-se de um espaço onde, a preços razoáveis, pode usufruir de uma experiência gastronómica de grande valor e que irá confortar o seu corpo e a sua alma.

Não perca O Lagar em Torre de Moncorvo

Torre de Moncorvo

Este restaurante tão peculiar proporciona uma experiência gastronómica completamente imperdível, onde pode apreciar o melhor da comida tradicional portuguesa, nomeadamente a verdadeira cozinha transmontana. O Lagar é o melhor lugar da região para usufruir de uma bela refeição. O ambiente familiar, acolhedor e extremamente agradável ficará para sempre na memória de quem visita este espaço, onde cada refeição é um repasto.

O espaço

Situado em pleno Centro Histórico de Torre de Moncorvo, este restaurante foi outrora uma adega . Possui uma experiência de três décadas e tornou-se numa referência para a região. Fazendo parte do antigo lagar de azeite que deu nome ao restaurante, este espaço reúne diversas particularidades que o tornam muito especial.

O Lagar é um restaurante que, além de disponibilizar boa comida, proporciona uma experiência completa. A estratégia de manter na sua decoração alguns elementos da época em que a azeitona detinha todo o protagonismo no espaço revelou-se extremamente acertada.

A decoração em tons castanhos, aliada à madeira robusta que serve de suporte ao telhado, assim como as paredes em pedra, tornam o restaurante num maravilhoso ponto de partida para viajar até “ao mundo do antigamente”, sentindo-se um toque regional ímpar. Estes traços antigos tornam ainda mais emblemáticos os sabores dos pratos, pois a experiência não se esgota apenas na comida.

As caraterísticas deste restaurante permitem reunir, na mesma área, cerca de 110 pessoas, o que faz com que ele seja requisitado para eventos especiais como casamentos, batizados, encontros de empresas, festas de aniversário ou outras e, mesmo, despedidas de solteiro. Além disso, há ar-condicionado, máquina de cigarros e estacionamento à disposição dos clientes.

O menu, com a posta à cabeça

São várias as recomendações gastronómicas que podem ser feitas. As entradas são a melhor forma de iniciar a refeição e optar pelo queijo azeitado acaba por ser uma forma de participar na homenagem ao espaço que foi um lagar de azeite. Outra boa opção são os cogumelos salteados.

O artigo continua após o anúncio

O pernil cozido com casulas, as favas guisadas com entrecosto, a cabidela (de galinha caseira) e o ensopado de javali são pratos frequentemente recomendados.

No Lagar também pode encontrar grande diversidade de peixe fresco (tais como trutas, carapaus e safio grelhados). Porém, a famosa posta à Lagar é uma das preferências de quem visita o espaço. Para adoçar a boca, pode escolher um arroz doce ou uma mousse de chocolate. Mas por que não optar pelos doces tradicionais ou pelo queijo da região com degustação de compotas locais?

Conhecer Torre de Moncorvo

Torre de moncorvo

Torre de Moncorvo possui um património rico e diversificado que vale a pena ficar a conhecer.

Património Arquitetónico

Neste campo, merecem especial menção a Igreja Matriz de Torre de Moncorvo de estilo renascentista e que demorou cerca de 100 anos a ser terminada. Foi classificada como monumento nacional, em 1910. Outros imóveis classificados, desta feita como de interesse público, são a Igreja da Misericórdia, Capela de Nossa Senhora dos Remédios, Capela do Sagrado Coração de Jesus, a Capela de S. António, a Capela de Nossa Senhora dos Prazeres e o Pelourinho de Torre de Moncorvo.

Na vila, é ainda possível conhecer outros edifícios e locais de interesse como: capela do Espírito Santo, Capela de Nossa Senhora da Esperança, Chafariz Filipino, Chafariz de Santo António, Fonte de Santiago, Chafariz das Aveleiras, Fonte de Carvalho, solar dos Pimenteis, Solar dos Tenreiros, Solar do Barão de Palme, Biblioteca Municipal, Solar dos Guerras, Solar de Santo António, Solar dos Gouveia de Vasconcelos, Casa da Avó, Antigo Hospital D. Amélia, casa Leopoldo Henriques, casa da Roda, casa de Violante Gomes (a Pelicana).

Património Arqueológico

A freguesia de Torre possui diversos pontos de interesse arqueológico. Os vestígios do castelo, o sítio Arqueológico da Alfarela, o Cabeço dos Apostolónios, as gravuras rupestres pré-históricas de Vale de Seixo e do Rego da Lousa; o povoado romano na Quinta das Casas Queimadas; e as ruínas da capela medieval de Santa Clara são alguns exemplos de símbolos do património arqueológico da região.

Património Natural

Para os amantes da Natureza, nada como desfrutar dos rios Sabor e Douro e da belíssima Serra do Roboredo. Além disso, vale a pena espreitar os miradouros da Fraga do Facho e de Santa Leocádia e, ainda, percorrer os vários trilhos da Serra.

Veja também:

O artigo continua após o anúncio
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp