Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marta Maia
Marta Maia
07 Abr, 2020 - 08:00

Como receber apoios da Segurança Social por transferência bancária

Marta Maia

Além de cómodo, receber as prestações da Segurança Social por transferência bancária é agora mais útil do que nunca. Veja, passo a passo, como aderir.

receber prestações da segurança social por transferencia bancaria

Se todos os meses espera mais do que gostava para receber os apoios sociais a que tem direito, saiba que, se aderir ao pagamento por transferência bancária, tudo se torna mais rápido e o dinheiro entra quase imediatamente na sua conta.

Além disso, no atual contexto de emergência nacional e isolamento social esta é a forma mais cómoda e segura de receber os seus pagamentos sem ter de sair de casa.

Se não sabe como receber as prestações da Segurança Social por transferência bancária, nós ajudamos. De seguida encontra o passo a passo para aderir aos pagamentos por esta via.

Passo a Passo para receber os subsídios sociais por transferência

Homem levanta diheiro num caixa multibanco

Se é pensionista ou recebe subsídios de desemprego, doença, parentalidade ou abono de família pode optar pelo pagamento destas prestações da Segurança Social por transferência bancária.

A adesão pode ser feita de três formas: pela internet, pelos correios ou presencialmente, embora no momento esta última opção seja, naturalmente, desaconselhada.

No caso dos apoios extraordinários às famílias que tenham de prestar assistência a filhos devido ao encerramento das escolas e aos trabalhadores independentes que tenham perdido rendimentos na sequência do contexto atual, os respetivos pagamentos da Segurança Social serão feitos exclusivamente por transferência bancária.

Veja então de seguida, como proceder, para aderir a este modo de pagamento.

Pela internet

Para aderir online ao pagamento dos subsídios sociais por transferência bancária deve:

  1. Registar-se na Segurança Social Direta (vai precisar do seu número de beneficiário, que está nas costas do Cartão de Cidadão);
  2. Entrar na plataforma da Segurança Social Direta, autenticando-se com as credenciais que escolheu durante o registo;
  3. No ícone “Perfil”, no canto superior direito do ecrã, selecione a opção “Conta Bancária”;
  4. Insira o NIB da conta para onde quer que a Segurança Social passe a transferir os apoios sociais

Uma vez submetido o formulário com todos os campos preenchidos, a adesão ao sistema de transferência bancária tem efeito imediato, o que significa que os apoios do próximo mês já vão cair diretamente na sua conta.

Por correio

Pode também fazer o pedido, para receber as prestações da Segurança Social por transferência bancária, através do correio:

  1. Faça o download do formulário do modelo MG 02-DGSS;
  2. Preencha o documento;
  3. Anexe ao formulário um comprovativo bancário da conta para onde quer que o Estado envie o valor dos apoios sociais. São aceites os seguintes documentos:
    • Declarações bancárias onde conste o NIB
    • Fotocópias da primeira folha da caderneta bancária
    • Fotocópias de cheques em branco
  4. Envie tudo para a morada do balcão de atendimento da Segurança Social da sua área de residência.

Neste caso, é natural que a adesão demore uns dias a ser formalizada, pelo que não é garantido que o primeiro apoio social pago logo depois do envio do formulário já seja transferido para a sua conta.

Presencialmente

Caso prefira tratar de tudo presencialmente, o que no atual contexto de emergência nacional e isolamento social não só não é aconselhável como pode exigir marcação prévia, terá de:

  1. Procurar o balcão de atendimento da Segurança Social da sua área de residência;
  2. Solicitar o formulário do modelo MG 02-DGSS;
  3. Preencher o formulário e entregar ao balcão, juntamente com um comprovativo bancário da conta para onde quer que o Estado envie o valor dos apoios sociais. Neste documento deve constar o NIB dessa conta, pelo que são aceites:
    • Declarações bancárias onde conste o NIB
    • Fotocópias da primeira folha da caderneta bancária
    • Fotocópias de cheques em branco

Nestes casos, a adesão não tem efeito imediato e é possível que tenha de esperar vários dias até que o seu pedido seja processado pela Segurança Social. Se entretanto ocorrer algum pagamento de apoios sociais, o mais provável é que ainda o receba da forma antiga.

As vantagens de receber os apoios sociais diretamente na conta

Não é por acaso que cada vez mais pessoas optam por receber as prestações da Segurança Social por transferência bancária. O processo tem muitas vantagens, das quais destacamos:

  • a rapidez (transferência quase imediata);
  • a segurança (não há risco de transvio, roubo nem fraude);
  • o controlo facilitado (é fácil controlar, pelo extrato da conta, as datas de pagamento e os montantes que recebeu);
  • a estabilidade (os pagamentos chegam sempre nas datas anunciadas, nunca depois);
  • a independência (não fica sujeito à qualidade e rapidez do serviço dos correios).

Além de todas estas vantagens, somam-se outras mais específicas:

  • é melhor para quem está de baixa, por exemplo, porque não tem de sair de casa para receber o dinheiro do subsídio de doença;
  • é melhor para os subsídios de parentalidade (que chegam junto com todos os outros apoios, sem confusões);
  • é melhor para os idosos, que não têm de andar na rua com dinheiro nem correm o risco de serem seguidos e/ou vigiados por ladrões.
Veja também