Publicidade:

Reforma para quem descontou menos de 10 anos: saiba se é possível

Contribuiu menos de 10 anos e pretende solicitar a reforma? Saiba aqui se o pode fazer.

Reforma para quem descontou menos de 10 anos: saiba se é possível
Entenda as regras da reforma

Fazer os cálculos para a reforma pode ser muito confuso. Afinal, com que idade posso solicitar a reforma? E quantos anos de contribuição preciso de ter para ter acesso à reforma? Se já sonha em reformar-se, vale a pena atentar para o facto de a idade ser apenas um dos pré-requisitos, sendo que outro é representado pelos anos de contribuição.

Quantos anos preciso de descontar para pedir a reforma?

senior

Esta pergunta é simples de responder: por norma, é necessário que a contribuição seja realizada por um período de 15 anos. No entanto, existem situações extremamente específicas onde a reforma pode ser concedida para quem contribui até menos de um ano. Já lá vamos.

Para os pedidos de reforma existe um número mínimo de anos de contribuição que é considerado como um prazo de garantia. Como cada caso é um caso, e os prazos de garantia também variam de acordo com as especificações.

Por exemplo: um trabalhador independente, ou ainda um trabalhador por conta de outrem, quando atinge a idade solicitada para dar entrada na própria reforma só tem o direito de a pedir se a situação contributiva assim o permitir porque, para tanto, a idade mínima é apenas um dos requisitos, dado que ele, ou ela, necessita ter no registo pelo menos 15 anos civis de descontos, ainda que não sejam anos seguidos.

A exceção para esta regra aplica-se apenas aos beneficiários do Seguro Social Voluntário, que precisam de ter no seu cadastro 144 meses de remunerações.

Como contar os anos de contribuição?

Tendo tudo isto em vista, é necessário entender como é possível calcular os prazos de garantia, para ter a certeza de que é possível solicitar a reforma.

Até 31 de dezembro de 1993: cada período de 12 meses corresponde a um ano civil para o prazo de garantia.

A partir de 1 de janeiro de 1994: é considerado um ano civil cada conjunto de 120 dias de remuneração.

Ainda que possua nos registos diferentes anos civis com menos de 120 dias descontados, o governo aceita que estes dias sejam acumulados até completar um ano civil.

E se eu descontar menos de 10 anos?

working

Quem descontou por um período inferior a 10 anos, ainda que possua a idade necessária e a não ser que faça parte de um grupo muito especial de trabalhadores – como bailarinos, trabalhadores marítimos e bordadeiras da Madeira, por exemplo -, não tem o direito de solicitar a reforma e pode apenas dar entrada no recebimento da Pensão Social de Velhice.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].