ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Paula Landeiro
Paula Landeiro
11 Out, 2021 - 11:52

Taxa Anual Nominal: o que é e qual a sua importância?

Paula Landeiro

No caso de querer contrair um crédito ou fazer um aplicação, a Taxa Anual Nominal (TAN) é um dos elementos que deve ter em conta.

Taxa Anual Nominal

A Taxa Anual Nominal (TAN) representa o custo do dinheiro emprestado pelo período de um ano. Para os empréstimos concedidos pelos bancos representa quanto vai ter de pagar de juros pelo dinheiro que o banco lhe emprestou. Para as aplicações que fizer em depósitos a prazo, por exemplo, representa quanto o banco lhe vai pagar pelo dinheiro que depositou (ou seja lhes emprestou).

Por que é importante a Taxa Anual Nominal?

A Taxa Anual Nominal é a taxa comparativa de créditos (ou aplicações) entre instituições financeiras e é relevante para o apuramento dos juros.

Quando um banco faz uma proposta de crédito a um cliente utiliza a TAN como medida do custo desse mesmo empréstimo. Esta taxa é aplicada sobre o montante total de financiamento que o cliente pede ao banco.  

No caso das aplicações financeiras, a TAN reflete quanto é que a entidade financeira (ou mesmo Estado), está disposta a pagar pelo dinheiro que decidir aplicar.

A TAN pode ser fixa ou variável. No caso de ser variável, o seu valor resulta da soma da Euribor e do spread que o banco praticar.  Assim, neste caso, a TAN vai variar ao longo do tempo de acordo com as movimentações da Euribor.

Note que, no caso dos empréstimos, ficam de fora da TAN todas outras despesas que estejam associadas ao crédito. A TAN apenas reflete os juros.

Qual a sua aplicação?

A TAN está presente no cálculo do rendimento de qualquer aplicação financeira. É também usada para calcular o custo de qualquer empréstimo. A TAN traduz assim o montante de juros que irá pagar (no caso de crédito) ou receber (nos depósitos).

Em ambos os casos, a TAN tem de constar na informação que lhe tem de ser dada antes de aplicar o seu dinheiro ou contrair um empréstimo. A TAN consta sempre da Ficha de Informação Normalizada, no caso de depósitos ou crédito a consumidores, e da Ficha de Informação Normalizada Europeia, no caso de crédito habitação.

Casal a fazer contas

Qual a diferença entre Taxa Anual Nominal bruta e líquida?

A TAN é base de cálculo d o rendimento de uma aplicação financeira. Contudo, é  apresentada de duas formas, em termos brutos e em termos líquidos. Ambas são taxas nominais, mas a taxa anual nominal bruta não tem em conta o impacto fiscal sobre os juros.

Taxa Anual Nominal Bruta (TANB)

A TANB é uma taxa bruta, já que não desconta o montante de IRS que incidirá sobre os juros. Corresponde ao que o banco lhe vai pagar por poder utilizar o seu dinheiro, no caso de uma aplicação financeira. O que não significa que receba esse valor na totalidade. Há que considerar que sobre os juros que receber irá pagar IRS à taxa liberatória em vigor.

Taxa Anual Nominal Líquida (TANL)

Corresponde à TANB deduzida de impostos. Ou seja, dos montantes retidos referentes ao IRS. A TANL reflete de forma precisa o valor que o cliente irá efetivamente receber após o imposto sobre o rendimento.

Que taxas importam no cálculo da prestação mensal de um crédito?

A Taxa Anual Nominal é importante, mas a sua leitura e análise deve ser conjugada com outras taxas. Se está a pensar contrair um crédito e quer saber quanto vai pagar mensalmente, como não irá pagar só juros pelo crédito que pediu, há outra taxa mais relevante a ter em conta – a Taxa Anual Efetiva Global – TAEG.

A TAEG, além do custo associado ao valor do montante do crédito e prazo de reembolso, também considera os encargos com a contratação de outros produtos ou serviços associados à contratação de um crédito.

Despesas que a Taxa Anual Nominal não considera

Estas são as despesas que não estão incluídas no cálculo da TAN:

  • Comissões;
  • Comissões de manutenção de contas bancárias;
  • Seguros obrigatórios para o pedido de crédito;
  • As despesas, nomeadamente com impostos e com os emolumentos relativos ao registo da hipoteca, no caso de se tratar de um crédito com garantia hipotecária;
  • A remuneração do intermediário de crédito, caso essa remuneração seja paga pelo consumidor, o que sucede quando recorre a um intermediário de crédito não vinculado;
  • Outras despesas associadas ao contrato de crédito.

TAN ou TAEG?

A Taxa Anual Nominal pode ser vista como taxa de juro intermédia utilizada para o cálculo da prestação mensal a pagar. No entanto, e em especial no caso de contratos de concessão de crédito, a taxa mais importante para analisar e comparar propostas é a TAEG, por esta taxa incluir o custo total do crédito.

Que cuidados deve ter na comparação de créditos?

No caso de querer contrair um crédito deve ter em conta alguns cuidados. Por vezes, a diversidade de taxas bancárias gera confusão e leva a que opte pelo caminho mais fácil.

Não deve escolher um crédito apenas com base na TAN

Um dos primeiros cuidados que deve ter é não escolher um determinado banco apenas por apresentar uma Taxa Anual Nominal baixa, já que isso não significa que o custo do crédito também seja o mais baixo.

Muitas propostas de crédito têm uma TAN baixa mas, em contrapartida, podem exigir ao cliente a contratação de outros produtos financeiros – como seguros e cartões de crédito. É aqui que entra a TAEG, taxa à qual deve estar mesmo atento para poder comparar propostas com todos os custos incluídos.

Veja também o MTIC (Montante Total Imputado ao Consumidor), que incluindo também a totalidade dos custos com o crédito, se torna de mais fácil leitura já que está em euros e não em percentagem (como a TAEG).

comparar propostas de crédito
Veja também Como comparar propostas de crédito: um guia essencial

Analise diferentes hipóteses através de simulações

A internet pode dar uma ajuda preciosa no que toca à análise de diferentes cenários. À distância de um clique estão as páginas de diferentes instituições financeiras, nas quais pode rapidamente fazer simulações de preços com a TAN e TAEG.

Ao comparar propostas, com igual montante e prazo de reembolso, opte pela que tiver uma TAEG e um MTIC menor. Porquê pagar mais pelo mesmo crédito?

Veja também