ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Paula Landeiro
Paula Landeiro
07 Jul, 2021 - 11:01

Como e quando transferir o seguro de vida do crédito habitação

Paula Landeiro

Em qualquer altura pode transferir o seguro de vida do crédito habitação para outra seguradora e poupar muito com isso. Saiba como fazer.

Transferir seguro de vida do crédito habitação

Transferir o seguro de vida do crédito habitação é um processo simples e é uma solução que lhe permitirá obter uma poupança significativa.

Recorde-se que os custos inerentes ao crédito habitação representam uma fatia considerável das despesas do orçamento familiar. Embora a prestação do empréstimo se mantenha constante ao longo do tempo, o prémio do seguro de vida vai aumentando à medida que vai avançando na idade, mesmo com a redução de capital garantido. Por isso, transferir o seguro de vida do seu crédito habitação é muitas vezes a solução para manter as finanças da família equilibradas.

Saiba, então, quando deve pensar em transferir o seu seguro e como o pode fazer.

Seguro de vida do crédito habitação: dúvidas frequentes

Quando contrata um crédito habitação tem de obrigatoriamente contratar um seguro de vida.

É um seguro obrigatório, feito pelo capital contratado e cujo prazo coincide com o prazo do empréstimo. Tem como beneficiário o banco que lhe concede o crédito, o que protege ambas as partes. Em caso de fatalidade o empréstimo é liquidado na sua totalidade pelo valor contratado no seguro de vida. Por um lado, garante à entidade financeira o reembolso do capital que lhe emprestou; por outro, tem a garantia de que os seus herdeiros ficam sem esta dívida.

Casal a analisar orçamento familiar
1

Tenho de contratar o seguro no banco onde pedi o crédito habitação?

A entidade bancária que lhe concedeu o empréstimo vai sugerir em simultâneo a contratação do seguro de vida. E na maioria dos casos oferece uma bonificação no spread com esta contratação. Apesar de parecer tentador e mais fácil, nem sempre é a melhor solução.

Aliás, de acordo com a legislação em vigor, o banco tem a a obrigação de o informar que pode contratar o seguro de vida com a seguradora que quiser. Pode inclusive usar um seguro de vida que já tenha contratado, desde que cumpra os requisitos do banco, e colocar a entidade financeira como beneficiário.

Assim, antes de se decidir por contratar junto do banco, peça propostas junto de outras seguradoras. Com coberturas idênticas, opte pela mais económica. Lembre-se que o valor do prémio do seguro de vida não está incluído na prestação que vai pagar. Acresce a esta e, por isso, é mais um custo mensal, que apesar de estar incluído na TAEG não damos no início muita importância.

Ao analisar a proposta que lhe é apresentada não olhe só para o valor do seguro no primeiro ano. Tenha também em atenção que o capital do seguro de vida é ajustado em função do capital em dívida e, por essa razão, o prémio até devia baixar ao longo do tempo, mas o certo é que não é assim. O prémio aumenta em função da sua idade. Por isso, o que é benéfico hoje pode não o ser daqui a uns anos.

Custos escondidos com seguros no crédito habitação
Veja também Crédito habitação: os custos que está a pagar e não sabe
2

O prémio do seguro de vida do meu crédito habitação é muito elevado. Posso mudar de seguradora?

Pode sim. O Decreto-lei nº 222/2009 veio no seu artigo 4º, possibilitar a transferência do seguro de vida do crédito habitação para outra seguradora durante a vigência do contrato.

Quer tenha contratado com o banco quer junto de outra seguradora, o certo é que o prémio vai aumentando quando vai envelhecendo, isso porque com o avançar da idade, o risco de fatalidade é, em termos de probabilidade, maior.

Assim, pode chegar uma altura em que o valor a pagar seja cerca do triplo do que pagava na altura que contratou o crédito. De facto, o custo do seguro de vida é o que chamamos de custo escondido no crédito habitação.

Faça uma pesquisa de mercado, peça e avalie propostas e tenha sempre em atenção as coberturas e as exclusões.

3

Além do seguro de vida, posso transferir o crédito habitação para outro banco?

Tem sempre a hipótese de mudar o seu crédito de banco, se chegar à conclusão que isso lhe trará benefícios. E numa altura de grande competitividade entre os bancos, pode até não ter qualquer penalização em termos do spread ou quaisquer custos para proceder à mudança de entidade bancária.

Como transferir o seguro de vida do crédito habitação? Quais os procedimentos?

Transferir o seguro de vida do seu crédito habitação obedece a um conjunto de procedimentos burocráticos, mas que no final valem a pena.

Sistematizamos de seguida todos os passos que tem de dar antes, durante e depois da mudança do seu seguro de vida do crédito habitação:

1. Analisar as condições do seu crédito habitação, nomeadamente as associadas ao spread.

2. Pedir propostas noutras seguradoras tendo em atenção as coberturas e capital contratado.  Analisar e escolher a mais em conta.

3. Negociar com o banco para manutenção do spread. Mesmo que não o consiga, se a proposta do novo seguro for mais vantajosa, avance.

4. Contratar o novo seguro tendo em atenção a data de entrada em vigor.

5. Denunciar o seguro que tiver em vigor, enviando carta registada à seguradora com 30 dias antes da data em que pretende o cancelamento do contrato (data que deverá coincidir com a data de início do novo contrato).

6. Informar o banco da alteração do contrato de seguro. Entregar cópia da carta de cancelamento do seguro e cópia do novo contrato.

7. Guardar como prova as cópias das cartas enviadas à seguradora e ao banco.

8. Cancelar a autorização de débito direto do seguro que denunciou.

Com isto o processo de transferência do seu seguro crédito habitação fica completo. Aproveite e constitua um fundo de reserva com o valor que poupou com a transferência.

Pode repetir este processo tantas vezes quantas quiser. O importante é analisar periodicamente o seu seguro. No final da vida do empréstimo de certeza que poupou um valor significativo.

Veja também