Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
09 Out, 2018 - 11:09

Saiba tudo sobre o Yorkshire Terrier

Inês Pereira

Pequeno mas amoroso e brincalhão: assim se pode definir o Yorkshire Terrier. Fique agora a conhecer a raça e saiba se é a companhia indicada para si.

Saiba tudo sobre o Yorkshire Terrier

Uma coisa é quase certa: algum familiar, amigo ou vizinho seu tem um yorkshire terrier. Afinal, não é por acaso que esta é considerada uma das raças mais conhecidas e procuradas no mundo. Brincalhões, de pelo comprido e tamanho que os torna transportáveis em praticamente qualquer mala, estes cães dão ótimos companheiros de 4 patas para ter em qualquer casa.

Se está a pensar juntar um Yorkshire Terrier ao seu lar então o melhor é garantir que conhece a raça de A a Z e que está a fazer a escolha indicada. De porte pequeno, o peso ideal deste cão tão popular entre as famílias portuguesas ronda os 2kg e os 4kg. De facto, o seu tamanho e a sua pelagem tornam-no inconfundível e conquistam praticamente toda a gente. Características são também as orelhas pontiagudas, geralmente apontadas para cima.

Yorkshire terrier: um guia da raça

saiba tudo sobre o yorkshire terrier

Poucas devem ser as raças de cães que derretem tantos corações como o Yorkshire Terrier. Originário da Escócia e com uma esperança média de vida de 15 anos, é um cão muito utilizado para a caça de pequenos animais, como coelhos. Contudo, nem por isso deixa de ser adaptar na perfeição à vida num apartamento.

Com uma personalidade muito meiga e afetuosa, o Yorkshire Terrier é um cão extremamente apegado aos donos e que requer alguma atenção. Se a isto juntar o facto de ser bastante sociável percebe que facilmente se torna no parceiro de brincadeiras de qualquer pessoa – embora inicialmente possa ser ligeiramente desconfiado.

Por muito difícil que seja, não pode deixar-se enganar pelo tamanho compacto e aparentemente inofensivo deste cão. A verdade é que se trata de uma raça cheia de energia e muito inteligente, pelo que obriga a alguma estimulação mental e passeios diários e dinâmicos.

Teimoso e corajoso, não terá qualquer problema em desafiar o dono, ignorando as suas ordens, ou um cão de porte maior. Isto significa que é preciso ter bastante paciência e pulso firme no que se refere ao treino do animal.

No que se refere à socialização, o Yorkshire consegue surpreender: acontece que esta raça se dá muito bem com gatos mas, por vezes, pode ser algo conflituosa com outros cães. Já no caso dos humanos é importante que tenha atenção redobrado ao contacto com crianças, uma vez que se trata de um cão pouco tolerante em relação a qualquer coisa que o deixe desconfortável.

Alimentação

O yorkshire terrier é um cão exigente no que se refere à alimentação, uma vez que tem tendência a cansar-se rapidamente da sua ração habitual. No entanto, não deve cair no erro de lhe dar comida humana, já que não constitui uma dieta equilibrada e não suprime as necessidades nutricionais da raça.

Graças à sua dentição delicada, este cão precisa de uma ração especialmente adaptada. Felizmente, o mercado oferece já opções adequadas ao seu amigo de 4 patas, com croquetes cheios de nutrientes e desenvolvidos para a pequena boca deste animal. Esta é uma comida que garante que o cão cresce saudável e previne o envelhecimento celular.

Claro está que o pelo não ficou esquecido. A ração do Yorkshire Terrier é formulada para que o cão tenha um pelo brilhante, bonito e suave e uma pele saudável.

Ao lado da taça da comida deve colocar sempre uma tigela com água, que deve ser mudada regularmente para que o cão tenha água limpa e fresca. Não só mata a sede do seu fiel amigo como o mantém hidratado, o que previne inúmeros problemas de saúde.

Saúde

saiba tudo sobre a saúde do yorkshire terrier

No que se refere à saúde, o Yorkshire pode dar verdadeiras dores de cabeça e noites mal dormidas aos donos. Acontece que, apesar de ser forte por natureza, trata-se de uma raça suscetível a diversos problemas de saúde e doenças, independentemente de serem cachorros ou já cães adultos ou idosos.

Esta é uma raça com um aparelho digestivo muito sensível, o que ajuda a explicar o facto de existir ração especialmente formulada para as suas necessidades. Problemas digestivos e doenças periodontais são bastante comuns desde tenra idade, podendo mesmo ocorrer perda de alguma dentição.

Apesar de ser um animal muito completo e muitas vezes considerado um cão grande em ponto pequeno, o Yorkshire Terrier tem ossos frágeis. Resultado? Pode desenvolver problemas no aparelho locomotor, desde pequenas fraturas a doenças mais graves.

Tratando-se de uma raça com grande longevidade, é importante que os donos compreendam que a atenção à saúde do animal tem de ser constante e obriga a visitas regulares ao veterinário para garantir que não existe motivos para preocupação. Assim, importa saber quais os problemas mais comuns nestes cães:

  • Vómitos;
  • Diarreia;
  • Gengivite;
  • Tártaro nos dentes;
  • Dupla dentição;
  • Cataratas;
  • Atrofia progressiva da retina;
  • Doença de Legg-Calvé-perthes;
  • Luxação do joelho;
  • Hérnias discais;
  • Fraturas;
  • Alopecia;
  • Epilepsia;
  • Hipoglicemia;
  • Shunt hepático;
  • Colapso da traqueia;
  • Degeneração óssea;
  • Problemas nas válvulas cardíacas.
Veja também