ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Marta Maia
Marta Maia
21 Jul, 2022 - 09:24

8 dicas para evitar compras por impulso

Marta Maia

Saiba como fugir às compras por impulso e controle melhor o seu comportamento como consumidor.

Compras por impulso

As compras por impulso são um dos maiores problemas das carteiras dos consumidores. Com cada vez mais conhecimento sobre os clientes e seus comportamentos, os gestores adotam estratégias de marketing que visam criar necessidade ao consumidor e levá-lo a fazer compras por impulso.

A Internet e as compras online vieram dotar os gestores de novas ferramentas para captar a atenção dos clientes para compras mais emocionais e menos racionais. Assim, para que as compras por impulso não produzam efeitos nefastos no seu orçamento mensal, saiba como evitá-las.

O que são compras por impulso?

São compras que fazemos sem ponderar, de forma espontânea e algo inesperada. Geralmente resultam na aquisição de um produto ou serviço de que não precisamos efetivamente, ou na compra desse produto ou serviço por um preço pouco competitivo.

O que é que nos leva a fazer compras por impulso?

As compras por impulso resultam, muitas vezes, do nosso estado de espírito. O ato de comprar é, nos dias que correm, um ato de recompensa: faz-nos sentir bem, provoca emoções positivas e ajuda a “limpar” emoções negativas.

Por este motivo, as compras por impulso acontecem quase sempre em momentos de maior fragilidade emocional: compramos porque estamos tristes, ou dececionados, ou angustiados. O sentimento de recompensa que nos invade no momento da compra ajuda a apagar as emoções negativas anteriores, e isso faz com que a nossa predisposição para comprar seja maior.

O nosso bem-estar físico, por outro lado, também influencia a forma como compramos. Fome, sono ou cansaço levam-nos a precipitar a compra para acelerar a satisfação daquela necessidade básica (compramos um chocolate para saciar a fome, por exemplo).

Como evitar as compras por impulso: 8 dicas

Entendendo como funcionam e porque é que acontecem as compras por impulso fica mais fácil evitar que elas aconteçam. Tendo em conta as causas que já listamos, adote as seguintes estratégias:

1

Não vá às compras com fome, dor ou cansaço

A regra de não ir ao supermercado com fome é bastante famosa, mas ela deve ser aplicada a todos os espaços comerciais, porque nem só no supermercado se vendem coisas para comer.

Além da fome, convém também estar atento ao cansaço, à dor e a qualquer tipo de sofrimento físico (já pensou porque é que, quando chegam as coleções de inverno, as lojas baixam a temperatura do ar condicionado?).

2

Evite os centros comerciais quando está emocionalmente frágil

Curar um desgosto de amor com um banho de shopping é coisa de filme, não de vida real. Na prática, sempre que for às compras para compensar as emoções (um dia cansativo no trabalho, uma má experiência, uma discussão,…), vai acabar a comprar promessas de uma vida melhor e não propriamente coisas de que precisa mesmo.

Note que, neste tópico, também entra a felicidade: se for ao shopping no mesmo dia em que recebeu um aumento de salário, por exemplo, é quase certo que vai comprar algo que, noutro dia qualquer, não compraria.

3

Evite os “raides às pechinchas”

Já todos passamos por estes momentos em que entramos numa loja, não porque gostemos dos produtos ou precisemos deles, mas porque estão a prometer grandes descontos. Acabamos a trazer uma ou outra peça que, vendo bem as coisas, não é pechincha nenhuma, porque por muito barata que seja não é útil para nós.

Vá às compras quando precisa e em busca daquilo que precisa. As corridas aos saldos e às promoções são verdadeiros banquetes de compras por impulso.

4

Evite andar com o cartão de crédito na carteira

Uma das formas de evitar compras por impulso é evitar levar o cartão de crédito para fazer compras, pois é um enorme apelo às compras por impulso. Guarde o cartão de crédito em casa e utilize-o apenas para despesas urgentes.

5

Reduza ao máximo a subscrição de sites de compras online

Receber constantemente, na caixa de correio eletrónico, promoções e oportunidades de sites de compras online motiva-o a gastar dinheiro. Tire esses sites dos seus favoritos.

Se não quiser ser tão radical, opte por criar uma regra a si mesmo que limite o número de horas em que visita os sites de compras online (por exemplo, uma hora por semana).

6

Não descure a lista de compras

Faça uma lista antes de ir às compras. Quando vai ao supermercado ou até comprar roupa, liste previamente o que precisa efetivamente de comprar. Esta é uma boa forma de evitar as compras por impulso.

7

Estabeleça para si mesmo um “período de carência”

Antes de comprar alguma coisa, ou seja, se está a pensar comprar algo, não o faça de imediato. Espere alguns dias antes de comprar, findos os quais, se continuar a pensar que o investimento vale a pena, então faça-o.

8

Defina o seu orçamento

O essencial é sempre a sua educação financeira. Invista nela. Defina metas de quanto pode gastar por mês e não as ultrapasse.

Veja também