ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Cátia Tocha
Cátia Tocha
21 Jun, 2022 - 10:46

Poupar nos saldos: 11 dicas para gastar menos

Cátia Tocha

Conheça algumas formas de poupar nos saldos e não gaste mais do que precisa.

Poupar nos saldos

Conhecer algumas dicas para poupar nos saldos é importante para a sua carteira. A baixa de preços é uma ótima oportunidade para quem tem um orçamento limitado, mas é importante não se deixar levar pelas rebaixas e acabar por gastar mais do que precisa.

Saiba, então, como aproveitar esta época sem pôr em causa o equilíbrio das suas finanças pessoais.

11 truques para poupar nos saldos

1

Estabeleça um orçamento

Não vá às compras antes de definir quanto quer gastar. Estabelecer um limite nas despesas obriga-o a controlar-se nas compras sempre que se recordar do valor que decidiu fixar, uma vez que terá de dar assim prioridade a determinados produtos de que necessita.

Como criar um orçamento mensal
Veja também Como criar um orçamento mensal passo a passo (com modelo)
2

Não compre apenas pela promoção

A época de saldos é uma excelente oportunidade para encher os armários, mas não vale a pena comprar artigos apenas porque estes estão em promoção.

Se compra algo de que não precisa apenas pelo desconto, não está a poupar o valor do desconto, está a gastar o valor da peça. Assim, é difícil poupar nos saldos ou em qualquer outra altura.

3

Crie uma lista de compras

Elaborar uma lista com os produtos que precisa mesmo de comprar, sem esquecer o valor fixado no orçamento, é outra regra de ouro para poupar nos saldos.

Antes de ir às compras, faça uma limpeza geral ao guarda-roupa, armários e à dispensa. Vá, ao mesmo tempo, anotando tudo aquilo que lhe está a fazer falta ou que vai ser preciso substituir. Use esse inventário quando estiver nas lojas para se focar no essencial. Vai ver que assim é mais fácil afastar a tentação de gastar dinheiro em coisas desnecessárias.

lista de compras
Veja também Como fazer a lista de compras: dicas para poupar tempo e dinheiro
4

Seja racional nas suas escolhas

Quando vemos em saldo aquele par de sapatos ou aquele telemóvel que gostaríamos muito de ter, mas de que na verdade não precisamos, é importante voltar à nossa lista. Por muito que nos custe, as compras não devem ser decididas por impulso nem com base na emoção, mas sim da forma mais racional possível.

Antes de trazer alguma coisa para casa, faça sempre esta pergunta: “Preciso mesmo disto?” Se a resposta for “Não”, poupe esse dinheiro para algo de que realmente necessita.

5

Compare os preços dos produtos

Outra coisa que deve fazer antes de ir às compras é usar a Internet para comparar preços. Não é por que estamos em época de saldos que todas as lojas fazem descontos iguais. Se puder poupar mais alguns euros porque o preço do artigo em que está de olho baixou mais numa loja do que noutra, certamente que vai querer aproveitar.

Há alguns sites e aplicações que facilitam esta tarefa. É o caso, por exemplo do Kuanto Kusta, onde pode comparar o preço daquilo que quer comprar em centenas de lojas diferentes.

Aproveite a lista de compras que criou para apontar à frente de cada produto o nome da loja com o preço mais baixo e, assim, não se esquece de onde deve ir.

6

Compre pela internet

Se vir que o valor do artigo que se encontra em saldos é ainda mais baixo ao ser adquirido pelo site ou app da marca do que indo à própria loja, aproveite e faça a compra pela Internet.

Isto também lhe traz a vantagem de não ter de sair de casa e enfrentar a confusão instalada nas lojas em épocas de saldos.

compras online cuidados a ter
Veja também 8 cuidados a ter quando faz compras online
7

Espere que os preços baixem

Se o que precisa de comprar não for assim tão urgente, espere mais um pouco. Não raras vezes um artigo que começa por ter apenas 10% ou 20% de desconto, no final da época de saldos pode chegar aos 50%.

No entanto, se o produto que pretende comprar tiver um stock baixo, o melhor é não aguardar e comprá-lo antes que esgote.

8

Compre com dinheiro em vez de cartões

Outra maneira de poupar nos saldos é pagar as compras em dinheiro e não com cartão de débito ou de crédito, por isso, deixe-os em casa.

Ao pagar com cartão, o dinheiro vai desaparecendo da conta e nem se percebe disso. Já ver as notas a sair da carteira ajuda a refrear as compras por impulso e a controlar melhor os gastos.

Compras por impulso
Veja também 8 dicas para evitar compras por impulso
9

Não se esqueça dos meios online

Estar com atenção ao site das suas marcas preferidas também compensa. Por um lado, pode, com mais calma e no conforto do seu sofá, procurar pelas oportunidades que lhe interessam, sem a pressão de ter de decidir na hora como acontece numa loja física.

Por outro, se subscrever a newsletter das marcas, pode receber em primeira mão alertas sobre os períodos de rebaixas, ter acesso a vendas privadas ou receber descontos no seu dia de aniversário.

No fundo são alguns dos truques que as marcas utilizam para lhe vender, mas se souber tirar partido deles apenas para o que precisa, também é uma forma de poupar não só nos saldos, como no resto do ano.

10

Peça fatura com NIF

Outra regra fundamental para poupar nos saldos, bem como durante todo o ano, é pedir fatura com número de contribuinte (NIF) em cada compra que fizer. Assim, poderá usá-las mais tarde para efeitos de IRS, inserindo os valores gastos na categoria adequada. Por isso, convém guardá-las bem e ir validando no portal e-Fatura.

11

Conheça os seus direitos

Sabia que se comprar uma peça defeituosa, sem que o defeito esteja anunciado, o comerciante é obrigado a trocar ou reparar a peça? E que se fizer uma compra online, tem o direito a mudar de ideias e devolver o artigo no prazo de 14 dias, sem ter de justificar o motivo do arrependimento?

À semelhança do que acontece durante todo o ano, os direitos dos consumidores não se alteram, nem ficam suspensos, durante o período de saldos e rebaixas. Conheça-os em detalhe no artigo abaixo.

Saldos e promoções: novas regras
Veja também Saldos e promoções: novas regras protegem os consumidores
Veja também