Publicidade:

Qual é o melhor Plano Poupança Reforma para mim?

Encontrar o melhor Plano Poupança Reforma (PPR) do mercado pode parecer uma tarefa difícil, mas existem formas de saber qual a opção certa para si.

Qual é o melhor Plano Poupança Reforma para mim?
Melhor PPR para si

Descobrir qual é o melhor Plano Poupança Reforma pode parecer uma missão difícil, já que existem centenas de opções no mercado e certamente que o seu banco ou seguradora já lhe fez chegar informação sobre as opções que tem disponíveis.

Existem produtos com menor risco, mas também com rentabilidade mais baixa e, na altura de escolher um PPR, há também que ter em conta as comissões de subscrição e as condições para o resgate do dinheiro aplicado, caso venha a necessitar dele.

A informação é muita, por vezes não é facilmente compreensível e, quando se trata de uma decisão que vai afetar o seu futuro, todos os detalhes são importantes, pelo que há que fazer a melhor escolha.

A verdade é que, mesmo depois de terem subscrito um determinado Plano Poupança Reforma, muitas pessoas não sabem qual o rendimento que este proporciona.

Por isso, é igualmente pouco provável que comparem o seu PPR com outros que existem no mercado. Se o fizerem, podem concluir que não estão a ganhar tanto quanto podiam, ou pelo menos, não tanto quanto esperavam ganhar.

Perante tanta oferta, e tendo em conta que o melhor PPR para si pode ser diferente daquele que é mais adequado aos seus amigos e familiares, qual é a melhor forma de encontrar o plano certo?

Pode pesquisar e comparar todas as ofertas do mercado, mas este é um processo complexo e demorado, para o qual não deverá ter tempo ou paciência. E que o pode deixar ainda mais confuso.

Como comparar e descobrir o melhor Plano Poupança Reforma


Planos de Poupança-Reforma: ter ou não ter?

Se quer ter a certeza que escolheu ou vai escolher o melhor PPR para si sem ter de pedir informação a todas os bancos e seguradoras, saiba que existem formas mais rápidas e simples de comparar os planos existentes.

Uma delas é através do simulador Ganhe mais no PPR, associado à DECO, e que já foi utilizado por mais de dez mil pessoas.

O simulador compara o rendimento dos últimos três anos dos PPR disponíveis no mercado. Ao simular, terá informação sobre quanto rende o seu plano poupança reforma atual; vai ficar igualmente a conhecer os rendimentos de outros PPR (em fundos e seguros) e, por último, saber se deve ou não mudar.

A análise feita pela associação de defesa do consumidor, que além da rentabilidade teve também em conta o risco, permitiu ainda encontrar dois produtos que mereceram a sua recomendação.

No que diz respeito a Fundos PPR, foi escolhido o Alves Ribeiro PPR Banco Invest, que teve uma rentabilidade média anual de 6.7% entre 2014 e 2018. Este PPR pode ser subscrito com uma conta à ordem de pelo menos cinco mil euros, com um reforço mínimo mensal de 50 euros.

Na categoria de seguros PPR, a associação escolheu o Lusitânia Poupança Reforma PPR, que obteve um rendimento de 3.9% nos entre 2014 e 2018. O rendimento mínimo deste plano é de 1.5%, acrescidos de uma parte dos resultados obtidos pela seguradora.

O valor mínimo de subscrição é de 20 euros e as entregas mensais mínimas são do mesmo valor.

Dicas úteis para escolher o melhor PPR


Mesmo depois de ter simulado e de ter encontrado um PPR que lhe parece perfeito, confirme junto do banco ou seguradora se as condições se mantêm.

Faça bem as contas para perceber qual o valor mínimo e máximo de que pode dispor mensalmente para reforçar o seu PPR. Pode valer a pena fazer agora um esforço suplementar que lhe permita viver mais confortavelmente depois da reforma.

O site da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) é uma boa fonte para encontrar informação sobre a legislação, entidades autorizadas, bem como recomendações feitas com base em queixas de consumidores.

A ASF divulga também dados relativos aos PPR, que permitem perceber não só o crescimento dos Planos Poupança Reforma, mas também como investem os portugueses.

Segundo dados desta entidade, há 19 mil milhões de euros investidos em PPR e, destes, cerca 17 mil milhões estão aplicados em planos sob a forma de seguro, ou seja, com rendimento garantido.

Outra dica a ter em conta é que, por vezes, as entidades que gerem os PPR lançam novos produtos que só podem ser subscritos durante um certo período de tempo. Estas oportunidades de PPR de rendimento mínimo garantido podem ser interessantes para quem ainda não encontrou o plano adequado.

Leia com atenção a informação que lhe é enviada pelo banco ou pela seguradora em relação ao seu Plano Poupança Reforma.

Confirme o rendimento e, caso tenha dúvidas, faça todas as perguntas necessárias até ficar esclarecido.

Caso não esteja satisfeito com o seu atual Plano Poupança Reforma, pode fazer a transferência para outro plano mais favorável. Nos PPR sem garantia de capital não são cobradas comissões; nos outros casos a comissão vai ter um valor máximo de 0.5%.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].