Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
12 Fev, 2020 - 15:20

Sabe quais são as cores de carros mais vendidas no mundo?

André Freitas

Quais serão as cores de carros mais vendidas? Que fatores pode a cor de um carro influenciar? Porque é que as cores “vivas” estão na moda? Saiba tudo.

parque de estacionamento com carros

Quer surja a questão entre um debate de amigos, quer pretenda informar-se para seguir a tendência, ou até mesmo para evitá-la, saber quais são as cores de carros mais vendidas no mundo pode ter várias finalidades. Afinal de contas, o saber não ocupa lugar.

Felizmente, nos dias que correm, cada vez temos mais cores de carros para escolher. No entanto, nem sempre foi assim. Aliás, segundo afirmava Henry Ford: “Qualquer cliente pode ter um carro pintado de qualquer cor que desejar, desde que seja preto.”

Na altura em que proferiu esta célebre frase, em 1909, o Ford T era o único automóvel produzido em massa, e à data, oferecer veículos de diferentes cores seria muito dispendioso. Henry Ford, o fundador da marca americava, prezava muito a eficiência, incluindo a de custos.

Atualmente, o desenvolvimento tecnológico permite uma maior variedade de oferta no que diz respeito a cores de automóveis. Um carro novo pode ter, nos dias de hoje, uma vasta panóplia de cores disponíveis de série, ou, em alguns casos, sobretudo nas marcas mais excêntricas, pintar um automóvel com uma cor exclusiva produzida a partir de uma amostra.

Sabia que, através também da análise das cores dos carros mais vendidas, é possível tirar conclusões sobre a desvalorização, a probabilidade de terem acidentes e de serem roubados?

Faz ideia também o porquê das marcas estarem a apostar cada vez mais nas corres vivas e garridas nas apresentações dos seus modelos? Conheça todas as respostas neste artigo.

Mercado automóvel: quais são as cores de carros preferidas dos condutores?

Tendo por base o Relatório Global de Popularidade de Cores de Automóveis da Axalta, é possível encontrar um padrão das cores mais utilizadas pelos automóveis no Mundo, e em particular, na Europa.

Cores de carros mais vendidas no Mundo

Hyundai Ioniq
O branco é a cor que domina as vendas mundiais.

Há 10 anos, a cor preferida dos consumidores era, sem sombra de dúvidas, a cinzenta. Cerca de 26% dos carros vendidos tinham esta cor. No ano seguinte, isto mudou.

O branco é agora o tom mais popular pelo nono ano consecutivo. Cerca de 38% dos carros vendidos em todo o mundo são brancos.

Em 2º lugar, com uma percentagem de 19%, encontramos o preto.

De seguida, e a fechar o pódio, a preferência recai sobre os carros cinzentos, com 13% da quota de mercado.

Devemos destacar ainda, por último, a cor prateada que representa 10% das preferências dos consumidores e que, embora distinta, poderá ser agregada aos tons de cinzento.

No total, estas quatro principais cores representam 80% do total de preferências no que diz respeito a cores de automóveis. Estas cores são consideradas neutras, o que deixa apenas uma pequena percentagem para os automóveis mais coloridos.

No entanto, América do Norte, América do Sul e África, a procura por carros de outras cores tem aumentado, com os carros azuis a perfazerem já um total de 10% das preferências. Os tons de azul variam, principalmente, entre azul marinho escuro, azul médio denim e azul médio a verde claro.

Os tons de bege/castanho e amarelo/dourado perfazem já um total de 5% do total de veículos vendidos. Estas cores podem ser encontradas, principalmente, na Rússia, Índia, Japão e China.

E quais são as cores de carros mais vendidas na Europa?

Mercedes Classe A Limousine
O cinzento é agora a cor que impera na Europa.

A Europa apresenta dados um pouco distintos dos dados mundiais.

A cor mais popular na Europa, com um aumento de 2%, foi em 2019, pela primeira vez, o cinzento, com uma percentagem de 24%.

A cor branca caiu 2% no total de preferências dos consumidores, situando-se agora no total de 23%. Esta queda foi mais significativa nas categorias Compact/Sport e SUV.

Seguem-se os tons preto (21%), prateado (10%), azul (10%), vermelho (6%), bege/castanho (3%) e amarelo/dourado (1%).

Destaque ainda para a cor verde que atingiu um total de 1%, principalmente nos segmentos SUV e camiões.

A cor do carro influencia na desvalorização

A desvalorização depende, obviamente, das preferências dos consumidores dessa determinada zona geográfica, ou seja, influencia diretamente a lei da oferta/procura.

Os dados mostram que o preto, o cinzento ou o branco são cores que não aceleram (nem atrasam) a desvalorização.

Por outro lado, se o carro tiver a cor bege, dourada, roxa ou até vermelha, a desvalorização do automóvel será mais rápida.

A relação entre a cor dos automóveis e os acidentes

A cor dos carros pode também ter alguma influência no que diz respeito a sinistros rodoviários. É fundamental que os veículos tenham cores que os permitam diferenciar dos elementos que os rodeiam, nomeadamente na via pública.

Nos países nórdicos, onde existe neve em abundância em determinadas alturas do ano, um automóvel de cor branca não será tão facilmente percepcionado quanto um carro de cor vermelha, registando por isso maiores taxas de sinistros.

Por outro lado, na Europa Ocidental, estudos indicam que os carros de cor branca ou amarela têm menor probabilidade de estarem envolvidos em sinistros.

Pelo contrário, os carros de cor cinzenta apresentavam uma probabilidade mais elevada.

Quais as cores de carros mais roubadas?

A cor do veículo também parece também ter influência na probabilidade de ser roubado.

Em primeiro lugar, os assaltantes vão procurar automóveis que passem despercebidos, ou seja, que tenham cores neutras. Circular com um automóvel de cor verde, vermelha ou amarela vai sempre chamar mais à atenção que um automóvel preto.

Depois, vão também procurar carros com cores que sejam fáceis de vender. Um veículo com cores neutras é, de acordo com o que acabamos de explicar, o mais procurado pelos consumidores, pelo que seria também o mais fácil de vender.

Assim, quanto mais extravagante a cor, menor a probabilidade de o veículo ser roubado.

Azul, dourado, vermelho… As cores garridas estão cada vez mais na moda

BMW Serie 1
Apresentação do novo BMW Série 1: o azul foi uma das cores escolhidas.

As cores escolhida para as apresentações de novos modelos têm-se vindo a transformar. Dos tradicionais pretos e prateados, cada vez mais as marcas estão a apostar nos azuis, vermelhos e dourados. E qual o objetivo? Chamar ainda mais a atenção.

A cor de um automóvel, por vezes, significa muito mais do que uma simples pintura. Pode transmitir o gosto pessoal do comprador, mas também pode ser indicador da sua personalidade, estilo e modo de estar na vida.

Na realidade, o carro pode ser visto como uma extensão da própria pessoa, do seu status na sociedade e ser a forma mais fácil do consumidor transmitir uma determinada ideia a quem o rodeia.

Os consumidores procuram, cada vez mais, produtos personalizados, feitos à sua medida e à medida das suas necessidades e gostos pessoais.

Tendo tudo isto em conta, os fabricantes desenvolvem produtos que tendem a ser únicos, aproximando assim as suas relações com os consumidores. E a cor não é exceção.

Veja também