Luísa Santos
Luísa Santos
10 Out, 2019 - 10:21

Como detetar e evitar fraudes em cartões de crédito

Luísa Santos

A probabilidade de ser vítima de fraude em cartões de crédito diminui se estiver alerta para os sinais. Aprenda a identificá-los e evite roubos futuros.

O artigo continua após o anúncio

É sabido que, nos dias de hoje, se encontram mais fraudes na Internet do que em situações do dia-a-dia, mas a verdade é que estas também acontecem muito frequentemente.

As instituições financeiras desenvolvem continuamente novas tecnologias para proteger os seus clientes deste tipo de crime, no entanto, a melhor forma de evitar fraudes em cartões de crédito é estar alerta para os sinais e adoptar procedimentos de segurança nas operações que realiza com o seus.

Fraudes em cartões de crédito instaladas em ATMs

Fraudes em cartões de crédito em máquinas atm

Parece uma cena de filme, mas de facto são muitas as fraudes em cartões de crédito que se detetam em ATMs. Nesses casos, não interessa a razão pela qual utiliza a máquina, pelo que a fraude pode acontecer a qualquer momento.

A forma mais comum consiste na colocação de leitores que copiam os dados do cartão no interior da caixa ATM. Na maior parte das vezes (para não dizer “todas as vezes”), os utilizadores não têm qualquer perceção daquilo que está prestes a acontecer.

Da mesma forma que esses leitores são colocados em máquinas convencionais, também o são em terminais de pagamento que estejam disponíveis em qualquer ponto de venda (ainda que esta seja uma situação mais rara).

Como acontecem estas fraudes

As bandas magnéticas presentes em cada cartão são o componente a partir do qual as fraudes são feitas. É verdade que, com o surgimento dos cartões com chip, se esperava um maior controlo, mas a verdade é que a banda nunca foi eliminada.

Ora, é nessa banda que se “lêem” todas as informações do dono do cartão e, consequentemente, da própria conta. Para além de dados como o nome e morada, é também roubado o número de conta.

A hipótese da eliminação total da banda magnética já foi levantada por diversas vezes, mas a verdade é que, até hoje, isso não aconteceu.

O artigo continua após o anúncio

Como identificar a fraude

Sejamos francos: é praticamente impossível notar a presença de um leitor como o descrito num ATM, isto porque é normalmente colocado no interior da máquina, de maneira a que ninguém perceba qualquer anomalia.

Esse leitor pode ser colocado no interior do leitor principal da máquina (onde coloca o cartão) ou, então, substituir o original sem que o utilizador identifique o sucedido.

No entanto, aquilo que normalmente acontece é que, o leitor fraudulento, é colocado muito “em cima” das indicações da máquina, que apontam onde deve inserir o cartão.

Geralmente, há mais espaço entre o leitor e a dita indicação, pelo que, se ambos estiverem muito próximos, é razão para alarme. Este é, por isso, um dos sinais a que deve prestar especial atenção para evitar fraudes com o seu cartão de crédito.

Aquilo que também pode denunciar que está prestes a utilizar uma “máquina fraudulenta” é a estabilidade da própria, assim como dos seus componentes. Por isso, pode (e deve) abanar tudo aquilo que encontrar no ATM.

Force o movimento o quanto possa, isto porque, numa máquina segura, nada se irá mover. Quando existem leitores fraudulentos, estes encontram-se ligeiramente soltos, denunciando a sua presença com maior facilidade.

Repare, também, nas cor do leitor de cartões. Se lhe parecer muito diferente e, digamos, descontextualizada, o mais provável é que esconda um leitor de fraudes em cartões de crédito.

evitar fraudes em carões de crédito ao fazer compras online

Há mais para além dos leitores

A verdade é que todo o cuidado é pouco. Quando utiliza um ATM, deve certificar-se de que passa por todos os passos com a maior das seguranças, isto porque as fraudes não se esgotam na colocação dos referidos leitores.

O artigo continua após o anúncio

Uma vez lidas todas as informações do cartão, é necessário saber como aceder à respetiva conta e retirar o dinheiro lá presente. Na banda magnética não estão dados como, por exemplo, o número do PIN.

Há vezes em que, para além dos leitores, também existem câmaras instaladas. Podem estar tanto no topo da máquina como no teto do edifício, dependendo de cada espaço em si.

Essa câmara pode, ainda, estar embutida no ecrã, o que significa que está a gravar tudo aquilo que faz na própria máquina. Esteja o mais atento possível de forma a evitar que estas fraudes aconteçam com o seu cartão de crédito.

Fraudes na Internet

As fraudes na Internet, como as que acontecem no Facebook, são ainda mais comuns, dada a facilidade com que, hoje em dia, se roubam dados pessoais a pessoas que estejam, simplesmente, a navegar na Internet.

Uma das soluções que evitam estes episódios é a utilização de cartões pré-pagos onde coloca, apenas, a quantia de dinheiro que vai utilizar, por exemplo, numa compra online.

De igual forma, pode utilizar o MB Way ou outra das suas alternativas, onde consegue controlar melhor o seu dinheiro, não precisando, na maior parte das vezes, de usar qualquer cartão para movimentar dinheiro.

5 dicas para evitar fraudes em cartões de crédito

Há ainda alguns procedimentos de segurança básicos que pode adoptar:

1. Examine sempre o seu extrato de cartão de crédito cuidadosamente

Muitos bancos disponibilizam a consulta da sua conta em tempo real. Faça uso da funcionalidade e verifique se há algum pagamento ou transferência que não autorizou. Se notar algo de anormal contacte de imediato o seu banco e solicite a anulação das transações indevidas.

O artigo continua após o anúncio

2. Registe os números dos seus cartões de crédito e de débito

Assim como os números de telefone necessários para participar a perda ou furto dos cartões. Se algum imprevisto lhe acontecer pode reportar imediatamente a situação à instituição financeira emissora do seu cartão.

Perdi a carteira e agora? O que devo fazer?
Veja também Perdi a carteira e agora? O que devo fazer?

3. Nunca deixe o seu cartão de crédito como garantia seja para o que for

Nem o empreste a terceiros. Guarde também todos os recibos de compras efectuadas com o cartão de crédito, não os deixe nas caixas automáticas, supermercados ou bombas de gasolina.

4. Nunca dê o seu número de conta, código de segurança ou outras informações pessoais a terceiros

Muito menos insira o número do seu cartão de crédito para fazer pagamentos online em sites pouco fidedignos, para realizar essas operações crie um cartão virtual, cujo códigos são usados numa única operação, através de procedimentos mais seguros.

5. Cuidado quando usa o catão em locais públicos

Tenha especial atenção quando está num local público onde tenha que dar o número do seu cartão de crédito em voz alta, como por exemplo nos aeroportos. Esteja igualmente alerta quando utiliza máquinas de multibanco ou terminais de pagamento. Se encontrar sinais suspeitos de que o equipamento possa ter sido adulterado, opte por não o utilizar.

Veja também