Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Elsa Santos
Elsa Santos
17 Mar, 2020 - 08:05

Qualidade de Vida no Trabalho: dicas para o sucesso

Elsa Santos

Aspetos que promovam a qualidade de vida no trabalho são cada vez mais valorizados por empresas e trabalhadores. Entenda porquê.

trabalhadores a conviver felizes

A qualidade de vida no trabalho (QVT) é um tema cada vez mais atual numa perspetiva de Recursos Humanos centrada no capital humano e tem conquistado uma importância acrescida no contexto organizacional.

A QVT abrange várias dimensões, como as características e condições do trabalho, formação e desenvolvimento de competências pessoais e profissionais, reconhecimento e salário, promoção da carreira, relações sociais e justiça laboral, equilíbrio entre trabalho e família e trabalho e lazer.

Falar de qualidade de vida no rabalho é falar de satisfação relativamente aos vários fatores que para isso contribuem no que respeita à sua atividade profissional. É a trabalhar que passa a maior parte do seu tempo, todos os dias. Portanto, é de crucial importância que isso o faça feliz.

Explicamos-lhe tudo sobre qualidade de vida no trabalho, incluindo aquilo que você pode (ou não) fazer para a promover.

tudo sobre qualidade de vida no trabalho

O que é?

Antes de mais, interessa perceber o que é qualidade de vida no trabalho. Conhecida como QVT, diz respeito às condições de vida dentro do ambiente corporativo. Corresponde ao grau de satisfação das necessidades pessoais que o funcionário consegue obter enquanto exerce as suas funções.

A QVT é um conceito amplo, cujo objetivo é encontrar o ponto de equilíbrio entre o bem-estar do trabalhador e a eficácia da empresa. A qualidade de vida no trabalho é um dos indicadores da saúde organizacional.

Melhorar a qualidade de vida do trabalho numa empresa, pode exigir alterações a vários níveis: infraestruturas, higiene e segurança do ambiente e/ou aspetos psicológicos e sociais, entre outros.

Origem

O conceito QVT surgiu na década de 50 do século passado, como resultado dos estudos de Eric Trist sobre a relação indivíduo-trabalho-organização. O académico queria repensar as estruturas da tarefa para tornar a vida dos trabalhadores menos penosa.

Porém, foi só na década de 70, vinte anos depois, é que o termo ganhou força e notoriedade, quando um professor universitário, da Universidade da Califórnia, usou o QVT para falar sobre bem-estar e saúde, relacionando-os diretamente com o desempenho dos profissionais nas empresas.

Na ocasião, foram pontuadas as consequências em ambiente corporativo com funcionários desmotivados. Uma das principais conclusões apontava para o facto de a desmotivação dos profissionais reduzir a produtividade, gerando menos lucro para a empresa.

As marcas passaram a compreender melhor a nova dinâmica e entenderam que o recurso humano deveria ser tão valorizado quanto os bens materiais e tecnológicos, promovendo o bem-estar e evitanto a rotatividade.

A solução óbvia, até então ignorada, foi que a chave para manter a qualidade de vida no trabalho da sua empresa passa por elevar o potencial de cada funcionário, promovendo a evolução e motivação constantes.

Fatores que promovem a QVT

Há algumas dicas a considerar para conseguir alcançar uma boa Qualidade de Vida no Trabalho.

  • Ambiente psicológico e físico de trabalho;
  • Satisfação com a função executada;
  • Motivação para o exercício da atividade;
  • Oportunidade de crescimento;
  • Desenvolvimento pessoal;
  • Ambiente organizacional;
  • Remuneração justa e adequada;
  • Benefícios concedidos;
  • Segurança na função;
  • Reconhecimento pelo trabalho;
  • Feedback das atividades;
  • Relacionamento com colegas e superiores;
  • Liberdade de decisão e participação;
  • Igualdade de oportunidades.

Na ausência destes (ou de alguns destes) fatores, a qualidade de vida no trabalho fica, inevitavelmente, comprometida.

dicas para melhorar a qualidade de vida no trabalho

funcionária de fábrica feliz a trabalhar

Dicas para empresas

Formação e promoção do desenvolvimento

A formação continua, além de ampliar conhecimento, oferece realização pessoal e pode servir como reconhecimento e bonificação.

Se um funcionário com bons resultados na sua função administrativa demonstrar interesse por um curso de especialização, se a empresa lhe oferecer esse curso vai contribuir para a sua realização pessoal e trará benefícios para a entidade, uma vez que o colaborador, além de mais motivado para executar o seu trabalho, ficará também mais qualificado.

Feedback e avaliação de desempenho

Ter o cuidado de dar feedback do trabalho desenvolvido a cada trabalhador representa uma das dicas simples e sem custos mais importantes para a promoção da QVT. Organizar uma rotina de avaliação de desempenho traz inúmeros benefícios à empresa.

O feedback, quando feito, deve ser adequado a cada funcionário e utilizar técnicas que não tratem apenas dos pontos negativos. Um exemplo é o feedback-sanduíche, em que o gestor começa com elogios, passa às críticas, e retoma os pontos fortes do colaborador no fim da conversa.

Oferecer soluções para ajustar más condutas também faz parte de uma boa estratégia de feedback.

Flexibilização do horário de trabalho

O horário aparece cada vez mais como ponto importante da qualidade de vida no trabalho.

É importante que a empresa questione até que ponto é indispensável ao negócio que os funcionários cumpram o horário comercial e, se possível, criar um horário de trabalho mais flexível ou mesmo possibilitar a adesão ao home office ou seja, a possibilidade de trabalhar a partir de casa.

Programas de qualidade de vida no trabalho

A empresa pode promover um conjunto de ações com o objetivo de aumentar os níveis de satisfação dos funcionários, desde atividades simples e sem custos, até projetos mais complexos. Eles variam conforme o tamanho e a área de atuação da empresa.

Programas de bem-estar corporativos podem ser determinantes em termos de saúde laboral.

Outras ações que que contribuem para a qualidade de vida no trabalho, promovidas pelas empresas:

  • Ginástica laboral;
  • Day off (dia de folga, sem desconto, no aniversário do funcionário);
  • Ergonomia;
  • Definição do plano de carreira;
  • Estudo de cargos e salários;
  • Preparação para a reforma;
  • Terapias alternativas;
  • Orientação nutricional;
  • Projetos culturais.
equação felicidade no trabalho
Veja também Já conhece a equação da felicidade no trabalho?

Dicas para trabalhadores

Parte da qualidade de vida no trabalho também é de responsabilidade do trabalhador. Algumas atitudes contribuem (e muito) para isso. Entres essas, destacam-se as seguintes:

  • Ser responsável;
  • Saber trabalhar em equipa;
  • Mante-se longe de intrigas e mexericos;
  • Ter um bom relacionamento interpessoal;
  • Ser gentil;
  • Ser profissional;
  • Manter o foco;
  • Cumprir prazos.

Todos os aspetos referidos permitem aos trabalhadores contribuir para um bem comum, a qualidade de vida no trabalho.

Importância da qualidade de vida no trabalho

Quanto maior for a qualidade de vida no trabalho, maior a satisfação e produtividade.

Sabendo que o colaborador passa a maior parte do seu dia no ambiente de trabalho, o gestor de Recursos Humanos de uma empresa deve ter em consideração o impacto que essas horas exercem não apenas na saúde física, mas também na saúde mental do trabalhador.

Esse mesmo impacto está diretamente relacionado com os resultados da organização. Ou seja, a qualidade de vida no trabalho está diretamente associada ao nível de rendimento, saúde, bem-estar e eficiência do funcionário. Através de níveis positivos de motivação, a empresa retém talentos e aumenta a produtividade.

A qualidade de vida no trabalho é, pois, fundamental, para o sucesso de profissionais e empresas.

Veja também