Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
20 Out, 2020 - 17:50

Renault Clio: a história do rei de portugal

André Freitas

Com 30 anos de história, o Renault Clio já conta com várias gerações e edições especiais. Conheça tudo sobre o célebre modelo francês.

Renault Clio

O Renault Clio é um modelo com história. Uma história que conta já com mais de 30 anos, e que é o preferido do portugueses há uns impressionantes 22 anos.

Tendo estes números em consideração, é normal que existam muitos veículos deste modelo a circular nas nossas estradas e é praticamente impossível encontrar alguém que não consiga identificar ou identificar-se com este carro.

Apesar de contar já com vários anos de existência, a sua fiabilidade, simplicidade, economia, e constantes adaptações para que melhor correspondam às expectativas dos consumidores, fazem do Renault Clio um carro perfeitamente atual.

Muitos dos proprietários de um Renault Clio tornam-se fiéis não só à marca, mas ao próprio modelo, e acabam por adquirir uma nova versão do Clio quando decidem trocar de carro. E não há maior prova de satisfação com um automóvel que esta.

Se também já teve, tem, ou simplesmente gosta do Renault Clio, vai gostar de ler mais sobre este carro e ficar a conhecer mais sobre a sua história e ainda alguns factos curiosos.

1990: o ano de nascimento do Renault Clio

O Renault Clio foi lançado no Salão Automóvel de Genebra, Suíça em Março de 1990. As vendas foram iniciadas pouco tempo depois.

Até então, os modelos da Renault eram identificados por números (Renault 5, Renault 11, por exemplo).

Com o surgimento do Clio, os modelos da Renault passaram a ter um nome com a finalidade de serem mais fáceis de memorizar, identificar, e também torná-los mais apelativos, atribuindo-lhes características humanas.

O seu nome surgiu de uma inspiração na deusa grega Clio, musa da história e da criatividade.

E a missão deste automóvel não era fácil. O Renault Clio tinha como função substituir o Renault 5.

O Renault 5 foi líder de vendas, nomeadamente em Portugal, e um veículo muito popular produzido entre 1972 e 1996. A sua versão turbo e o seu sucesso no desporto nacional, tornaram este modelo num ícone de uma época.

Novo Renault Captur
Veja também Novo Renault Captur: Conheça ao detalhe o renovado SUV francês

Evolução do Renault Clio: gerações e edições especiais

Novo Renault Clio

1. Renault Clio (1990)

Apesar de ser um carro compacto, a Renault prometia seguir os critérios dos seus veículos maiores.

O nível de qualidade, espaço interior e os equipamentos oferecidos não eram comuns num veículo tão pequeno.

Alguns dos equipamentos oferecidos eram: ABS, alarme, ar condicionado, direção assistida, entre outros.

O Renault Clio podia estar equipado com um de quatro motores disponíveis: 1.2 litros de 49 cavalos, 1.4 litros de 80 cavalos (ambos a gasolina e com carburador), 1.8 litros com 92 cavalos e injeção, 1.8 litros com 65 cavalos sem injeção eletrônica (ambos a diesel).

Em 1991, venceu pela primeira vez o prémio “Carro do Ano”. Neste ano é lançada uma versão de luxo – o Clio Baccara.

Esta versão contava com estofos e painéis em couro, alguns apontamentos em nogueira e ainda alguns cromados.

Esta versão foi mais tarde substituída pelo Clio Initiale, em 1998.

Em 1993, para celebrar a parceria da Renault com a equipa de Fórmula 1 Williams foi lançada uma nova versão limitada, o Clio Williams, de apenas cerca de 5.000 unidades. 

Esta versão contava com um motor a gasolina de 2.0 litros e 145cv.

2. Renault Clio II (1998)

Renault Clio

Em 1998 foi lançada a segunda versão do Renault Clio.

A nível estético, o novo Clio apresentava linhas mais redondas, deixando para trás as linhas retas e aspeto quadrado que marcaram a primeira versão.

O foco desta nova versão era, sem dúvida, a segurança. Esta nova versão vinha equipada com ABS e airbags dianteiros e laterais.

Em 1998 foi ainda apresentada uma nova versão limitada deste modelo: o Clio V6.

Este carro era alimentado por um motor de 3 litros e 6 cilindros de tração traseira, e com cerca de 255 cavalos de potência, este carro ia dos 0 aos 100 km/h em apenas 5,8 segundos.

Neste geração existiu uma versão sedan do Renault Clio. É normal que desconheça esta curiosidade.

Foi em 1999 que a Renault apresentou a versão sedan do Renault Clio. Contudo, este modelo era a mercados específicos e não foi amplamente divulgado na Europa.

Este veículo foi até batizado de Renault Symbol, embora o modelo base fosse o Clio.

3. Renault Clio III (2005)

renault clio

A terceira geração deste modelo foi lançada em 2005 e, para além de mais espaçoso e linhas mais vincadas, esta nova versão oferecia um leque ainda mais variado de equipamento.

Esta nova versão podia contar já com GPS, cruise control, kit de mãos livres, e até oito airbags.

Tudo isto contribuiu para que o Renault Clio se tornasse o primeiro veículo do seu segmento a receber a classificação Euro NCAP de cinco estrelas.

Em 2006, o Clio vence pela segunda vez o prémio “Carro do Ano”.

4. Renault Clio IV (2012)

Renault Clio

Em 2012 foi lançada a quarta geração do Clio.

O aspeto exterior deste automóvel sofreu um restyling profundo, adaptando-se à nova identidade visual da Renault.

O Clio parece agora muito mais sedutor e desmarca-se da ideia de que este é um ótimo utilitário.

A nível de equipamentos são agora utilizados sistemas multimédia de última geração, que aliada à segurança e utilidade do veículo, melhoram toda a experiência de condução desta versão.

A par da versão regular do Renault Clio existiu sempre a variante Renault Sport, destacando-se o Clio R.S. de 197 cv lançado em 2006, o Clio R.S. de 200 cv lançado em 2013 e, ainda, o Clio R.S. de 220 cv lançado em 2015.

5. Renault Clio V (2019)

Recentemente, mais propriamente em 2019, o icónico modelo da fabricante francesa foi alvo de alterações profundas a vários níveis. 

Podemos destacar as mudanças realizadas no interior. Para se adaptar às exigências dos condutores e às tendências de automóveis mais tecnológicos, a Renault optou por desenvolver um interior mais clean e minimalista.

Ainda nesta matéria é interessante referir o novo painel de instrumentos, o novo sistema de infoentretenimento e sistema de conetividade.

Nesta geração destaca-se ainda a diversificada oferta no que às motorizações diz respeito. A marca lançou este modelo com motorizações a diesel, a gasolina e até híbrida.

Veja também