Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Silva
Inês Silva
02 Dez, 2019 - 11:52

7 apoios ao empreendedorismo que tem de conhecer

Inês Silva

Tem uma ideia de negócio mas não possui o necessário para lhe dar asas? Conheça diversos apoios ao empreendedorismo!

apoios ao empreendedorismo

Há mil e uma ideias que não se concretizam por mil e uma faltas de apoio. Seja a nível financeiro, fiscal, jurisdicional ou simplesmente a nível técnico, os apoios ao empreendedorismo são extremamente úteis e indispensáveis para a concretização de pequenas ideias que podem mudar o mundo.

São vários os desafios que, ao se decidir pela criação do seu próprio negócio, vai ter que superar. Não basta ter uma boa ideia, esta é uma decisão que, para avançar, exige muita ponderação, investigação, planeamento e, sobretudo, muita determinação.

É verdade que há vários aspetos a ter em conta, sendo que, provavelmente, as maiores preocupações são conseguir o investimento inicial e ultrapassar a burocracia legal para a criação da própria empresa.

No entanto, ainda que lhe pareça complicado, não desista da ideia de negócio. Nós poupamos-lhe o trabalho e reunimos uma série de apoios dos quais pode usufruir para se tornar num empreendedor de sucesso!

APOIOS AO EMPREENDEDORISMO: 7 ALTERNATIVAS

trabalho de equipa

1. Ninhos de empresas

Este programa, fomentado pela Fundação da Juventude, já possui mais de 20 anos de existência e já permitiu criar e desenvolver cerca de 500 empresas e empregar mais de 2500 pessoas.

O que é que são os Ninhos de empresas? São espaços físicos de incubação onde existe apoio técnico, material e logístico para uma empresa que começou a dar os primeiros passos há pouco tempo.

Onde é que pode encontrar este Ninho de empresas? No Porto, na Rua de Costa Cabral n.º 575.

Uma dica extra: no Portal da Juventude também pode encontrar diversa informação sobre programas e apoios públicos de promoção do empreendedorismo qualificado e do empreendedorismo jovem.

2. ANJE

A Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) também disponibiliza uma série de apoios ao empreendedorismo para quem pretende entrar neste mundo de inovação.

Mesmo que não sejam promovidos pela própria associação, é possível encontrar no site oficial alguns apoios que podem fazer toda a diferença para apoiar a sua pequena e simples ideia. Pode encontrar “apoio técnico à criação e consolidação de projetos” ou uma série de linhas de financiamento e apoios financeiros através de microcréditos para criar ou desenvolver empresas.

3. ANDC

A Associação Nacional de Direito ao Crédito também pode assumir um papel importante para quem pretende tornar-se um jovem empreendedor.

O acesso ao microcrédito pode fazer toda a diferença para quem necessita de alguma forma de financiamento para investir. Contudo, não deixe de se informar muito bem acerca destas linhas de financiamento para que consiga criar um empreendimento sustentável e solvente.

4. Garantia Jovem

O portal Garantia Jovem também disponibiliza algumas medidas de apoio ao empreendedorismo que pode explorar. Algumas que já falámos acima, outras relacionadas com áreas muito específicas do mercado, mas medidas que o podem ajudar a criar o seu próprio emprego ou empresa!

5. IEFP

Também o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) disponibiliza apoio a vários níveis para quem se pretende tornar num empreendedor.

Como já falámos acima de apoio a jovens e apoio ao microcrédito, queremos só chamar à atenção ao apoio técnico disponibilizado pelo IEFP através da medida “Apoio Técnico à Criação e Consolidação de Projetos. É de aproveitar!

6. IAPMEI

O IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação é um instituto público que tem por missão promover a competitividade e o crescimento empresarial, visando o reforço da inovação, do empreendedorismo e do investimento empresarial.

Na página do IAPMEI estão reunidos os vários apoios ao empreendedorismo, para pequenas e médias empresas, distribuídos pelas seguintes áreas:

  • Empreendedorismo e Inovação;
  • Incentivos e Financiamento;
  • Apoio Empresarial e Formação;
  • Indústria e Sustentabilidade;
  • Qualificação e Certificação;
  • Revitalização e Transmissão.

7. Portugal 2020

Trata-se de um programa de apoio comunitário às empresas, sucessor do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, que disponibiliza às empresas do país um total de 25 mil milhões de euros até 2020.

Os objetivos do Portugal 2020 são promover a competitividade e a internacionalização do tecido empresarial português (PME em especial):

  • Impulsionar a produção de bens e os serviços transacionáveis;
  • Aumentar o emprego;
  • Reduzir a pobreza, a exclusão social e as desigualdades regionais.

O Portugal 2020 tem como principais áreas os seguintes pontos:

  • Competitividade e Internacionalização;
  • Inclusão Social e Emprego;
  • Capital Humano;
  • Sustentabilidade e Eficiência no uso de recursos.

Os programas operacionais do Portugal 2020 dividem-se pelas seguintes zonas geográficas:

  • Norte;
  • Centro;
  • Lisboa;
  • Alentejo;
  • Algarve;
  • Açores;
  • Madeira.

Agora que já conhece algumas das alternativas para procurar ajudas de financiamento e ferramentas úteis para a criação do seu próprio negócio, não perca mais tempo e concretize a sua ideia. Ficamos a torcer por si, boa sorte!

Veja também