Publicidade:

Diferença entre seguro de saúde e plano de saúde: como escolher

Quer saber qual a diferença entre seguro de saúde e plano de saúde e perceber qual será a melhor opção no seu caso? Damos-lhe uma ajuda com este artigo.

Diferença entre seguro de saúde e plano de saúde: como escolher
Saiba no que diferem estes dois serviços

Já certamente ouviu falar de seguros de saúde. E de planos de saúde? Há variações entre eles e, neste artigo, vai poder perceber qual é o serviço ideal para si, uma vez que vamos falar da diferença entre seguro de saúde e plano de saúde.

Ambos têm um objetivo em comum: pretendem minorar os gastos com a saúde dos utentes.

Qual é a principal diferença entre seguro de saúde e plano de saúde?


Uma das principais diferenças está no reembolso de despesas. Vejamos por partes.

Um seguro de saúde é um serviço mais abrangente que inclui:

  • Assistência médica e de enfermagem ao domicílio;
  • Consultas médicas de especialidade;
  • Hospitalização;
  • Parto;
  • Ambulatório;
  • Transporte gratuito em ambulância;
  • Assistência em caso de doenças graves (possibilidade em alguns seguros de saúde).

Num seguro de saúde, o segurado paga apenas uma pequena quantia do valor de cada consulta ou tratamento, sendo que o seguro garante a parte que fica a faltar, pagando diretamente às entidades ou reembolsando o valor mais tarde. Num tratamento que custe, por exemplo, 50€, o segurado apenas terá de pagar 15€.

No caso de um plano ou cartão de saúde, há um valor – que pode ser mensal ou anual – a ser pago por quem o subscreve. A que dá direito? A um cartão que dá acesso a uma rede de descontos em várias instituições que cobram um preço convencionado.

O plano de saúde inclui os seguintes serviços:

  • Assistência médica e de enfermagem ao domicílio;
  • Consultas médicas;
  • Transporte gratuito em ambulância;
  • Exames e tratamentos com descontos na rede de prestadores.

Seguro de saúde ou plano de saúde: qual deles escolher?


diferenca entre seguro de saude e plano de saude

Quando falamos na diferença entre seguro de saúde e plano de saúde, e temos de optar por um ou por outro, devemos pensar nas vantagens e desvantagens de cada um.

Reunimos e resumimos para si alguma informação com base, sobretudo, naquela que é fornecida pela Associação de Defesa dos Direitos do Consumidor.

Seguro de saúde: vantagens

a) É uma opção mais económica e pode escolher pagar, em muitos dos casos, mensal, trimestral ou anualmente;

b) A escolha do médico e do hospital é feita por si (mesmo que seja uma instituição fora do protocolo com a seguradora, pode ser reembolsado mediante envio de fatura);

c) Paga apenas uma pequena parte da despesa que fizer (franquia ou co-pagamento), uma vez que o remanescente lhe é devolvido ou pago diretamente ao prestador do serviço.

Seguro de saúde: desvantagens

a) Tem período de carência, ou seja, tem de esperar até cerca de 90 dias após fazer o seguro para usufruir das comparticipações do seguro de saúde;

b) O prémio anual, ou seja, o valor que paga, aumenta em função da idade;

c) Necessita de pré-autorização para realizar certos atos médicos;

d) É preciso estar atento, pois há um plafond de comparticipações para várias coberturas, ou seja, não pode ultrapassar um determinado valor estipulado (por exemplo, se tiver 250 euros para o dentista, as comparticipações não podem ser superiores a este valor).

Plano de saúde: vantagens

a) Não tem, regra geral, períodos de carência;

b) Pode subscrever em qualquer idade (ao contrário do seguro de saúde);

c) Na maioria das vezes, não tem de preencher questionário clínico;

d) Alguns planos têm a possibilidade de incluir mais do que uma pessoa no contrato (pode dar, por exemplo, para toda a família).

Plano de saúde: desvantagens

a) Fica mais caro que um seguro de saúde e é menos abrangente;

b) Tem de ir especificamente às clínicas e prestadores da rede associada ao plano que escolher;

c) As redes médicas são muito limitadas fora dos grandes centros urbanos (pode ter dificuldade em encontrar, por exemplo, uma clínica que tenha protocolo com o plano que subscreveu);

d) Paga as despesas do seu próprio bolso.

diferença entre seguro de saúde e plano de saúde

Antes de tomar a decisão, agora que explicamos melhor a diferença entre seguro de saúde e plano de saúde, pode fazer a si próprio as seguintes questões:

  • Gasto regularmente muito dinheiro em despesas de saúde?
  • Em que situações gasto dinheiro com saúde?
  • Já tenho filhos ou pretendo ter?
  • Pretendo um serviço que cubra situações de emergência?
  • Qual o meu orçamento para adquirir um seguro ou plano de saúde sem que o meu orçamento mensal fique comprometido?

Para finalizar, damos o exemplo de duas situações: uma em que pode ser mais vantajoso optar por um plano de saúde e, uma outra, em que pode ser melhor subscrever um seguro.

Plano de saúde: é ideal para quem não pode gastar muito dinheiro no seguro e precisa de aceder a consultas de rotina no privado. Para além disso, necessita de fazer um tratamento dentário caro (como colocar um aparelho odontológico).

Seguro de saúde: indicado, por exemplo, para quem está a pensar ter filhos e pondera recorrer ao privado, ou pretende acautelar uma possível cirurgia. Ou, ainda, a quem vai a muitas consultas de especialidade e não tem restrições de orçamento que o impeçam de fazer um seguro.

Veja também: