Viviane Soares
Viviane Soares
02 Dez, 2018 - 10:29
Como escolher o fornecedor de eletricidade

Como escolher o fornecedor de eletricidade

Viviane Soares

Escolher o fornecedor de eletricidade que melhor se adequa ao seu perfil de consumos é uma forma de poupar na fatura ao fim do mês. Saiba como fazê-lo.

O artigo continua após o anúncio

Desde a liberalização do mercado energético, todos os cidadãos podem escolher o fornecedor de eletricidade que bem entenderem. Isto significa que pode escolher o operador que disponibiliza as melhores condições para o seu perfil de consumos.

Esta escolha deve, contudo, ser feita após uma comparação exaustiva entre os diferentes operadores tanto a nível de tarifas, serviços prestados, descontos ou mesmo em relação ao serviço de atendimento ao cliente. Assim sendo, eis o que deve saber para escolher o fornecedor de eletricidade adequado às suas necessidades.

Escolher o fornecedor de eletricidade: tudo o que deve saber

escolher o fornecedor de eletricidade

Quais os operadores de eletricidade em Portugal?

Atualmente, estes são os operadores licenciados ou registados, destinados a clientes domésticos:

Os simuladores

A melhor forma de saber se deve ou não mudar de operador de energia é utilizar os simuladores disponíveis nos sites das empresas listadas. Além disso, pode também usar o simulador da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para escolher o operador a contratar.

Não descure a importância dos simuladores, pois ajudá-lo-ão não só a comparar preços, mas também a perceber melhor qual a potência que deve contratar, tendo em vista os aparelhos elétricos que utiliza em sua casa.

Quais as informações a recolher junto dos operadores?

De acordo com a ERSE, antes de escolher um fornecedor de eletricidade ou assinar qualquer contrato, deve informar-se junto dos operadores sobre os seguintes aspetos:

  • Serviços adicionais;
  • Preços propostos;
  • Serviços prestados;
  • Periodicidade de faturação;
  • Opções tarifárias;
  • Prazos e modalidades de pagamento;
  • Quais são as condições em caso de rescisão.

Importa sublinhar que todos os operadores são obrigados por lei a disponibilizar uma ficha contratual que, por norma, contém todas as informações acima descritas.

Além dos simuladores disponíveis online, esta ficha é uma forma de facilitar a comparação das condições contratuais entre comercializadores de energia. Portanto, analise ao detalhe todas as informações prestadas neste ficha, inclusive as letras pequeninas – para acautelar surpresas.

O artigo continua após o anúncio
escolher o fornecedor de eletricidade

Como mudar de operador

Se pretende mudar de fornecedor de eletricidade, e depois de comparar as condições de cada um dos fornecedores de eletricidade com aquilo que paga atualmente, o processo é relativamente simples.

Pode aderir por telefone ou online e não precisa de pagar nada, mudar de contador ou sequer se preocupar com a interrupção do fornecimento de energia. A alteração é meramente contratual e pode demorar, no máximo, três semanas.

Na prática, ao celebrar contrato com um novo operador, é este que tratará de todos os procedimentos necessários para concretizar a mudança, incluíndo o cancelamento do contrato com o anterior operador, e sem qualquer prejuízo para o cliente.

Recordamos que, após o início do contrato, tem catorze dias para cancelar o serviço, caso não esteja satisfeito com o mesmo.

Veja também: