Helena Peixoto
Helena Peixoto
27 Ago, 2019 - 11:51
10 truques de iluminação que vão valorizar (e muito) a sua casa

10 truques de iluminação que vão valorizar (e muito) a sua casa

Helena Peixoto

Se implementar alguns destes truques de iluminação em sua casa, uma coisa é certa: ela vai ficar muito mais ampla e, claro está, iluminada!

O artigo continua após o anúncio

Se há coisa que não deve descurar ao realizar o projeto de decoração de sua casa são os possíveis truques de iluminação. Seja recorrendo às potencialidades naturais da casa, ou aplicando algumas técnicas e truques com iluminação artificial, o que importa aqui é mesmo deixar a casa bem luminosa!

10 truques de iluminação infalíveis para uma casa de capa de revista

Um bom projeto de decoração de uma casa implica uma boa utilização de truques de iluminação. Cada casa tem as suas características e pontos fortes diferentes dos quais deve tirar partido.

Além disso, ainda existe uma série de questões que pode implementar e que tornam qualquer espaço mais gracioso e iluminado, jogando a favor da sua decoração. Confira quais são.

truques de iluminação

1. Tire partido da iluminação natural

Este deve ser sempre o seu ponto de partida e a situação ideal: aproveitar a luz natural de sua casa! A luz natural é, entre todos os tipos de luz, a mais confortável para o ser humano.

Tire o máximo partido dela recorrendo à pintura das paredes em cores claras e evite cortinados escuros e tecidos mais espessos para não bloquear a passagem da mesma. Um dos truques de iluminação mais utilizados neste capítulo é o de colocação de espelhos em locais estratégicos para refletir a luz e prolongá-la pelas divisões.

2. Saber escolher a lâmpada

Outro dos truques de iluminação fundamentais é o de saber escolher a lâmpada acertada. Isso mesmo! Em primeiro lugar, opte sempre por LED’s. Além do seu consumo ser bastante reduzido, a durabilidade é muito maior e o impacto ecológico bem menor.

Depois, não se esqueça do formato da lâmpada, que se deve adaptar ao tipo de candeeiro para difundir o máximo de luz.

Finalmente, não se esqueça da intensidade da luz (lúmens) e da temperatura de cor. Se procura luz ambiente (espaços de estar e de descanso), opte por lâmpadas até 400 lúmens, com temperatura de cor amarela. Se está a escolher iluminação para espaços de trabalho ou com necessidades de mais luminosidade, procure lâmpadas com mais de 600 lúmens e de cor branca.

O artigo continua após o anúncio

3. Não abuse nos pontos de luz

Sabia que um dos erros mais comuns ao planear a iluminação de uma casa é o de exagerar nos pontos de luz? Mas acredite: o facto de ter imensos pontos de luz não significa que a casa se torna mais iluminada.

O que deve fazer sim é um equilíbrio entre o uso e a eficiência de cada produto. Até porque ao reduzir a quantidade de pontos de luz vai economizar energia e euros.

4. Pense no projeto de luz de raiz

O cenário ideal é sempre o de idealizar o projeto de iluminação de uma casa aquando da sua construção. Isso vai facilitar não só a execução como evitar gastos excessivos no futuro. Claro que nem sempre isto é possível. Mas, caso seja, mantenha este truque em mente e peça ajuda a um especialista.

5. Pense na iluminação por área

Já tínhamos referido que cada casa é uma casa. Mas dentro de cada lar, também há diferentes divisões e também elas têm diferentes necessidades de iluminação!

Faça uma análise a casa uma das áreas, potencialidades naturais, pontos de luz, objetivos que tem para a mesma e depois sim, comece a delinear o que pretende.

truques de iluminação

6. Especial sala de estar

A sala de estar é um dos espaços onde passamos mais tempo e, por isso, também uma das áreas que requer mais atenção e planeamento. Este ambiente pede geralmente uma iluminação mais suave, mas sem tornar o ambiente escuro.

Há várias hipóteses a que pode recorrer, como sendo a iluminação indireta em sancas no teto ou a aplicação de um controlo que permita aumentar e diminuir a intensidade da luz. Além disso, pode sempre utilizar pontos de luz mais pontuais, como candeeiros de pé.

Por fim, uma dica extra: nunca coloque pontos em cima do sofá, de poltronas ou de puffs, já que pode ser um fator de incómodo para as pessoas que se sentarem abaixo desse ponto de luz.

O artigo continua após o anúncio

7. Saiba escolher os materiais

Hoje temos acesso a centenas de diferentes opções disponíveis, o que acaba por tonar a escolha mais difícil. Mas a verdade é que até esta questão tem influência na iluminação geral da sua casa! Analise bem as suas possibilidades: polipropileno, fibras naturais, tecido, vidro, ferro, etc.. Mas, sobretudo, teste-as na loja antes de adquirir.

8. Pontos de luz indiretos

Os pontos de luz indiretos são excelentes complementos e auxiliares de um bom ambiente decorativo em termos de iluminação. Aposte em alguns pontos deste tipo e permita que os seus espaços tenham esta forma de iluminação mais difusa e pontual, ideal para alturas do dia em que não quer iluminação tão forte e agressiva.

9. Ambientes integrados

Não se esqueça de uma questão muito importante à medida que está a planear e implementar os truques de iluminação para a sua casa: manter a harmonia visual!

Só assim vai realmente valorizar mais o espaço e criar vantagem com o seu esforço. E não queremos com isso dizer que não pode misturar estilos, por exemplo! Se é do tipo que arrisca, não tenha medo de o fazer, mas mantenha sempre alguma uniformidade, seja nas cores, nos materiais ou nas texturas.

10. Divirta-se!

Terminamos com um dos truques de iluminação não menos importante: seja o estilo que for, o tipo de casa que for ou os gostos que tiver, importante mesmo é que se divirta ao fazer o plano de iluminação e que depois de implementado se sinta bem na sua casa!

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp