Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
22 Out, 2019 - 18:02

Onde deixar o livrete do carro: qual a melhor opção?

André Freitas

Sabe onde deixar o livrete do carro? Quais são os prós e os contras de o deixar no carro? E de o levar consigo? Descubra a resposta aqui.

livrete do carro

Onde deixar o livrete do carro? Deixá-lo carro ou levar o livrete sempre consigo? Estas são, certamente, duas das questões que já colocou a si próprio. E talvez mais que uma vez.

O livrete, ou documento único automóvel (DUA), é como que o “bilhete de identidade do carro”, pelo que faz todo o sentido que fique sempre dentro carro. Mas…e se roubarem o carro? Os assaltantes terão facilmente acesso a todos os dados do automóvel e, até, do proprietário.

Neste artigo vamos analisar os prós e contras de onde deixar o livrete do carro: no carro ou consigo. E vamos falar também um pouco sobre o novo documento único automóvel.

Onde deixar o livrete no carro: carro ou carteira

documentos carro

Deixar o livrete no carro

Não existe nenhum estudo que tenha chegado à conclusão de que uma opção é melhor que a outra. Na realidade, esta é uma escolha bastante pessoal.

Deixar o livrete no carro tem algumas vantagens, tais como: a comodidade de ter o documento sempre no mesmo local, sem ter de se preocupar se este está no carro ou não, e a possibilidade de alguém, que não o proprietário, poder utilizar o carro a qualquer momento, e ter os documentos necessários para circular com o automóvel.

No entanto, há quem afirme que que esta opção nunca deveria ser a escolhida. Isto porque existe o risco do seu carro ser assaltado e toda a informação do automóvel e de si próprio estar disponível. Assim, os ladrões terão fácil acesso a todas a sua informação.

Esta e outra razão fazem com que muitos proprietários optem por ter sempre o DUA nas suas carteiras.

Levar o livrete na carteira

Os “adeptos” da opção de transportar o livrete sempre consigo, nomeadamente na carteira, focam-se, principalmente, no facto de poderem perder o documento, juntamente com o automóvel, em caso de roubo.

Para além da exposição dos dados pessoais, quem defende que o livrete deve ir na carteira também acredita que será mais fácil para os assaltantes falsificarem os documentos do automóvel, se tiverem acesso aos originais.

Este argumento, assim como o de ter acesso à informação do automóvel de forma fácil, rápida e em qualquer lugar, são as vantagens de transportar sempre o livrete consigo.

No entanto, também existem desvantagens nesta opção, tais como: a probabilidade de perder o documento ser maior ao mudá-lo sempre de sítio.

A possibilidade de ser assaltado e lhe roubarem todos os documentos; sempre que outra pessoa quiser/tiver que utilizar o carro, não pode esquecer-se de lhe dar o DUA (isto é bastante relevante quando o carro é partilhado com frequência ou em casos de emergência).

Esta última desvantagem é, até, um fator decisivo para algumas pessoas. Se, por exemplo, um casal tiver dois carros e utilizar qualquer um dos destes, o DUA nunca poderá estar com um dos elementos do casal, sob pena de o outro utilizar o carro sem o documento (e ser multado!). 

Devido ao seu material (papel), o DUA não é um documento muito resistente e essa é uma das desvantagens para quem gosta de transportar o documento sempre consigo…mas, com o novo modelo do DUA, este argumento vai deixar de fazer sentido.

livrete do carro
Veja também Livrete muda para todos em 2020: conheça o novo DUA

Novo Documento Único Automóvel (DUA)

Entrou em vigor, no passado dia 1 de agosto de 2019, um novo modelo de emissão do documento único automóvel.  No âmbito do Simplex+, um pacote de medidas de simplificação e melhoria da Administração Pública, foi lançada a medida “DUA na Carteira”.

O novo DUA cabe mesmo na carteira, pois tem as mesmas dimensões que um cartão de cidadão. Também o aspeto do cartão é semelhante ao de um cartão de cidadão. Nunca fez tanto sentido referirmo-nos ao livrete como o “bilhete de identidade do carro”.

Numa primeira fase, este novo modelo será utilizado aquando da emissão de novas matrículas. A partir de 2020, este modelo será utilizado sempre que for emitido um novo DUA, nomeadamente quando houver alteração de propriedade do automóvel.

Este novo modelo permite já o acesso a diversa informação através de leitura ótica, utilizando, para isso, o código UniQode. Para além de inovador, este sistema garante a autenticidade da informação e permite reduzir a quantidade de informação visível no cartão.

O UniQode está impresso na parte de trás do cartão, na imagem de um telemóvel. Utilizando a também nova app “Documento Único Automóvel”, é possível, através da leitura ótica do UniQode, aceder a todos os elementos informativos do DUA, quer os que estão visíveis, quer os que não estão. 

Esta app disponível, gratuitamente, para os sistemas operativos Android e iOS, em formato bilingue, não substitui, no entanto, o documento físico.

O custo de emissão do DUA neste novo modelo é exatamente o mesmo que o custo praticado para a emissão do modelo em papel.

O Governo criou este novo modelo precisamente para que o documento, feito em policarbonato, tenha uma maior durabilidade, resistência e possa ser facilmente transportado na carteira do proprietário.

Pondere os prós e contra apresentados, analise a sua situação em particular e tome uma decisão.

Conclusão

Apesar de ser uma decisão pessoal, o mais indicado a fazer será levar sempre o livrete do carro consigo.

Desta forma, irá dificultar a vida aos ladrões caso roubem o seu carro e ainda irá proteger as suas informações pessoais.

Veja também