Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Júlia Rocha
Júlia Rocha
19 Jun, 2017 - 09:38

Potência Contratada: sabe se está a pagar mais do que precisa?

Júlia Rocha

Quanto maior a potência contratada, mais pesada é a conta da luz no final do mês. Saiba como poupar ao escolher o escalão mais adequado para si.

Potência Contratada: está a pagar eletricidade a mais?

A fatura da luz é uma das menos simpáticas no orçamento das famílias portuguesas. No entanto, a maior parte dos consumidores não sabe que potência contratada tem em casa, nem tampouco se é a mais adequada ao consumo de eletricidade que fazem.

A potência contratada é o que lhe permite ligar vários equipamentos ao mesmo tempo e representa um custo fixo na fatura de eletricidade, independentemente do consumo. Mas quanto maior for a potência, mais pesada é a conta da luz no final do mês.

O que é a Potência Contratada?

A Potência Contratada define o valor máximo de eletricidade que uma instalação elétrica (neste caso, uma casa) pode receber. Ou seja, é o que vai determinar o número máximo de aparelhos elétricos que podem estar ligados ao mesmo tempo.

Cada aparelho tem uma indicação da sua potência, isto é, da energia que consome. Estes valores são expressos em watts, mais concretamente em kW por hora. 1kW é igual a 1000W, que por sua vez é igual a 1kVA – quilovolt ampere – medida que define a potência disponível. Ou seja, um aparelho de 1000W de potência vai precisar de 1kW de energia para ser alimentado durante uma hora.

Existem 13 opções de Potência Contratada, sendo que os valores mais comuns para residências se situam entre os 3,45 kVA ou 6,9 kVA. Este valor tem de ter em consideração o somatório dos aparelhos que tem em casa, o número de pessoas que os usam e o número de horas de cada um.

Deve também ter em consideração de que forma usa os seus dispositivos elétricos: por exemplo, se tem a televisão ligada durante muitas horas, se usa o computador para trabalhar, ou quando e quantas vezes por semana usa a máquina de lavar a roupa.

Como sei qual é a minha potência contratada?

Para saber qual é a sua Potência Contratada, basta consultar a fatura da eletricidade. Por norma, essa informação encontra-se junto dos seus dados de consumidor (nome, contribuinte e morada). Nessa secção pode ver a potência e a tarifa que utiliza.

Posso alterar esse valor? Como?

É possível alterar o escalão de potência contratada para evitar pagar ou gastar luz a mais, ou simplesmente evitar problemas constantes no quadro, caso necessite de uma Potência Contratada superior.

Antes disso, faça uma simulação e consulte as tabelas de consumo energético. Seja consciente acerca da utilização de aparelhos elétricos na sua habitação. Tenha em atenção a indicação de potência de cada eletrodoméstico e dispositivo. Depois precisa de contactar o seu fornecedor para que uma equipa se desloque para fazer a alteração. A potência contratada pode ser alterada várias vezes sem qualquer custo para o consumidor.

Ao fazer a simulação e verificar as indicações de consumo de cada um dos seus aparelhos, e a utilização que faz deles, pode chegar à conclusão que tem potência a mais contratada, o que significa que pode estar a pagar mais luz do que o necessário para as suas necessidades.

Poupança

Existem várias estratégias que pode pôr em prática para ter um escalão de potência contratada mais baixo.

Uma delas é escolher dispositivos e eletrodomésticos com maior eficiência (A+ ou superior), que além de consumirem menos energia também necessitam de menos potência. As lâmpadas LED, por exemplo, têm potências relativamente baixas para a mesma qualidade de iluminação.

Adotar comportamentos eficientes, como desligar os equipamentos quando já não são necessários, sejam as lâmpadas, as televisões ou outros, também permite baixar a potência.

Outra estratégia é passar a utilizar em sequência, e não ao mesmo tempo, os equipamentos mais potentes e de uso mais prolongado, como máquinas de lavar a roupa e loiça ou o forno elétrico.

Se estiver a cozinhar, por exemplo, opte por só ligar a máquina da loiça depois. Desta forma evita a utilização simultânea de equipamentos elétricos.

E quando o quadro elétrico se desliga?

Quando o conjunto dos aparelhos ligados é superior ao escalão de potência que contratou, o disjuntor interrompe automaticamente a corrente elétrica e o quadro “vai abaixo”.

De acordo com a ERSE, se isso acontecer pontualmente, uma ou duas vezes por ano, não é motivo para aumentar logo a sua potência contratada. Basta fazer por não ligar tantos aparelhos ao mesmo tempo.

Se, pelo contrário, “o seu quadro elétrico nunca se desligou desde que tem um contrato de eletricidade, então poderá experimentar baixar o seu escalão de potência contratada para o escalão inferior”, recomenda a entidade reguladora.

Veja também: